Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

Transformação digital: como criar um site de vendas e trazer sua empresa para o online

Sexta-feira, 11 de fevereiro de 2022   Tempo de leitura: 10 minutos

Tudo o que você precisa saber antes de criar um site de vendas

A primeira loja de e-commerce no Brasil surgiu em 1996, entretanto, o modelo de vendas só tomou força nos anos 2000. Em pouco mais de 20 anos de existência no Brasil, o comércio eletrônico alcançou resultados, inegavelmente, bons.

Para se ter uma ideia, de acordo com a 17° edição do Relatório Webshoppers, publicação feita pela Ebit | Nielsen, em 2001 o setor faturou algo em torno de R$ 0,5 bi e, seis anos mais tarde, em 2007, o faturamento já ultrapassava a casa dos R$ 6 bi – R$ 6.3 bi para ser mais exato.

Com um crescimento notável já no início de sua história, investir na criação de um site de vendas online passou de um diferencial das marcas para algo necessário na construção de um negócio de sucesso.

Afinal de contas, por que investir no digital e criar um site de vendas online para seu negócio?

Ano a ano, as vendas online vêm mostrando uma boa evolução – em 2018, o crescimento do setor foi de 12%, em 2019, 16% e em 2020, o progresso foi ainda maior. Em meio à pandemia, o comércio eletrônico cresceu 41%, faturando R$ 87,4 bilhões, de acordo com a edição 43 do relatório Webshoppers, produzido pela Ebit | Nielsen em parceria com o Bexs Banco.

Em números mais atualizados, no primeiro semestre de 2021, o e-commerce movimentou R$ 53,4 bilhões – 31% a mais que em relação ao mesmo período de 2020, segundo a 44° edição do Webshoppers.

A estimativa da Confederação Nacional do Comércio (CNC) era de que o e-commerce brasileiro fechasse 2021 com crescimento de 38% e faturamento de, aproximadamente, R$ 304 bilhões.

Definitivamente, o futuro está no e-commerce!

Certamente a pandemia do Coronavírus colaborou – e muito – para que o Brasil batesse a marca de mais de 80 milhões de consumidores registrados em 2020, uma vez que, mais de 13 milhões de brasileiros fizeram sua primeira compra na internet no referido ano.

Segundo o estudo Market Review: Tendências do E-commerce para 2022, realizado pela bornlogic em parceria com a Opinion Box, pelo menos 49% dos brasileiros pretendem comprar mais pela internet em 2022.

A tendência é ser figital

A união das experiências física e digital já é uma realidade que vem, cada vez mais, conquistando consumidores e marcas. Segundo o Market Review: Tendências do E-commerce para 2022, 74% dos entrevistados já pesquisaram um produto na internet e fecharam a compra na loja física. O inverso também acontece: 84% já procuraram o produto na loja física e acabaram efetuando a compra no digital.

Do planejamento ao go live: pontos primordiais para criar um site de vendas

Para algumas pessoas, criar um e-commerce pode parecer fácil, entretanto, muito mais que colocar sua marca no mercado digital, o processo de criar um site de vendas, envolve muito estudo e planejamento – tópicos fundamentais para que o e-commerce tenha sucesso.

Antes de tirar as ideias do papel, de fato, é preciso olhar cuidadosamente para o agora e, ao menos, almejar onde você quer chegar. A criação de um site de vendas começa muito antes da escolha da plataforma ou da contratação de um implementador.

Defina seus objetivos

De onde sua marca veio e para onde ela quer ir? O que você realmente deseja ao iniciar o processo de digitalização do seu negócio? Ter objetivos claros é essencial para iniciar o processo de desenvolvimento de um site de vendas online.

Planejar é olhar para o futuro da evolução do e-commerce

Além de olhar para o seu e-commerce no momento atual, também é importante saber onde você quer chegar. Ter uma visão clara de qual plataforma lhe atende ou não, faz com que o esforço para lançar seu e-commerce não seja desperdiçado após um curto espaço de tempo. Lembre-se que o e-commerce é algo “vivo” e que precisa estar em constante evolução para que o negócio progrida de forma sustentável.

O lançamento do site de vendas não é o ponto final!

O grande segredo de um e-commerce de sucesso não é a primeira compra, mas sim a recorrência. Fidelizar clientes é o que irá lhe trazer estabilidade para o seu negócio. Por isso, é imprescindível investir em evolução, sustentação e marketing.

A escolha da plataforma de e-commerce ideal para montar um site de vendas

Fundamental para o êxito de um negócio, a plataforma de e-commerce deve ser escolhida de forma certeira. Encontrar o sistema que será o core do negócio não só vai definir o caminho para o desenvolvimento e lançamento do seu comércio eletrônico, como também será crucial para evitar retrabalho e altos custos de redefinição de rota.

O ideal é separar o processo da escolha da plataforma em três fases:

Fase 1: Conhecimento

Esse é o momento de fazer o mapeamento do mercado de e-commerce. Como? Verificando aquilo que tem dado certo ou não, pesquisando as plataformas disponíveis e seus tipos de comercialização e procurando os implementadores dessas soluções. Nesta fase, é de extrema importância estudar o implementador e os cases que este já construiu.

Nesse momento também é essencial traçar um plano a longo prazo para o negócio. Isso Olhar apenas para o momento atual, não considerando o futuro, pode fazer com que todo o esforço inicial seja em vão e que a plataforma escolhida inicialmente não atenda mais às necessidades do seu site de vendas.

Fase 2: Planejamento

Hora de mapear os concorrentes de seu negócio, definir o orçamento que será disponibilizado para a operação, estudar a legislação tributária e levantar o escopo e os requisitos técnicos das suas necessidades.

Fase 3: Execução

É neste ponto que ocorre, de fato, a escolha da plataforma e do implementador da solução. Aqui, é essencial levar em conta o plano traçado na fase 1, uma vez que o sucesso do seu negócio também depende da escalabilidade que a plataforma de e-commerce vai oferecer para sua marca.

A importância do MVP

Já imaginou quantos retrabalhos poderiam ser evitados caso você pudesse validar o seu produto antes dele ser lançado? Foi exatamente a partir dessa ideia que nasceu o MVP (Minimum Viable Product, ou Produto Mínimo Viável, em português). O MVP trata consiste em uma versão mais simples e enxuta de um produto, empregando o mínimo possível de recursos para entregar a principal proposta de valor da ideia.

Mesmo que seu site de vendas não esteja 100% finalizado, o ponto central do MVP conseguirá otimizar o uso dos recursos de modo a validar o retorno do investimento. Dessa forma, com o MVP é possível ter insights de mercado e testar a receptividade de seu produto no mercado de forma rápida.

Adobe Commerce

Conheça os motivos pelos quais a Adobe se destaca como a plataforma de e-commerce mais utilizada no mundo. Saiba mais sobre a Adobe Commerce para seu negócio!

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER