Redação E-Commerce Brasil

Mercado Livre tenta coibir alta de preços em itens como álcool em gel e máscaras

Quinta-feira, 19 de março de 2020   Tempo de leitura: 3 minutos

O Mercado Livre anunciou medidas que tentam coibir valores especulativos devido ao temor causado pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

“Entendendo que as compras desses artigos serão essenciais para nossos usuários durante os próximos dias, decidimos reduzir em 100% as comissões para vendedores que oferecem tais mercadorias. A redução impactará as comissões de quase 690 mil produtos de 39 mil vendedores, de 17 a 31 de março, considerando apenas a operação brasileira”, afirma a companhia.

Reprodução/ Mercado Livre

Com isso, o Mercado Livre espera que os preços continuem os mesmos e até baixem. Além disso, o e-commerce passa a oferecer um canal de prevenção com instruções para evitar o contágio e como realizar compras seguras na web. O usuário vai poder também navegar nas categorias de produtos essenciais com preços responsáveis, que sejam semelhantes aos valores de mercado.

Medidas ainda não funcionam

O álcool em gel e as máscaras ganharam atenção especial nessa medida, com alerta aos comerciantes que a alta desproporcional nos preços desses itens terão seus anúncios cancelados.

“Essas publicações são contrárias aos nossos Termos e Condições e disseminam informações enganosas não endossadas pela OMS. Portanto, exigimos que os vendedores não continuem publicando produtos com referência ao coronavírus, para evitar multas. As publicações de máscaras, sem essas referências, podem permanecer no site”, avisa a empresa.

Embora essas diretrizes emergenciais sejam louváveis, não parecem estar funcionando. Uma rápida busca na plataforma mostra que os primeiros resultados para os frascos de 1 litro e 500 ml de álcool em gel 70% vêm sendo anunciados a R$ 45 e R$ 14 — antes, custavam em torno de R$ 17 e R$ 9.

Já as máscaras hospitalares, que custavam cerca de R$ 7, estão sendo vendidas a R$ 35 e chegam a R$ 1.650 o pacote, com 50 unidades.

QR code para evitar contato físico

O Mercado Livre também anunciou que vai oferecer campanhas especiais de descontos para transações com códigos QR. A intenção é agilizar e evitar o toque. Essa ação será disponibilizada gratuitamente no aplicativo da plataforma.

A companhia também destacou que vem seguindo o protocolo interno de várias outros grupos, como o trabalho remoto dos colaboradores e licença remunerada para quem está no grupo de risco, como diabéticos, hipertensos e idosos. Um robô virtual foi criado para ajudar os funcionários a tirar dúvidas e encontrar outras informações, incluindo como agir na suspeita de infecção.

Leia também: Isolamento por conta do coronavírus deve estimular varejo online

As informações são do Canal Tech

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.