Logo E-Commerce Brasil

Brasil deve ganhar 22 milhões de novos internautas em 2013

Por: Vivianne Vilela

Diretora de Conteúdo do E-Commerce Brasil

Vivianne Vilela atua como Diretora de Conteúdo, do E-Commerce Brasil há mais de 11 anos. É responsável pela curadoria dos eventos, dentre eles o Fórum E-Commerce Brasil (maior evento de <nowrap>e-commerce</nowrap> das Américas). Passou mais de 7 anos trabalhando em projetos nacionais para promover a inclusão, transformação e expansão no uso da tecnologia dos pequenos negócios no Brasil pelo Sebrae Nacional.

Uma pesquisa realizada pela Search Laboratory – agência global de marketing digital –  aponta que o Brasil deve ganhar 22 milhões de novos internautas no ano de 2013. Com o acréscimo, o número total de usuários de internet no país deve chegar a 93 milhões. Segundo informações, os internautas brasileiros gastam anualmente uma média de US$ 255 em sites de e-commerce.

“Números como este fazem o mercado continuar otimista. Cada novo usuário na internet representa um potencial novo consumidor do comércio eletrônico”, explica Pedro Eugenio, CEO do Busca Descontos – portal que reúne cupons de descontos grátis dos principais varejistas do Brasil.

Na previsão de crescimento no número de internautas para o próximo ano, a China aparece em primeiro lugar, com 486 milhões internautas e uma estimativa de crescimento de mais 140 milhões novos usuários até 2013. A Índia ocupa o segundo lugar, com 101 milhões de utilizadores e uma previsão de incremento de 200 milhões. Na terceira colocação, está o Brasil. Rússia, França e Itália, completam o ranking, com 61, 45 e 30 milhões de internautas, respectivamente. Para o próximo ano, a Rússia pretende aumentar sua base em 42 milhões. A França prevê um aumento de quatro milhões e a Itália de seis milhões.

A Search Laboratory também apresentou um infográfico, mostrando algumas estatísticas dos principais mercados de comércio eletrônico do mundo. Entre os países citados, os Estados Unidos lideram o ranking com uma economia de US$ 281,5 bilhões, muito à frente do segundo colocado, Reino Unido, com US$ 93,8 bilhões, seguido do Japão (US$ 88,9 bilhões). Outros países registraram um valor abaixo de US$ 48 bilhões. O Brasil, segundo as informações, possui um mercado de US$ 17,7 bilhões.

Em relação ao gasto anual por internauta em sites de e-commerce, o líder é o Reino Unido, com valor médio de US$ 1.853. Em segundo lugar, está a Austrália, com US$ 1.636, seguida dos Estados Unidos (US$ 1.157), França (US$ 948), Japão (US$ 890) e Itália (US$ 665). Outros países como Brasil, Alemanha, Canadá, Espanha, Rússia, Índia e China, obtiveram gastos individuais inferiores a US$ 650 ao ano.

 

[via Bem Paraná]