Logo E-Commerce Brasil

Como o split de pagamentos otimiza a operação no mercado de afiliados

Por: Redação E-Commerce Brasil

Equipe de jornalismo E-Commerce Brasil

Quando se fala em formas de rentabilizar o e-commerce, uma das estratégias que tem feito sucesso são os programas de afiliados, no qual parceiros promovem produtos ou serviços em troca de comissões sobre as vendas geradas. E claro que um aspecto fundamental desse sistema é o pagamento para afiliados, que desempenha um papel crucial no sucesso e na retenção desses parceiros. 

Um programa de afiliados é uma parceria estabelecida entre uma empresa de e-commerce (o anunciante) e outros indivíduos ou empresas (os afiliados). Os afiliados são responsáveis ​​por promover os produtos ou serviços da empresa em seus próprios canais de marketing, como blogs, sites, redes sociais ou listas de e-mail. Em troca, eles recebem uma comissão por cada venda ou ação específica (como um cadastro) gerada por meio de seus esforços de promoção.

Certamente um dos pontos-chave de sucesso para este tipo de programa de rentabilização para o e-commerce é justamente a efetividade no formato dos pagamentos desses parceiros. Afinal de contas, não adianta criar um programa para otimizar suas estratégias de rentabilização se vai, por outro lado, onerar sua gestão para distribuir essas porcentagens.

Como a Atomicat usa o split de pagamentos

Atomicat é um e-commerce de serviços que oferece um ecossistema completo que ajuda empresas a construir páginas web. Antes, os usuários criavam e hospedavam as páginas e a empresa focava em plataformas genéricas para tocar o negócio. Como estratégia de otimização, a Atomicat passou a trabalhar com infoprodutores, o formato emplacou e eles passaram a criar novos produtos para clientes PLR (Private Label Rights).

Embarcados na solução de intermediação de pagamentos para o e-commerce, a Atomicat passou a usar o split de pagamento da Vindi justamente para facilitar essa distribuição aos afiliados que, no caso, são os próprios times de venda e parceiros internos, que recebem comissões via split e de forma recorrente.

Antes da solução, o cadastro de vendedores gerava um código de resgate dos percentuais por conversão e das mensalidades da venda, o que tornava o processo muito mais complicado, demorado e passível de erros, além de onerar a gestão da empresa com processos manuais.

Com o split da Vindi, a Atomicat viu o processo de distribuição dos pagamentos aos vendedores afiliados dar um salto de qualidade e agilidade. De acordo com Rafael Pieroni, sócio-fundador da Atomicat, agora, cada vendedor faz seu cadastro direto na plataforma da Vindi, gera o seu próprio link de venda e o sistema já se encarrega de distribuir os percentuais tanto para vendedores como para gerentes de venda, por exemplo. “O processo é facilitado até porque os percentuais de comissionamento são diferentes e o sistema já automatiza tudo isso sem necessidade de intervenção manual”, comenta.

Além de aumentar a confiabilidade e a segurança do processo de comissionamento, Vinicius Ribeiro, sócio-fundador da Atomicat, comenta que a automação do split economiza, aproximadamente, 48 horas de trabalho no fim do mês com processos manuais e planilhas.

“O split salva em tempo, aproximadamente dois dias que levaríamos para fazer todo o processo através de planilhas, o que, para quem gerencia um negócio é muita coisa”, explica.

A Atomicat recém conquistou um valor transacional de R$3 milhões através da Vindi e aponta que, além da facilidade de gestão da plataforma e capacidade de atender a um time remoto, a empresa também encontrou outras vantagens ao migrar para a plataforma, como suporte especializado para a solução, ambiente intuitivo e navegável, retorno rápido de solicitações e relatórios de recorrência em tempo real para acompanhar as movimentações.

Conheça mais sobre a solução de split de pagamentos da Vindi.