Redação E-Commerce Brasil

BMW passa a vender carros pela conta do Instagram no Brasil

Segunda-feira, 18 de maio de 2020   Tempo de leitura: 3 minutos

Com as concessionárias fechadas e sem data para reabrir por causa da pandemia do novo coronavírus, a estratégia de vender pelo Instagram começa agora a ser adotada pelo segmento automotivo. A pioneira é a marca alemã BMW. A partir desta segunda-feira (18), quem entrar na conta @bmwdobrasil encontrará lá uma foto com o anúncio de venda do novo 330e M Sport.

Imagem: Reprodução

O interessado deve então fazer o cadastro no post do Instagram mesmo, e as informações serão encaminhadas para a rede BMW concluir as negociações. O preço: R$ 297.950. A estratégia será testada pela primeira vez pela montadora com o público brasileiro – um dos mais afeitos às redes sociais.

“Aumentamos o poder de escolha do cliente com mais alternativas para este modelo, o sedã premium mais vendido no Brasil e um clássico da BMW”, afirmou Roberto Carvalho, diretor comercial da BMW do Brasil, à Exame. “Optamos por oferecer o carro em nosso canal do Instagram para dar comodidade aos clientes, que podem concluir o processo com a rede de concessionários sem sair de casa”.

BMW no e-commerce

Não é a primeira iniciativa inovadora da marca em meio à crise da pandemia. A BMW começou a vender carros diretamente pelo Mercado Livre, sendo a primeira marca a trabalhar com a plataforma de vendas online. A Chevrolet anunciou que venderá o Tracker pelo site, mas somente a apenas a partir da segunda quinzena de maio.

Os números do segmento automotivo como um todo são desanimadores. A venda de veículos se manteve em baixa na primeira quinzena de maio, com cerca de 30 mil unidades comercializadas. Em relação ao mesmo período de 2019, isso representa uma queda de 72%.

No acumulado do ano, a queda nas vendas chega a 31,4%. O cálculo inclui carros de passeio, veículos comerciais leves, ônibus e caminhões. Os dados prévios do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores) mostram, porém, uma pequena recuperação em relação à primeira metade de abril, devido justamente às vendas digitais. Essa é a aposta de montadoras como a BMW.

Leia também: Para amenizar efeitos da crise, General Motors terá loja no Mercado Livre

As informações são da Exame

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.