Logo E-Commerce Brasil

Governo do Canadá obriga VISA e Mastercard a reduzirem as taxas para os varejistas

Por: Vivianne Vilela

Diretora de Conteúdo do E-Commerce Brasil

Vivianne Vilela atua como Diretora de Conteúdo, do E-Commerce Brasil há mais de 11 anos. É responsável pela curadoria dos eventos, dentre eles o Fórum E-Commerce Brasil (maior evento de <nowrap>e-commerce</nowrap> das Américas). Passou mais de 7 anos trabalhando em projetos nacionais para promover a inclusão, transformação e expansão no uso da tecnologia dos pequenos negócios no Brasil pelo Sebrae Nacional.

As bandeiras VISA e Mastercard limitaram em 1,5% a taxa média cobrada dos varejistas canadenses para processar as transações para os próximos 05 anos, contando a partir de abril de 2015.

Alguns consumidores podem esquecer ou não sabem, mas os varejistas pagam as empresas de cartão de crédito uma taxa, por transação, processada. Ou seja, a cada venda, o varejista paga um % para a bandeira. No caso do débito, no Canadá, as bandeiras cobram uma taxa fixa de um par de centavos de dolares canadenses não importa o valor da compra. As taxas do cartão de crédito, antes deste acordo, variavam de 1% a 3% ou mais.

Segundo a Canadian Federation of Independent Business estas taxas aumentam os custos dos bens para os consumidores, no Canadá, entre U$ 5 bilhões e U$ 7 bilhões por ano.

Visa e Mastercard cobram taxas menores do varejista canadense

Karl Littler, vice-presidente do Retail Council of Canada, disse que as taxas de cartão de crédito vem aumentando, para os comerciantes canadenses, há anos. Mastercard desde 2006 e VISA, desde 2008.

“Se você olhar ao redor do mundo, os preços na Austrália são um terço do que eles estão aqui; um quinto desse nível na França. Por isso, vamos continuar pressionando, por taxas mais competitivas, para o varejo canadense disse à CBC News.

Fonte: CBNews