Logo E-Commerce Brasil

D2C: Como a estratégia pode aproximar a indústria do consumidor final

Por: Susi Herdy

Head Business na Enext

Constante aprendiz e apaixonada pelo mercado digital. Graduada em Publicidade e Propaganda com especialização em Gestão de Projetos e certificada pela VTEX (Sales e Project). Tem mais de 12 anos de experiência no mercado digital, prestando consultorias para <nowrap>e-commerce</nowrap>s que desejam entrar no online, coordenando equipes de mídia, SEO e CRO, gerenciando projetos de implantação B2B e B2C, e atuando ativamente em mais de 100 projetos da VTEX. Em 2021, foi indicada ao prêmio Mulheres no E-commerce, da ABComm, e conquistou o 3º lugar na categoria Operação E-commerce. Está sempre em busca de conhecimento para entender e aprender sobre as tendências do mercado digital.

O modelo de negócio Direct to Consumer (D2C) vem ganhando cada vez mais espaço e se consolidando como uma tendência para o mercado de e-commerce. Na estratégia, a indústria negocia diretamente com o consumidor final, ampliando as oportunidades de venda e o crescimento da empresa.

Se antes era impossível imaginar que uma fábrica poderia vender diretamente ao consumidor, hoje, com o crescimento do mercado digital, isso mudou.

No D2C, com uma abordagem estratégica, aliada a uma postura inovadora, é possível garantir o crescimento as vendas e o sucesso no negócio.

A adesão às compras online foi intensificada no período da pandemia e, com a rápida expansão do comércio eletrônico no mundo, as indústrias enxergaram a necessidade de proximidade com o cliente através de um modelo que estreitasse esse relacionamento.

De acordo com relatório divulgado pela eMarketer, as vendas diretas ao consumidor (D2C) nos Estados Unidos, por exemplo, chegaram a faturar US$ 31,6 bilhões em 2022, representando um crescimento de 41,1% se comparado com o anterior. A expectativa é de que o D2C ganhe ainda mais força nos próximos anos.

No Brasil, apesar de muitas indústrias já apostarem fortemente nesse canal, a implementação do modelo ainda traz diversos desafios, que vão desde o desenvolvimento de produtos até a tecnologia e a estrutura digital para realizar as vendas.

Entenda o modelo

Com a estratégia D2C, as empresas realizam as vendas diretamente aos consumidores finais, sem a necessidade de intermediários, como marketplaces, atacadistas ou varejistas.

Para isso, as indústrias utilizam as suas próprias plataformas de e-commerce. O modelo tem sido adotado por empresas de diversos setores, principalmente pelo fato de elas terem um controle maior sobre a experiência do cliente, criando estratégias mais assertivas na forma como os produtos são apresentados até o atendimento e a maneira como são entregues.

O vínculo permite um relacionamento mais forte com os consumidores e garante uma experiência personalizada de compra, já que as empresas conseguem obter dados valiosos sobre os hábitos, comportamento e desejos do cliente.

Vale destacar que uma empresa pode continuar distribuindo as mercadorias para serem revendidas (B2B) e, ainda assim, investir em um próprio sistema de vendas (D2C).

Conheça as principais vantagens

Além de garantir a proximidade com o consumidor final e o controle sobre a experiência de compra do cliente, o modelo D2C garante:

– Maior margem de lucros

– Customização dos processos

– Flexibilidade de preços

– Recorrência

– Maior controle sobre a reputação da marca

– Personalização do atendimento

– Melhores estratégias de produtos

– Foco na experiência de compra

As empresas devem estar preparadas para investir internamente ou encontrar parceiros que desenvolvam plataformas de e-commerce e incluam sistemas de integração que garantam a eficiência e a segurança dos canais de venda direta, além de estudar novas ações de logística, análise de dados, marketing e atendimento ao cliente, por exemplo.

Existem diferentes ferramentas e tecnologias capazes de entregar resultados incríveis para empresas que implementam o modelo D2C, e a utilização do e-commerce viabiliza muito esse processo. Dito isso, é fundamental que as operações entendam melhor o comportamento dos consumidores, tanto para abordá-los de forma mais assertiva quanto para conseguir antecipar as demandas.

As indústrias que conseguem criar os seus próprios canais de venda utilizando as tecnologias e as ferramentas certas têm a oportunidade de aprimorar os seus resultados através do acesso ao grande volume de informações sobre o cliente e o cenário atual.

O D2C é um modelo de negócio que traz desafios, mas, principalmente, muitas vantagens quando aplicado da maneira certa. Com uma abordagem estratégica, aliada a uma postura inovadora, é possível garantir o crescimento das vendas e o sucesso no negócio.