Publicidade: Banner
Logo E-Commerce Brasil

OTO chega ao mercado para revolucionar o varejo e incluir os vendedores de lojas físicas na transformação digital

Por: Júlia Rondinelli

Editora-chefe da redação do E-Commerce Brasil

Editora-chefe da redação do E-Commerce Brasil

Criado com o objetivo de incluir os vendedores de lojas físicas no processo de transformação digital do varejo, chega ao mercado o OTO (nome inspirado em Online to Offline ou Offline to Online), aplicativo de Inteligência Artificial que empodera o vendedor da loja física e faz ele aumentar as suas vendas, além de oferecer um contato mais personalizado e humanizado aos clientes. A nova tecnologia é uma ferramenta de CRM para loja física, que possibilita a integração de todas as campanhas de marketing no cenário offline e online e faz com que o vendedor se torne mais um canal de comunicação alinhado às estratégias de negócio.

O aplicativo é uma peça essencial para elevar a digitalização do varejo, proporcionando integração entre as lojas físicas e o e-commerce, com dados obtidos por meio dos rastros deixados pelos clientes, tanto no ambiente online quanto no offline. O papel do OTO é transformar esses dados em informações que sugerem ações práticas, enviando notificações específicas para que cada vendedor interaja de forma ativa com o cliente, considerando o seu comportamento e preferências. Para isso, a ferramenta sugere comunicações personalizadas para serem enviadas por Whatsapp, SMS ou ligação.

Com poucos recursos tecnológicos disponíveis no mercado para as equipes de vendas das lojas físicas, o OTO deve revolucionar esse setor. “Nos últimos anos, vimos um crescimento muito forte em investimentos para a transformação digital do varejo. No entanto, não houve muitas mudanças no sentido de trazer inovação para os vendedores. A proposta do OTO é incluir o vendedor como peça-chave nesse processo de transformação digital, proporcionando uma ferramenta que lhe dê mais oportunidades para realizar o contato com os clientes de forma inteligente e humanizada”, explica Guilherme Bohnen, Diretor Executivo do OTO.

O OTO é um spinoff da área de tecnologia para varejo da Pmweb, empresa de tecnologia e serviços de marketing e CRM, que atua há 24 anos no mercado. A plataforma foi criada a partir da identificação de um gap no varejo, devido ao novo comportamento do consumidor e antecipando um movimento do mercado.

Desde o lançamento, há quase um ano, sofreu diversas atualizações para atender às novas demandas do mercado e do consumidor e teve um crescimento acelerado, principalmente por causa da pandemia, sendo implantada em mais de mil lojas de grandes redes do varejo, como a YouCom, Lebes, Usaflex, Havan, Dumond e Capodarte. As lojas que já empoderam os seus vendedores com a implantação deste aplicativo estão obtendo resultados muito positivos, alcançando uma taxa média de conversão de 15%.

“Com esta tecnologia, o vendedor passa menos tempo ocioso. Ele não precisa esperar o cliente ir até a loja, podendo entrar em contato por meio de ligação ou mensagem no WhatsApp, a partir das oportunidades geradas por meio da ferramenta. Por isso, o OTO é tão eficiente para aumentar as vendas e aproximar o consumidor da marca, oferecendo uma experiência de compra única para cada pessoa”, acrescenta Guilherme.

Plano de expansão global

Com o lançamento oficial do OTO, a expectativa da empresa é ter um crescimento acelerado em 2021, com a implantação em cerca de mil lojas por mês, incluindo marcas do Brasil e do exterior. A Pmweb é uma empresa da Wunderman Thompson, pertencente ao Grupo WPP. Portanto, a solução será comercializada, para o mercado global, por meio da rede de agências da companhia. “O OTO tem potencial de revolucionar o mercado internacional e irá mudar o modo como o varejo se relaciona com os clientes, trazendo o vendedor como protagonista deste processo de transformação que engloba os mundos on e offline.”, explica Stefano Zunino, Country Manager da WPP no Brasil.

Novidades em breve

O OTO é um aplicativo desenvolvido a partir da identificação de algumas demandas do varejo, que ocorrem devido aos novos comportamentos dos consumidores e que estão em constante mudança. Para acompanhar as necessidades deste mercado, o OTO irá passar por algumas atualizações. Até o final do ano, serão implantadas novas funcionalidades, como uma plataforma para treinamento dos vendedores; processos de gamificação e sistema de identificação de localização usando IOT para evitar que os colaboradores trabalhem fora do horário ou local de trabalho.

Identidade visual do OTO

A criação da nova marca é parte de uma estratégia de posicionamento no mercado, que permitirá que o OTO ganhe mais reconhecimento e seja utilizado por qualquer empresa do Brasil e do mundo, de pequeno, médio ou grande porte. O processo de branding da marca foi realizado pela Cordão Estratégia, consultoria especializada em branding e posicionamento, e o Design ficou por conta da Nameless.

Como o aplicativo é moderno, intuitivo e criado especificamente para os vendedores, foi escolhido um nome simples e fácil de memorizar. O logo, a landing page e as redes sociais foram feitos com o objetivo de aproximar a marca de seu público de forma motivadora e amigável. Têm cores e fontes simples e coloridas, que facilitam a identificação da marca e passam uma mensagem de confiança.

O desenho do último “O” remete a um emoji de um rosto sorrindo, passando uma mensagem de uma marca mais alegre e totalmente alinhada à sua proposta de integrar o vendedor com o mundo virtual.

Leia também: Trabalhadores da Amazon fazem greve na Itália por demandas da pandemia.

Publicidade: Banner