Redação E-Commerce Brasil

WhatsApp altera termos de privacidade para chegada de serviço de pagamento

Segunda-feira, 11 de janeiro de 2021   Tempo de leitura: 3 minutos

Na quarta-feira (6), o WhatsApp atualizou seus termos e política de privacidade. Entre os principais pontos, está o compartilhamento de dados de transações financeiras. Os usuários devem aceitar o novo texto até 8 de fevereiro, caso contrário, o app de mensageria poderá excluir a conta de quem não concordar.

De acordo com a nova política, o compartilhamento aprimora os sistemas de infraestrutura e entrega; promove segurança e proteção para os produtos das empresas do Facebook; e deve combater mensagens indesejadas, como spams. Porém, a nova política não explica como isso será feito, segundo reportagem do Mobile Time.

Outro ponto assinalado pela empresa trata do compartilhamento de transações, que permite a conexão da conta do usuário para usar o Facebook Pay: “Fornecer integrações que possibilitem a conexão de suas experiências do WhatsApp com outros Produtos das Empresas do Facebook. Por exemplo, permitir que você conecte sua conta do Facebook Pay para realizar pagamentos no WhatsApp ou habilitar a conversa com seus amigos em outros Produtos das Empresas do Facebook, como o Portal, conectando sua conta do WhatsApp”.

Dados pessoais no WhatsApp

A respeito dos dados coletados de transações e pagamentos, a política diz que, caso o usuário utilize serviços de pagamento dentro do WhatsApp, serviços de compra ou outras transações financeiras, o app de mensageria trata esses dados adicionais, como a conta para pagamento e os dados da transação.

“Os dados de conta para pagamento e transação incluem informações necessárias para concluir a transação (como informações sobre sua forma de pagamento, dados de envio e valor da transação)”, justifica o texto.

A política atualizada diz ainda que o WhatsApp pode enviar material de marketing sobre as empresas do Facebook. Além disso, a empresa usará seus dados coletados do aplicativo e de outros serviços do Facebook para sugestões de conteúdo, recomendações de pessoas e anúncios, juntamente com melhorias no serviço.

Outras justificativas para o compartilhamento de dados com outras empresas do Facebook são, segundo a empresa, o aprimoramento dos serviços ofertados e a experiência ao usá-los.

Entre os exemplos, o texto do termo cita as sugestões feitas pelo app, como de conexões de grupos ou amigos, ou de conteúdo que possa ser interessante, além de personalização de recursos e conteúdos, ajuda para realizar compras ou transações e exibição de ofertas e anúncios relevantes sobre os produtos das empresas do Facebook.

Leia também: Pandemia marca rápida adoção do Conversational CX com WhatsApp e mensagens

Fonte: Mobile Time

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.