Logo E-Commerce Brasil

Mercado de games no Brasil movimentou US$20 bilhões na última década

Por: Giuliano Gonçalves

Jornalista e editor do portal E-Commerce Brasil, possui formação em Produção Multimídia pelo SENAC e especialização em técnicas de SEO. Sua missão é espalhar conteúdos inspiradores.

O mundo dos games movimenta bilhões de dólares no mundo. Hoje, segundo relatório da XDS (External Development Summit, o Brasil já se trata de um dos principais polos em desenvolvimento de jogos. Investimentos em jogos e plataformas cada vez mais acessíveis vêm atraindo recursos para o país que, somente nesta década, investiu mais de US$ 20 bilhões em startups do segmento.

Segundo a pesquisa, 82,1% dos entrevistados afirmaram que os jogos eletrônicos estão entre as suas principais formas de diversão

Um dado curioso sobre o mercado: globalmente, a indústria de games e do varejo representam os maiores volumes de suspeita de fraudes digitais, apresentando — em 2022 — taxas de 7,5% e 7,2%, respectivamente. Na Black Friday, de acordo com o Mercado Livre, o segmento de games tem um crescimento de 30% nas vendas produtos complementares, como fones e óculos de realidade virtual.

Comportamento do consumidor de games no Brasil

Para a 10ª Pesquisa Game Brasil, pesquisa anual que fotografa o comportamento do consumidor de jogos digitais, os dados de 2023 mostram diversas mudanças no cenário do consumo de jogos eletrônicos no país.

O que chama mais a atenção é o aumento do número de mulheres jogando, principalmente por conta dos avanços e popularização dos smartphones. Hoje, elas são 46,2% dos gamers no país, reforçando a diversificação e abrangência do segmento.

Ainda segundo a pesquisa, 82,1% dos entrevistados afirmaram que os jogos eletrônicos estão entre as suas principais formas de diversão. A definição de gamer, inclusive, vai muito além do que consumir jogos eletrônicos. Hoje, se trata de uma verdadeira questão cultural, que envolve até mesmo a formação da identidade das pessoas.