Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

Ikea investirá 3 milhões de libras para adaptar lojas ao e-commerce

Terça-feira, 10 de maio de 2022   Tempo de leitura: 3 minutos

A varejista Ikea Ingka Group está gastando 3 bilhões de euros (3,2 bilhões de dólares) até 2023 em lojas novas e existentes, grande parte para modificar seus pontos de venda fora da cidade para que possam dobrar como lojas eletrônicas. centros de distribuição de comércio.

Tolga Oncu, gerente de varejo do grupo que possui a maioria das lojas Ikea em todo o mundo, disse à Reuters que o dinheiro seria gasto em todas as regiões, embora cerca de um terço seja destinado a Londres, um teste para novos formatos de lojas e configurações de logística.

“A maior parte será em nossas lojas existentes, já que falamos em transformar, redesenhar a finalidade dos metros quadrados”, disse Oncu. Nos últimos anos, a Ingka se adaptou ao aumento das compras on-line desenvolvendo lojas menores, reformulando seu site e lançando um novo aplicativo, além de serviços digitais, como ferramentas de planejamento remoto.

“Sentimos que temos uma atualização a fazer no back-end de nossa operação (e) percebemos que, ao incluir lojas em nossa última milha e rede de design de atendimento, podemos criar uma situação vantajosa para todos. Em vez de criar capacidades de armazém central para compras online, porque não o enviamos das nossas lojas Ikea?”, explica.

O envio de compras on-line das seções de armazém de lojas próximas da cidade significará entregas mais rápidas e baratas, com menos emissões, do que o envio de alguns centros de logística, segundo o executivo.

A automatização das seções de armazéns das lojas existentes fora da cidade será responsável por muitos dos investimentos.

O plano surge no momento em que muitas empresas se tornam cautelosas diante das tensões geopolíticas, inflação alta e piora da confiança do consumidor. Mas Oncu disse que para a Ikea, que é financiada por suas fundações proprietárias, o momento não poderia ser melhor.

Leia também: Ikea planeja usar veículos elétricos em 20% das entregas em Portugal

Fonte: Reuters

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER