Logo E-Commerce Brasil

Magento, Mirakl e McFadyen se juntam para dar vida ao marketplace da ABB

Por: Júlia Rondinelli

Editora-chefe da redação do E-Commerce Brasil

Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero e especialização em arte, literatura e filosofia pela PUC-RS. Atua no mercado de <nowrap>e-commerce</nowrap> desde 2018 com produção técnica de conteúdo e fomento à educação profissional do setor. Além do portal, é editora-chefe da revista E-Commerce Brasil.

No final de 2019, a ABB, fundada há mais de 130 anos e presente em mais de 100 países, lançou o próprio marketplace no Brasil com estratégia omnichannel para operar no B2B2C. A iniciativa traz agilidade para indústrias parceiras, apoia a digitalização dos pequenos e médios distribuidores e oferece facilidades ao consumidor final, sejam eletricistas ou profissionais da área. Após o lançamento, as vendas da loja.br.abb.com crescem 35% ao mês.

Por isso, a empresa encontrou na Magento Commerce, plataforma líder em e-commerce da Adobe, a solução ideal para colocar a estratégia em prática. “Com a Magento conseguimos incluir funcionalidades como cálculo dos impostos, amostragem dos distribuidores mais próximos e inserção de mais de uma pessoa no fluxo de compra para o comprador B2B”, afirma o gerente do canal distribuição & marketplace da ABB, Leonardo Corrêa. “Já no B2C, nos tornamos uma ferramenta de trabalho para eletricistas, uma vez que o profissional pode montar um carrinho e enviá-lo para o cliente pagar e receber os produtos de que precisa em sua casa.”

Outro desafio era encontrar parceiros globais como a Mirakl, empresa líder em plataformas para marketplaces que permitiu à ABB lançar e escalar o próprio marketplace. A integração entre ambas as empresas concedeu maior velocidade à implementação do projeto.

“O tempo é um fator crucial para digitalizar o canal B2B e ter sucesso nesse crescente setor. Com a melhor plataforma e o conector da Mirakl para Magento, a ABB conseguiu passar da ideia para a realização do projeto em quatro meses”, conta Adrien Nussenbaum, cofundador e CEO da Mirakl nos EUA. “À medida que o crescimento do setor está em aceleração, continuaremos a oferecer suporte à ABB com nossa tecnologia e experiência de mercado no Brasil e no exterior”, completa.

A ABB também teve apoio da McFadyen Digital, agência global de comércio estratégico, na criação do marketplace. “A estratégia foi tão bem sucedida que a operação brasileira no digital está sendo utilizada como modelo para outras praças que ainda não têm e-commerce”, esclarece Corrêa. “Pensamos de forma global para agir localmente.”

Digitalização dos pequenos negócios e expansão no Brasil

O marketplace brasileiro da ABB ainda ajudou os pequenos e médios distribuidores do setor a ganharem presença digital – fator que se demonstrou fundamental para sobrevivência de muitos negócios durante a pandemia de Covid-19. Por isso, os próximos passos da companhia no Brasil para o e-commerce são cobrir melhor esses sellers da plataforma e expandir o portfólio de produtos para continuar auxiliando distribuidores que não têm estrutura a investirem em um estratégia digital robusta.

Já para as indústrias aliadas, a meta é estabelecer parcerias para entregas de peças e produtos no mesmo dia, por ser um aspecto de muita importância para a indústria na manutenção de equipamentos.

Corrêa ressalta que a entrada no on-line também ajudou a ABB no processo de expansão para as regiões norte e nordeste do país. “Agora, clientes dessas localidades são atendidos com mais rapidez.”

Leia também: Magazine Luiza lucra R$ 219 milhões no 4º trimestre com aceleração do e-commerce.