Publicidade: Banner
Logo E-Commerce Brasil

E-commerce deve seguir crescendo em 2023, afirma presidente da Abecs

Por: Redação E-Commerce Brasil

Equipe de jornalismo E-Commerce Brasil

Para o presidente da Abecs, Rogério Panca, as compras realizadas no e-commerce devem seguir em alta este ano. Em conversa nesta última quinta-feira, o executivo disse que “nós tivemos R$ 700 bilhões em 2022 e em 2023 será superior. Ainda mais se conseguimos acelerar as entregas do débito no e-commerce”.

No ano passado, o valor transacionado em compras no e-commerce com o uso de cartões chegou aos R$ 700 bilhões, revelando uma alta de 23% contra 2021. Uma pesquisa sobre os Hábitos de Consumo no Brasil, feita pela Elo, mostra que o 91% das compras online são feitas via cartão de crédito.

Considerando ainda os valores do último ano, as compras com cartões de crédito cresceram 23,5% e contabilizaram R$ 679,5 bilhões. No pré-pago, o aumento foi de 52%, enquanto o débito recuou 20,5%, registrando US$ 10,7 bilhões das operações.

Débito no e-commerce

Panca ressaltou que o débito tem espaço para crescer no comércio eletrônico, em especial com o lançamento de soluções que diminuam a fricção e melhorem a experiência do consumidor em seu pagamento. “De fato, nós tivemos um crescimento negativo no débito. Hoje, olhando as transações não presenciais, a experiência não é mais apropriada”, completou.

Contudo, ainda há duas soluções programadas para serem lançadas em 2023 e que poderiam fazer frente ao Pix. São elas: débito sem senha (transações de pequeno valor) e click to pay (provisionamento de cartões tokenizados no e-commerce). Ainda assim, só devem sair no segundo semestre do ano — a previsão anterior era para o primeiro trimestre de 2023.

Fontes: Mobile Time e Agência Brasil

Publicidade: Banner