Logo E-Commerce Brasil

Nos últimos seis meses, 68% dos carrinhos foram abandonados na etapa dos dados de entrega

Por: Amanda Lucio

Jornalista e Repórter do E-Commerce Brasil

O estudo da Yampi identificou que quase 70% dos carrinhos de compras são abandonados na etapa de preenchimento dos dados para a entrega dos produtos. O levantamento usou como base os lojistas que utilizam a plataforma e identificou quando cerca de 9,5 milhões de carrinhos foram abandonados.

(Imagem: Freepik)

Entre os vários fatores que influenciam a desistência na hora de inserir o endereço, os fretes e os prazos se destacaram como os principais. Para Caio Custódio, Associate Product Manager e Analista Sênior de Suporte da Yampi, “esse é um momento importante na decisão do cliente, de finalizar ou não a compra, e, caso os valores ou prazos sejam muito altos, é provável que o abandono ocorra.”

O levantamento apontou que já na primeira -article" data-id="155857" target="_blank" rel="noreferrer noopener">fase do checkout, momento de inserção de dados pessoais, 27,08% dos carrinhos são deixados para trás. Enquanto na hora do pagamento, apenas 4,8% dos carrinhos são abandonados. Já na América Latina, a taxa média é de 75,3%, e, no Brasil, fica em 82%, segundo o E-commerce Radar.

Em um contexto global, de acordo com a Moosend, 69% dos carrinhos do comércio online são abandonados pelos usuários em alguma das etapas da compra. A pesquisa do Baymard Institute, mostrou que a média mundial de abandono de carrinho pode variar de 56% a 81%, dependendo de diferentes fatores, como região ou tipo de indústria. As variações entre os nichos também podem ser significativas. No setor de viagem, por exemplo, os níveis de abandono alcançam 82,2%, e no de moda, chegam a 67,6%.

Causas do abandono

Em fevereiro de 2024, a Yampi fez outro levantamento entre os lojistas da plataforma e revelou os principais motivos que levam os clientes a desistirem das compras online. Confira:

  • Indecisão (39%);
  • Prazo demorado (36,5%);
  • Frete alto (6,5%);
  • Apenas fazendo pesquisa (5,69%);
  • Opções limitadas de pagamento/Cadastro complexo (4,87%);
  • Problemas técnicos nas plataformas (1,62%).

Texto elaborado com informações do Mercado&Consumo.