Logo E-Commerce Brasil

Os impostos que você pode pagar ao comprar em sites de outros países

Por: Eduardo Mustafa

Graduado em 'Comunicação Social - Jornalismo' com experiência em negócios, comunicação, marketing e comércio eletrônico e pós-graduado em 'Jornalismo Esportivo e Gestão de Negócios'. Foi editor do portal E-Commerce Brasil, do Grupo iMasters (2015 /2016), e atualmente é executivo sênior de contas na Gume

Comprar em sites estrangeiros se tornou frequente no Brasil, levando em conta que os produtos são diferentes, atrativos e, habitualmente, mais baratos. A “febre” de comprar de outros países pela internet é crescente desde 2011, já que entre 2011 e 2013 houve um aumento de 389% em encomendas do tipo. Mas essa prática de adquirir produtos do exterior pode acabar de duas maneiras: como uma compra interessante e lucrativa para o usuário ou como uma dor de cabeça por conta dos impostos aplicados sobre a encomenda.

Muitos e-commerces como DealExtreme, Geekbuying, Mini in the Box, AliExpress, Tmart, Etsy e eBay enviam seus produtos ao Brasil, sendo o remetente pessoa física ou jurídica. Mas há algumas restrições e impostos para importar determinados produtos, e os processos são diferentes quando o pacote é entregue pelos Correios ou por courier, como FedEx e UPS. Para entender melhor, veja o gráfico simplificado de entregas internacionais feitas pelos Correios:

udfront.net/wp-content/uploads/2016/04/25103030/InfogrAifico_final_importaAsApo02.jpg" alt="InfogrAifico_final_importaAsApo02" width="860" height="1716" srcset="https://static.ecommercebrasil.com.br/wp-content/uploads/2016/04/25103030/InfogrAifico_final_importaAsApo02.jpg 860w, https://static.ecommercebrasil.com.br/wp-content/uploads/2016/04/25103030/InfogrAifico_final_importaAsApo02.jpg 768w, https://static.ecommercebrasil.com.br/wp-content/uploads/2016/04/25103030/InfogrAifico_final_importaAsApo02.jpg 35w" sizes="(max-width: 860px) 100vw, 860px" />

Fonte: Adrenaline