Logo E-Commerce Brasil

E-commerce & TikTok: confira estratégias para aumentar os resultados

Por: Gustavo Chapchap

Graduado em Marketing com especialização em Gestão de Projetos, trabalha com comunicação há mais de 20 anos e com <nowrap>e-commerce</nowrap> desde 2006. Redigiu o projeto que originou o Dia do Profissional Digital #404DigitalDay aprovado no plenário da Câmara Municipal da Cidade de São Paulo em 2014. Colaborou com o lançamento do Guia de e-Commerce ABRADi-SP Sebrae-SP escrevendo o capítulo de plataformas, atua como CMO na JET. Em 2019 foi premiado como MVP no Fórum E-Commerce Brasil.

A importância das redes sociais é incontestável para o e-commerce. Afinal, além de concentrarem muita audiência, essas plataformas ajudam bastante na construção de relacionamento, que é um conceito-chave para o sucesso de qualquer operação.

Outro aspecto fundamental é a questão da experiência do cliente, que deve ser valorizada em todas as etapas da jornada de compra, das pesquisas iniciais até o pós-venda.

Veja a importância do TikTok para o mercado e como ele pode impulsionar seu e-commerce.

E, ao desenvolver as estratégias para essa trajetória, é preciso considerar a necessidade de acompanhar a movimentação do público-alvo, detectando suas preferências.

Parece um tanto óbvio, mas a verdade é que muitas marcas deixam passar boas oportunidades de contato com seu cliente, justamente pela demora em entender suas mudanças de comportamento.

Isso acontece com frequência em relação às redes sociais. O cenário muitas vezes parece estabilizado, até que uma delas desponta e começa a conquistar a audiência e, a partir daí, muda o seu status rapidamente.

TikTok: o preferido da genZ

O fenômeno da vez é o TikTok. Conhecido pelas “dancinhas” durante a pandemia, agora já começa a disputar outros espaços.

Comprado pela ByteDance em 2017, o app ultrapassou o marco de mais de um bilhão de usuários ativos mensalmente ao redor do mundo.

Nos Estados Unidos, o Google já detectou um forte movimento do concorrente, que passou a ser usado pelo público jovem para buscas, juntamente com o Instagram.

Com a ascensão da geração Z ao mercado de consumo, essa é uma informação que precisa ser analisada com cuidado, até porque pode impactar os negócios nos próximos anos.

De imediato, Google e Facebook têm investido para oferecer novas funcionalidades baseadas no uso de vídeos que, definitivamente, são mais atrativos para os jovens.

Qual o diferencial do TikTok?

A preferência dos jovens pelo TikTok se justifica: desde o início, o seu principal apelo são os vídeos curtos, publicados com o uso de muitos efeitos, como câmera, filtros, dublagem e outras funcionalidades desenvolvidas justamente para tornar o ambiente mais dinâmico, como exige a genZ.

Fenômeno de audiência na China, a rede logo despertou o interesse dos brasileiros, que já formam a segunda maior comunidade do TikTok. A estimativa é de que a rede tenha no país quase cinco milhões de contas ativas no Brasil.

A Pesquisa TikTok Brasil, divulgada em julho de 2022 pela Opinion Box, traz informações relevantes sobre o perfil dos usuários:

    Como é a relação com as marcas?

    O entretenimento continua sendo o forte da rede (64% costumam ver conteúdos com temas de humor e descontração), mas é interessante observar como o público tem se relacionado com as marcas nesse ambiente.

    Para começar, uma boa notícia: 42% gostam de utilizar o TikTok para acompanhar e curtir os vídeos de marcas e empresas de que gostam.

    Das categorias de conteúdo presente no aplicativo, 65% seguem perfis de humor, 46% seguem perfis que falam sobre música, 42% seguem perfil com conteúdos sobre viagens e turismo e 41% seguem perfis sobre saúde, vida fitness, gastronomia e receitas.

    Ou seja, existem boas oportunidades para as empresas que atuam nesses segmentos, desde que tenham conteúdos que despertem o interesse da audiência.

    O primeiro aspecto a ser observado, nesse caso, é o que está em alta nas trends, que são as tendências do momento no TikTok.

    Entre os usuários entrevistados, 39% disseram já ter participado de trends e 54% gostam de ficar por dentro dessas tendências do TikTok.

    Com o crescimento do app, as empresas estão mais presentes na plataforma, e a boa notícia é que isso é bem visto pelos usuários. Na pesquisa, 56% da amostra declararam que seguem alguma marca ou empresa no TikTok.

    E o número de pessoas que concordaram que o TikTok é capaz de aproximar pessoas e empresas é ainda maior: 65%.

    A exemplo do que acontece no Instagram, os influenciadores têm muita força por aqui. 70% dos usuários seguem influenciadores no aplicativo, o que abre a possibilidade para os investimentos em marketing de influência.

    A partir desse cenário, a recomendação é que as empresas avaliem a possibilidade de entrarem na plataforma, seja com um perfil próprio ou por meio de influencers digitais.

    Outro dado destacado na pesquisa e que merece atenção das marcas: 35% dos usuários já compraram algum produto ou contrataram algum serviço que descobriram no TikTok.

    Ou seja, ainda que o objetivo seja estreitar o relacionamento com o público, as estratégias desenvolvidas para o app podem focar também em vendas, uma vez que os conteúdos influenciam diretamente na decisão de compra.

    E vale lembrar que isso pode acontecer também de forma indireta, a partir das recomendações. No estudo, 43% afirmaram que já compraram algum produto ou contrataram algum serviço indicado por alguém na própria plataforma.

    Além disso, a falta de posicionamento na plataforma pode ser prejudicial. É o que podemos deduzir a partir deste dado: 37% já deixaram de comprar um produto ou contratar algum serviço por alguém ter falado mal dele no TikTok.

    Como os anúncios são vistos?

    A percepção dos usuários se divide em relação aos anúncios na plataforma:

      Comparando com outras plataformas, a conversão dos usuários nos anúncios é considerada positiva. Nesse sentido, 38% já compraram algo a partir de um anúncio em que clicaram no TikTok.

      Ao refletirmos sobre as estratégias específicas para o e-commerce, alguns pontos são relevantes:

        O desenvolvimento de estratégias adequadas para esse canal deve seguir, portanto, a mesma premissa adotada em outras áreas: começar com um bom planejamento, definindo o calendário de publicações e, claro, as metas a serem alcançadas.

        Acompanhar a movimentação do público é fundamental, assim como entender suas preferências e hábitos, mas sem perder de vista que essas iniciativas devem ser estratégicas, pensadas para o longo prazo, com caminhos bem definidos.