Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

Valor da cesta básica no e-commerce recua 1,25% em maio na comparação com abril

Quarta-feira, 29 de junho de 2022   Tempo de leitura: 4 minutos

A cesta básica no comércio eletrônico recuou 1,25% em maio na comparação com abril, segundo levantamento da Precifica. A pesquisa envolveu 13 itens disponíveis em cinco grandes plataformas supermercadistas online, que atuam na região metropolitana de São Paulo. Para adquirir os produtos pesquisados no quinto mês do ano, o consumidor precisou desembolsar R$ 698,97 ante R$ 707,79 no mês anterior.

Os dados mostram que o leve arrefecimento na alta de preços da cesta básica em maio está em linha com o índice inflacionário divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com o IBGE, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo do mês passado ficou em 0,47%, após uma alta de 1,06% no mês de abril.

A Precifica começou a realizar o levantamento em fevereiro deste ano, quando o preço da cesta no e-commerce estava R$ 660,60. Em março, a empresa identificou o aumento de 5,35% e, em abril, de 1,71%. A pesquisa envolve os mesmos itens adotados pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). A diferença é que a Precifica monitora o preço do sal refinado, mas não acompanha o valor do pãozinho francês, enquanto o Dieese acompanha o do pãozinho, mas não o do sal.

“O IPCA divulgado pelo IBGE confirma a tendência de baixa verificada no mês de maio em nosso levantamento, realizado exclusivamente no e-commerce. Contudo, nossa pesquisa mostra especificamente a evolução da inflação na categoria de alimentos e em uma área econômica em particular, no caso, São Paulo. Nossa pretensão é, futuramente, fazer esse mesmo acompanhamento no comércio eletrônico de outras regiões metropolitanas”, explica Ricardo Ramos, CEO da Precifica.

Dos itens pesquisados, a maior alta foi da batata (15,3%), seguido do sal (11,5%) e em terceiro o leite integral (6,4%). No mesmo período, o preço do tomate foi o que mais caiu (-24,2%).

Cesta básica em junho

A empresa também monitorou a variação de preços do e-commerce na primeira semana de junho, em comparação com os preços praticados na primeira semana de maio. No período, houve aumento de 0,7% nos valores, com a cesta chegando a R$ 736,81. Nesse curto espaço de tempo, os vilões foram o sal, que subiu 20,08%, e o feijão (+16,4%) e a farinha de trigo (12%). A maior baixa foi a do tomate (-13,5%).

De acordo com o levantamento da Precifica, o óleo de soja de 900 ml subiu 1,4% em maio na comparação com abril, variando entre R$ 9,69 o valor mínimo e R$ 11,98 o valor máximo no e-commerce da região metropolitana de São Paulo, com uma mediana de R$10,09. Na medição anterior, a alta havia sido de 1,1% em abril ante março. Já na primeira semana de junho, os valores do óleo de soja de 900 ml, no e-commerce em São Paulo, estavam num mínimo de R$ 9,69 e em um valor máximo de R$ 12,08, apontando uma mediana de R$10,85.

Evolução do índice inflacionário e variação da cesta básica no e-commerce:

Leia também: E-commerce focado em pet mais do que dobra na pandemia, revela Instituto Pet Brasil

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER