Redação E-Commerce Brasil

Vídeo: Guilherme Afif, Presidente do Sebrae Nacional, fala sobre os impactos do ICMS

Quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Em janeiro começou a vigorar a nova lei de tributação do ICMS, o Convênio ICMS 93. Apesar das informações fornecidas pelos órgãos públicos responsáveis (Confaz e Ministério da Fazenda) e por entidades do e-commerce e especialistas, ainda falta esclarecimento quanto à sua viabilidade de aplicação, o que, na prática tem gerado mais obstáculos burocráticos e traz dificuldades para todos os empreendedores do comércio eletrônico, principalmente para os pequenos varejistas.

O Presidente do Sebrae Nacional, Guilherme Afif conversou com Vivianne Vilela, diretora executiva – E-Commerce Brasil, sobre os impactos do novo ICMS para o microempreendedor. A entrevista aconteceu por conta de uma parceria com a Vitrio (Eduardo Muniz e o Gerson Ribeiro).

Acompanhe a cobertura do E-Commerce Brasil sobre a nova lei do ICMS:

Deixe seu comentário

6 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Afif, Sebrae e-commercebrasil, Vivi, contamos com vocês,por favor, os grandes já foram pequenos e os grandes só continuarão grandes se os pequenos existirem, nós pequenos precisamos de sua dedicação, não deixem que mantem nossos sonhos de trabalhar e crescer.

    Responder
  2. Acho um absurdo muito grande pois já pagamos tantos impostos e não temos praticamente nada em troca a agora mais essa se já pagamos imposto quando compramos e quando vendemos, então agora será cobrado 2 vezes na venda temos que fazer alguma coisa pra mudar isso.

    Responder
  3. Boa entrevista, Sebrae e E-Commerce Brasil, por favor ajudem os varejistas e-commerce deste país a não serem prejudicados pelo “governo comunista” que está afundando o Brasil.

    Responder
    1. Ola Leandro Bravo, acredito que você está citando a “governo comunista” como sendo o da presidente Dilma e associando o problema do Confaz ao governo federal, informo que quem criou essas regras foi o conselho que é representado pelos estados da federação, portanto temos que ter sabedoria em cobrar uma resolução para este problema na esfera competente para tal!

      Responder
  4. O convenio 93/2015 foi publicado em 12/09/2015. No instante que li a cláusula nona percebi o tamanho do estrago que faria às optantes do simples, por incluir uma carga tributária e uma obrigação a mais, ao invés de ajustar a existente. Pergunto, por que só agora, depois que entrou em vigência, o Sebrae toma alguma ação ?

    Responder
  5. A impressão que se tem é de que o e-commerce em nosso país será exclusivamente dominado por empresas de grande porte, que ainda podem absorver os custos desta “operação medieval” tão bem chamada pelo Sr. Afif. Custos estes que possivelmente deixaram produtos vendidos pela internet em pé de igualdade com lojas físicas em breve e invertendo valores e conceitos de mercado numa economia em total descompasso com o que acontece lá fora. Penso até numa teoria da conspiração, em que os grandes conglomerados estejam participando, juntamente como o confaz, desta campanha: acabe com nosso pequeno concorrente de nicho, pois ele não suportará mais esse gol contra no comércio eletrônico, fechando as portas e aumentando nossa fatia de mercado.

    Responder
CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER