Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

E-commerce fatura R$ 4 bilhões na Black Friday, alta de 4,5% em relação a 2020

Quinta-feira, 09 de dezembro de 2021   Tempo de leitura: 5 minutos

Relatório Black Friday 2021, divulgado pela Social Miner, em parceria com All iN, Bornlogic, Delivery Direto, Neotrust, Octadesk, Vindi, Opinion Box e Lett, mostra que a temporada de compras superou as vendas do ano passado. O pico de vendas ocorreu entre 10h e 14h da sexta-feira (26). Se considerado somente a sexta-feira do evento, o faturamento foi de R$ 4,04 bilhões, sendo 4,5% superior ao valor alcançado em 2020. Agora, se somadas as ofertas de quinta e sexta, o faturamento chega a mais de R$ 5,41 bilhões — 5,8% maior que no ano anterior.

O estudo revela o comportamento dos consumidores entre os dias 30 de outubro e 26 de novembro de 2021, estabelecendo também um comparativo com os resultados apurados no período equivalente de 2020.

Os dados indicam que foi a partir da segunda semana de novembro que os consumidores começaram a visitar os sites com maior intensidade e se preparar para as compras da Black Friday e Cyber Monday

Já no quesito categoria, Beleza aparece em primeiro lugar, principalmente no período antes do evento, deixando o segundo lugar para Farmácia e Saúde. Outro destaque importante desta categoria é que as visitas são mais fortes no período antes do evento, assim como em Casa e Construção e itens de Decoração. 

As bebidas estão com tudo na Black Friday, com uma variação de +18% de visitas durante o evento. Mas quem teve o maior destaque nesse quesito são itens Multicategoria, com índice positivo de +43% durante o evento.

O Brasil é o 3º país que mais usa redes sociais no mundo e, como é possível no gráfico, Mobile é mais utilizado para visitas tanto antes quanto durante o evento.

Vendas na Black Friday

As vendas foram bem a partir da segunda semana do mês, mas começaram realmente a se destacar quanto mais perto chegava a Black Friday, segundo o relatório. Moda e acessórios ficou em primeiro lugar, Beleza vem em segundo e Alimentos e Supermercado aparece em terceiro.

O Sudeste está à frente como região com mais vendas, depois dos gráficos de visitas e cadastros, sendo também a segunda que mais cresceu em 2021. Já o Sul, teve um crescimento de 22% em relação ao ano passado, o que é bastante promissor para a região em quantidade de vendas.

De acordo com o levantamento, no caso do frete médio, houve redução de 12%, enquanto a participação do frete grátis nos pedidos teve um aumento de 0,6 p.p.

Categorias preferidas

Mais uma vez, vemos Moda e Acessórios à frente. Em seguida, temos Beleza e Perfumaria e em terceiro lugar, Telefonia. Já em relação ao valor, por dados de faturamento, Telefonia fica em primeiríssimo lugar, acompanhada de Eletrodomésticos e Eletrônicos, que são categorias de valores mais altos.

Pedidos por região

Formas de pagamento na Black Friday

O uso de cartão de crédito ainda é preferência dos consumidores da Black Friday, com 68,10%, seguida de boleto bancário com 31,60%. Segundo a Social Miner, os motivos do uso do cartão de crédito são os benefícios dos descontos atrelados ao pagamento “à vista”, cashbacks, frete grátis, programas de pontos e milhas.

O pagamento através de Pix foi mais tímido nessa Black Friday quando comparado aos principais meios de pagamento mencionados no gráfico. 

 

Para conferir o relatório completo, acesse a página da Social Miner

Leia também: Fim de ano: ABComm projeta crescimento de 18% no comércio eletrônico

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER