Logo E-Commerce Brasil

Porto Alegre: cesta básica pode ser até 14% mais barata no online, diz pesquisa

Por: Dyessica Abadi

Jornalista na WebGlobal

Jornalista Especialista em Conteúdo e Análise de Dados na WebGlobal. Crio conteúdo com base em dados para ajudar você a tomar decisões inteligentes para sua marca ou <nowrap>e-commerce</nowrap>. Premiada no 1º Prêmio Fapesc de Jornalismo em CTI – Ciência, Tecnologia e Inovação (2021).

As enchentes do Rio Grande do Sul afetaram cidades e lavouras, gerando consequências também para o prato do consumidor. Os preços elevados e a dificuldade de encontrar alimentos como arroz, feijão, carne e legumes são sequelas do impacto dessa catástrofe em toda cadeia produtiva alimentícia.

A escassez de produtos nas prateleiras de supermercados é um desafio tanto para quem busca abastecer a família, quanto para quem deseja ajudar com doações. Em meio a esse cenário imprevisível, a tarefa de visitar lojas físicas pode ser simplificada com a compra online.

Supermercados da Região Metropolitana de Porto Alegre têm preços mais atrativos para compras online. É o que apontam os dados coletados pelo WebPrice, sistema de monitoramento que acompanha mais de 500 ofertas de itens de cesta básica em tempo real.

Confira o levantamento para entender melhor esse cenário e descubra como fazer escolhas mais econômicas:

Pesquisa mapeia ofertas nos maiores supermercados de Porto Alegre

Os supermercados selecionados para o levantamento seguem critérios do ranking da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), lojas com oferta de produtos online em site de domínio próprio e entrega disponível em Porto Alegre. Assim, chegou-se à amostra:
● Companhia Zaffari
○ Zaffari & Bourbon Loja Online
● Comercial Zaffari
○ Comercial Zaffari Online
○ Stock Online
● Unidasul Distribuidora
○ Rissul
● Grupo Carrefour Brasil
○ Mercado Carrefour
○ Atacadão
● Asun Comércio
○ Asun Supermercado Online
○ Leve Mais Online
● Bistek
● Supermago
● Super Kan
● Super Davi

É importante destacar que as lojas online do Zaffari & Bourbon, Asun Supermercado e Leve Mais Online, não têm atendimento online disponível durante o período das enchentes. Seus respectivos sites comunicam a suspensão das operações em virtude dos acontecimentos no Estado.

Cesta básica online pode ser até 14% mais barata

O levantamento WebPrice segue a mesma estrutura de itens e quantidades da cesta básica do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE). Essa composição contém 13 alimentos essenciais para o sustento e bem-estar de um trabalhador em idade adulta.

Segundo o último levantamento da organização, realizado em abril, Porto Alegre foi a 4ª capital onde a cesta básica apresentou o maior custo, totalizando R$775,63. Já a pesquisa WebPrice aponta que o conjunto de ofertas online com menor preço pode chegar a R$670,10 — 14% a menos do que sugere o DIEESE.

A grande vantagem do online é permitir que, além de acompanhar mais facilmente a disponibilidade de produtos em diferentes lojas, o consumidor também possa encontrar as ofertas com melhor custo-benefício.

Conheça os principais produtos e lojas com melhores ofertas para comprar online

A melhor oferta de carne foi do coxão de dentro vendido pelo supermercado Super Kan. Embora tenha sofrido com algumas flutuações e período de indisponibilidade no início de maio, esse produto passou a custar R$29,90/kg — com 25% de desconto sobre o preço original, como mostra a página do site.

O supermercado Super Kan oferta o preço de 500 gramas do produto. O maior preço do coxão de dentro foi de R$42,90/kg — 30% a menos que o último valor coletado. Imagem: Divulgação/WebPrice.
Oferta de menor preço do coxão de dentro bovino do supermercado Super Kan, com 25% de desconto. Imagem: Divulgação.

Para efeito de comparação, em abril, o DIEESE considerou o preço médio da carne de R$44,20/kg — ou seja, quase 48% a mais que a oferta mais barata monitorada pelo WebPrice. O coxão duro e patinho, que são carnes também consideradas pelo DIEESE, chegam a preços de R$16,62/kg e R$21,93/kg no WebPrice.

Com relação a itens de hortifruti, a batata inglesa branca com menor preço monitorada pelo WebPrice custava R$6,99/kg no supermercado Carrefour Porto Alegre. Inclusive, essa loja tem um padrão de flutuação significativo, com variação de 43% durante o decorrer da semana — o que indica que, normalmente, o melhor dia para compra é na quinta-feira.

A batata inglesa branca do supermercado Carrefour apresentou uma alta volatilidade de preços ao longo do período de um mês. Imagem: Divulgação/WebPrice.
Oferta da batata inglesa branca do supermercado Carrefour. Imagem: Divulgação.

Outro item monitorado pelo WebPrice é a manteiga com sal, que tem a oferta de menor preço da marca Friolack vendida no Stok Online por R$10,79/und (tablete de 250g). Esse produto passou por uma queda entre os dias 02 e 12 de maio, com desconto de 7%, chegando aos R$9,99/und. Depois disso, voltou ao seu preço original.

A manteiga com sal Friolack 200g apresentou uma pequena variação, com uma queda temporária no preço no início de maio, antes de retornar ao preço original. Imagem: Divulgação/WebPrice.

Para laticínios, haviam cinco ofertas disponíveis para o leite UHT integral 1L da marca Elegê — com o supermercado Bistek garantindo o menor preço online de R$4,17/L desde o dia 10 de maio. Indo na contramão, as lojas online do Super Mago e Super Kan mostraram um aumento gradual nos preços ao longo do tempo.

O preço do leite UHT integral Elegê variou entre R$3,49 e R$5,79, dependendo da loja. Imagem: Divulgação/WebPrice.

Já com relação a produtos não perecíveis, a oferta de menor preço do óleo de soja é da marca Coamo, com valor de R$5,27/und (900ml) no supermercado Bistek. A loja, inclusive, mantém esse preço estável durante o período entre os dias 23 de abril a 23 de maio, mostrando uma política de preços mais estável para esse produto.

O gráfico mostra a variação de preço do produto em quatro lojas online (Rissul, Bistek, Super Davi, Super Kan) ao longo de um mês. Imagem: Divulgação/WebPrice.

Outro item essencial na mesa de qualquer brasileiro é o café. O WebPrice monitora o total de oito ofertas da marca Caboclo, mas apenas metade se mantiveram ativas até a data da coleta de dados. O último menor preço registrado foi de R$13,98/und (500g) no supermercado Rissul — após passar por um longo período de indisponibilidade do produto em loja.

Em outros supermercados, o preço do café Caboclo passou por variações significativas. No Bistek, por exemplo, o produto teve duas altas, chegando a custar R$16,99/und — quase 22% a mais que o valor inicial. Já no Super Davi, esse produto sofreu um aumento maior que 43% após ficar indisponível por vários dias.

O preço do Café Tradicional Caboclo 500g variou entre R$13,85 e R$19,89 dependendo da loja e do período. Imagem: Divulgação/WebPrice.

Já com relação aos grãos mais consumidos pelos brasileiros, o feijão e o arroz, são monitoradas mais de 100 ofertas online pelo WebPrice. Para o feijão preto, a melhor oferta online disponível é da marca Grãos do Sul no supermercado Stok Online por R$6,19/kg — sendo esse o menor preço registrado para o produto no último mês.

Feijão Grãos do Sul começou com preço de R$8,99/und, depois passou para R$7,79/und, depois para R$7,29/und, e finalmente para R$6,19/und. Imagem: Divulgação/WebPrice.

Essa oferta começou custando R$8,99/kg em 23 de abril e manteve-se relativamente estável até o final do mês. Desde o início da coleta de dados, o preço do feijão Grãos do Sul caiu 31%, passando por uma série de quedas sucessivas — o que sugere uma estratégia de precificação agressiva.

Para o arroz branco, a oferta online com melhor custo-benefício é da marca Camil no supermercado Atacadão Porto Alegre. Embora tenha registrado uma queda abrupta de preço no último mês, essa oferta ainda segue como a mais barata disponível na região.

A partir de 05 de maio, o preço estabilizou-se em R$5,59/und, sugerindo uma política de preços mais estável após um período inicial de ajustes pela loja online do Atacadão Porto Alegre. Imagem: Divulgação/WebPrice.

Essa oferta iniciou em R$5,19/kg e manteve-se estável até final de abril. No início de maio, houve um aumento seguido por uma queda abrupta para cerca de R$4,79/kg no dia 02. Depois, o preço subiu e estabilizou em R$5,59/kg — cerca de 17% a mais que o preço anterior registrado.

Dados atualizados em prol do Rio Grande do Sul

Além de causar destruição e sofrimento, as enchentes têm impacto significativo no fornecimento de alimentos essenciais, elevando preços e dificultando o acesso a produtos como arroz, feijão e legumes. Em meio a esses desafios, a importância das doações se torna ainda mais evidente.

O WebPrice apoia quem deseja contribuir fornecendo informações atualizadas sobre onde encontrar as melhores ofertas online. Assim, é possível encontrar as melhores opções de custo-benefício, facilitando tanto o abastecimento de famílias quanto as ações de solidariedade para ajudar quem mais precisa.