Publicidade: Banner
Logo E-Commerce Brasil

"Estamos trabalhando nas funcionalidades do Pix garantido e outros pagamentos recorrentes", revela Janaína Pimenta, do Banco Central

Por: Redação E-Commerce Brasil

Equipe de jornalismo E-Commerce Brasil

Na quarta-feira (26), segundo dia do Fórum E-Commerce Brasil 2023, Janaína Pimenta Attie, Chefe de Divisão – Denor, Banco Central do Brasil, subiu no palco Tecnologia para falar sobre Open Finance e a iniciação de pagamentos no e-commerce.

Imagem de palestrante feminina sobre o palco do Fórum E-Commerce Brasil 2023
Executiva do BACEN diz que já são mais de 26 bilhões de chamadas de API de dados, que representa quantas vezes uma instituição entra em contato com outra para ver as informações – são mais de 800 milhões de chamadas semanais!

A palestrante começou sua apresentação falando o que é Open Finance, ou sistema financeiro aberto. Ela explicou que é a possibilidade de clientes de produtos e serviços financeiros permitirem o compartilhamento de suas informações entre diferentes instituições autorizadas pelo Banco Central e a movimentação de suas contas bancárias a partir de diferentes plataformas, e não apenas pelo aplicativo ou site do banco. Tudo isso de forma segura, ágil e conveniente.

“Podemos dizer que no Brasil o Open Finance acabou de nascer. Entretanto, já são mais de 32 milhões de clientes que autorizaram o compartilhamento de dados. Isso é um número muito significativo mundialmente, mas entendendo o tamanho do Brasil sabemos que vamos crescer e evoluir muito mais. Além disso, são mais de 26 bilhões de chamadas de API de dados, que representa quantas vezes uma instituição entra em contato com outra para ver os dados. E mais de 800 milhões de chamadas semanais de dados”, revela Janaína.

Benefícios para o e-commerce hoje e no futuro

Segundo Janaína, a iniciação de pagamento também faz parte da agenda do Banco Central, sendo que a iniciação pode ser feita por qualquer tipo de instituição aprovada pelo Banco Central. Entre alguns benefícios, destaque para:

– Menores custos e tarifas: eliminando a necessidade de intermediário;

– Aumento das vendas: menor desistência na jornada de compra do cliente;

– Incentivo a inovação: real digital;

– Facilita integração e dos serviços financeiros.

Em breve duas novas funcionalidades

– Jornada sem redirecionamento: não precisar repetir autorização;

– Pix Automático e outros pagamentos recorrentes: agendamento e programação de pagamentos, com valores fixos ou variáveis.

“Estamos trabalhando no lançamento de novas funcionalidades, pois a infraestrutura foi desenvolvida para permitir novos serviços financeiros. O Pix automático, que devemos chamar de ‘Pix Garantido’, provavelmente vem para substituir o débito automático, com melhorias significativas para os dois lados. O pagador vai ter uma jornada amigável e simplificada com a navegabilidade do Pix que traz maior segurança. E para o recebedor vai facilitar a parte burocrática, já que hoje o débito automático é bem complexo e com essa atualização vai ser muito mais fácil no sentido burocrático”, finaliza Janaína.

Publicidade: Banner