Logo E-Commerce Brasil

Plataforma Tray disponibiliza integrações nativas com os maiores canais de vendas

Por: Júlia Rondinelli

Editora-chefe da redação do E-Commerce Brasil

Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero e especialização em arte, literatura e filosofia pela PUC-RS. Atua no mercado de <nowrap>e-commerce</nowrap> desde 2018 com produção técnica de conteúdo e fomento à educação profissional do setor. Além do portal, é editora-chefe da revista E-Commerce Brasil.

Desde o início de suas atividades, o objetivo da Tray é ser mais que uma plataforma de e-commerce, mas sim, um ambiente para a gestão completa de um negócio online.

Desta forma, todo o ecossistema da plataforma é desenvolvido para que o lojista possa reunir toda a sua operação em um só lugar. Consequentemente, as integrações nativas eram mais que necessárias para manter essa ideia em constante evolução.

Hoje a Tray é reconhecida por ter integrações nativas com os melhores canais de vendas, sejam redes sociais, programa de afiliados, buscadores ou os maiores marketplaces do Brasil.

Enquanto a maioria dos lojistas precisa investir em um hub de integração para vender nos marketplaces, os lojistas da Tray contam com essa função de forma nativa. Atualmente são mais de vinte marketplaces nativos na plataforma — com expectativa de continuar evoluindo

Além do investimento poupado, o lojista consegue controlar com maior segurança todos os anúncios disponíveis em diferentes marketplaces. Com atualizações automáticas, o trabalho manual é muito menor e abre possibilidades de vendas em vários canais simultaneamente.

Sem falar na divisão corporativa da plataforma! A Tray Corp oferece soluções omnichannel, ideal para lojistas que desejam fortalecer suas estratégias em múltiplos canais.

Seja Tray ou Tray Corp, a plataforma conta com diversos recursos incríveis para auxiliar e impulsionar qualquer negócio na internet.

O propósito da Tray é firmar parceria com o empreendedor brasileiro. Sendo a solução completa para vender online!

Leia também: PayPal quer se tornar “a carteira digital para CBDCs globais”.