Logo E-Commerce Brasil

O impulso do e-commerce no Brasil: perspectivas até 2027

Por: Ângelo Vicente

CEO e Fundador da SELIA Fullcommerce Powered by Luft

Mestre em Ciências e Gestão de Tecnologia, pelo MIT Sloan School of Management (2023). Fundador da e-Cadeiras e da SELIA Fullcommerce, onde exerce o cargo de CEO atualmente. Com uma trajetória de mais de 12 anos no setor de comércio eletrônico, Ângelo é movido pela paixão em explorar o potencial de novas tecnologias, sempre com o objetivo de agregar valor significativo para seus clientes e parceiros. Além de seu papel na SELIA, ele é uma figura proeminente no cenário de E-Commerce, onde contribui ativamente para a comunidade do setor, participando como articulista, conferencista, professor e palestrante em diversas instituições de ensino e eventos. É membro do Conselho do E-Commerce Brasil e Cofundador da Escola Superior de E-commerce - ESECOM.

Independentemente das mudanças políticas, o setor digital brasileiro mantém uma trajetória ascendente. Mas, o que impulsiona essa expansão contínua? A resposta reside na conveniência, eficiência e capacidade de antecipação das necessidades do consumidor. Analisemos os dados mais de perto:

Cenário geral do varejo no Brasil

Crescimento estável: O varejo brasileiro projeta um aumento de R$ 3,2 trilhões em 2023 para R$ 3,8 trilhões em 2027, marcando um crescimento acumulado de aproximadamente 20,2% nesse período. Esse avanço pode ser um indicativo de uma economia que se expande e de um consumo mais robusto por parte dos brasileiros.

E-commerce no Brasil

Expansão acentuada: O e-commerce está no caminho de um crescimento expressivo, estimando-se que salte de R$ 349 bilhões em 2023 para R$ 557 bilhões em 2027. O ritmo de crescimento do e-commerce supera o do varejo como um todo, evidenciando uma transição nos padrões de consumo para o ambiente online.

Adoção crescente: O e-commerce deverá registrar um aumento acumulado de 59,6% durante o período analisado, destacando a rápida aceitação do comércio eletrônico entre os brasileiros.

Crescimento da participação: Espera-se que a fatia do e-commerce no varejo total aumente de 11% em 2023 para 15% em 2027. Esse avanço na penetração sublinha o papel crescente do e-commerce no cenário do varejo, impulsionado pela conveniência, diversidade de opções e capacidade de personalização.

M-commerce no Brasil

Ascensão notável: O comércio móvel prevê um crescimento de R$ 210 bilhões em 2023 para R$ 357 bilhões em 2027. Com um crescimento acumulado de cerca de 70%, fica claro que o m-commerce está conquistando uma parcela cada vez maior do mercado de e-commerce.

Evolução gradual: A penetração do m-commerce dentro do e-commerce deve crescer de 60% em 2023 para 64% em 2027. Esse crescimento constante reflete uma predileção cada vez maior pelas transações via dispositivos móveis, atribuída às melhorias na experiência do usuário móvel e à maior oferta de aplicativos de compras.

Os indicadores apontam para uma evolução significativa nas preferências dos consumidores brasileiros, com um interesse crescente pelas compras online, especialmente por meio de dispositivos móveis.

À medida que o e-commerce e o m-commerce se preparam para não apenas expandir, mas também capturar uma fatia maior do mercado de varejo, a importância de uma presença digital estratégica para empresas e marcas torna-se crucial para aproveitar ao máximo essa tendência ascendente.

Fonte: eMarketer / Selia Fullcommerce