Logo E-Commerce Brasil

41% dos trabalhadores utilizam o WhatsApp para pedir refeições por delivery, aponta Pesquisa VR-Locomotiva 2021

Por: Júlia Rondinelli

Editora-chefe da redação do E-Commerce Brasil

Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero e especialização em arte, literatura e filosofia pela PUC-RS. Atua no mercado de <nowrap>e-commerce</nowrap> desde 2018 com produção técnica de conteúdo e fomento à educação profissional do setor. Além do portal, é editora-chefe da revista E-Commerce Brasil.

Dados da pesquisa VR-Locomotiva 2021 mostram as mudanças nos canais de compra do trabalhador. O estudo foi encomendado pela empresa ao Instituto Locomotiva em setembro e ouviu 4.028 trabalhadores da base VR.

Devido às restrições de atendimento empregadas ao longo da pandemia, muitos trabalhadores migraram para o delivery, por conta da praticidade e da economia de tempo. Como resultado disso, 78% dos entrevistados contaram que utilizam hoje serviços de entrega de refeições. E, apesar das possibilidades em multicanais, a preferência de 41% dos trabalhadores é o WhatsApp, para fazer pedidos.

Em relação às demais plataformas utilizadas, a pesquisa 2021 mostrou que os pedidos feitos por telefone recuaram em comparação com a mesma pesquisa realizada pela VR no ano passado. O telefone é usado atualmente por 31% dos entrevistados para fazer pedidos, enquanto em 2020 era o canal escolhido por 39% dos trabalhadores. Pedidos feitos diretamente pelo APP ou pelo próprio site do estabelecimento comercial representam 14% dos pedidos.

“O serviço de delivery deixou de ser um diferencial para ser uma necessidade do mercado. Indiretamente, a pandemia impulsionou o crescimento deste canal e os estabelecimentos comerciais tiveram de se adaptar a uma demanda dos consumidores. A tendência é que os meios digitais sigam em crescimento”, explica Paulo Roberto Esteves Grigorovski, diretor executivo de Marketing e Serviços ao Trabalhador, da VR.

Leia também: Venda online: procura por galpões é movimentada pela modalidade.