Logo E-Commerce Brasil

Oportunidade: brasilieiros gastam mais de R$ 1.400 reais por ano com assinaturas digitais

Por: Júlia Rondinelli

Editora-chefe da redação do E-Commerce Brasil

Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero e especialização em arte, literatura e filosofia pela PUC-RS. Atua no mercado de <nowrap>e-commerce</nowrap> desde 2018 com produção técnica de conteúdo e fomento à educação profissional do setor. Além do portal, é editora-chefe da revista E-Commerce Brasil.

Uma nova pesquisa realizada pela Bango, empresa global especializada na monetização de canais digitais, revela insights sobre o mercado de assinaturas no Brasil. Segundo o estudo, os brasileiros gastam em média R$ 1.416 por ano em assinaturas digitais, com um ticket mensal aproximado de R$ 118.

O relatório, intitulado A Guerra das Assinaturas: O Superbundling Desperta, destaca que a média de assinaturas por pessoa no Brasil é de 3,8. No entanto, 32% dos consumidores pagam por uma assinatura que não utilizam, e 63% estão incomodados por não conseguirem gerenciar todas as suas assinaturas em um único local.

Oportunidade para o mercado de assinaturas

Os serviços de vídeo sob demanda (os famosos streamings) dominam o mercado, representando 86% das assinaturas, superando outras categorias como música (52%), entrega de comida (46%), varejo (38%) e jogos eletrônicos (32%).

Quase três quartos dos entrevistados (73%) afirmam que não podem pagar por todos os serviços que gostariam, e muitos expressam frustração por não conseguirem gerenciar suas assinaturas de maneira centralizada. Essa insatisfação abre uma grande oportunidade para telecoms e operadoras simplificarem a gestão de assinaturas e oferecerem novas opções ao consumidor.

Centralizar as assinaturas

Em 2023, serviços como o Verizon +play foram lançados nos Estados Unidos, centralizando diversas assinaturas como Netflix, Starz, Max, Paramount+ e outros em um só lugar. Essa prática, conhecida como Super Bundling, permite aos consumidores maior controle sobre suas assinaturas, o que é visto como uma tendência promissora.

Segundo a pesquisa da Bango, 73% dos brasileiros desejam uma plataforma para gerenciar todas as suas assinaturas em um só lugar, e 69% gostariam de pagar por múltiplas assinaturas por meio de uma fatura mensal. Além disso, 51% preferem que sua operadora móvel ofereça pacotes de Super Bundling, enquanto 28% acreditam que seus provedores de internet deveriam fornecer esse serviço. Quase metade dos entrevistados gostaria que seu banco ou fornecedor de carteira digital suportasse essa funcionalidade.

Luisa Muneratti, SVP Sales Iberia & Americas da Bango, comenta que o Super Bundling oferece vantagens significativas aos consumidores, proporcionando maior flexibilidade e controle sobre seus acessos. “A possibilidade de pagar diversas assinaturas de uma vez só é interessante para o consumidor, que pode ter maior flexibilidade e controle sobre seus acessos”, explica. “Para as operadoras e telecoms, há um vasto campo de oportunidades para agregar conteúdo de valor e melhorar indicadores de market share, redução de churn e retenção de clientes”, conclui a executiva.

A pesquisa A Guerra das Assinaturas: O Superbundling Desperta contou com a participação de 6.400 consumidores da América Latina, analisando diversos aspectos de sua experiência com serviços de assinatura.