7 pontos de atenção na sua estratégia de frete para e-commerce

por Livia Antunes Terça-feira, 29 de junho de 2021   Tempo de leitura: 11 minutos

A entrega dos produtos ainda é um dos maiores desafios do e-commerce no Brasil. Mas o que muita gente ainda não sabe é que, na verdade, uma boa estratégia de frete funciona como um poderoso aliado dos vendedores online.

Antes de mais nada, é preciso deixar claro que, quando falamos em estratégia de frete, nos referimos a uma série de ações e cuidados que vão muito além do simples envio das encomendas.

E o frete das compras online, cada vez mais, faz parte da decisão de compra do consumidor e da percepção dos clientes sobre um negócio. E, para surpresa de muitos, isso nem sempre é definido apenas pelo custo.

Miniatura de caixa de papelão sobre o teclado de um notebook
Acompanhe quais os são os principais pontos de atenção que você deve ter na estratégia de frete para o e-commerce!

Assim como toda ação estratégica, o frete do e-commerce merece toda a atenção do lojista, já que a falta de eficiência nesse sentido pode resultar em, no mínimo, duas situações desagradáveis:

  • Abandono de carrinho;
  • Avaliações negativas causadas por falhas na etapa final da compra, ou seja, na entrega dos produtos.

Sem dúvida, são cenários que nenhum vendedor online quer ver em sua loja virtual. Todavia, elas ainda são bem comuns.

Mas não precisa ser assim! Ao definir alguns pontos de alerta, os lojistas têm muito mais chances de acertar na estratégia de frete, o que pode se refletir em um crescimento no número de pedidos e em clientes mais satisfeitos.

Veja quais os são os principais pontos de atenção que você deve ter na estratégia de frete para e-commerce:

1 – Conhecer o cálculo de frete é indispensável

Tudo começa no cálculo de frete. Embora cada transportadora trabalhe com tabelas de preços diferentes, os principais fatores para o custo do frete são:

  • CEP de origem da encomenda;
  • CEP de destino da encomenda;
  • Dimensões da embalagem;
  • Peso da embalagem;
  • Prazo de entrega.

Sendo assim, uma boa estratégia de frete pede que esses fatores sejam considerados pelos lojistas, certo?

Por exemplo, considere investir em anúncios direcionados para aquele público que está em cidades e regiões próximas da loja virtual. Afinal, o seu negócio tem chances de oferecer fretes mais baratos e competitivos nesse cenário.

Mas também é importante ficar de olho em outros fatores que entram no cálculo de frete. Um dos principais é o chamado peso cubado, ou cálculo de cubagem.

Em poucas palavras, o peso cúbico faz uma relação entre o peso real e o espaço ocupado pela embalagem no meio de transporte. Isso quer dizer que um pacote muito maior do que o produto pode fazer com que você tenha um frete mais caro sem necessidade. Um péssimo negócio, certo?

2 – A escolha da embalagem faz parte da estratégia de frete

Além do cálculo de frete mais caro, um erro na escolha da embalagem também pode causar outros problemas para o lojista.

Em primeiro lugar, é preciso cuidar da segurança dos produtos enviados, de forma a garantir que eles sejam entregues em perfeitas condições. Imagine a frustração do cliente ao receber um produto com avaria. Além de uma percepção ruim sobre o negócio, isso vai acarretar em gastos extras com a devolução ou troca daquela compra. Lembre-se que, em algumas situações, o lojista tem obrigação legal de arcar com os custos de envios extras.

Também devo lembrar lembrar que a embalagem do produto é o primeiro contato físico entre a loja virtual e o consumidor. Essa é uma ótima oportunidade de impressionar o seu cliente. Escolha materiais que sejam resistentes ao transporte e aposte em detalhes personalizados, como um bilhete escrito à mão ou mesmo um brinde.

Embora isso possa parecer um gasto extra de tempo (ou mesmo dinheiro), a resposta costuma ser super positiva, com direito a clientes fidelizados e recomendações orgânicas.

3 – Os consumidores querem encontrar opções de entrega

Os compradores online encontram cada vez mais opções de lojas virtuais, então cabe ao lojista mostrar que aquele e-commerce é a melhor escolha para fazer o pedido do produto.

Um dos caminhos para isso é garantir que os clientes encontrem alternativas convenientes para a finalização da compra, desde os meios de pagamento até a entrega.

Sem surpresas, um frete mais barato é um ótimo fator para competitividade do negócio. Mas essa não deve ser a única aposta de um comércio eletrônico. Devemos sempre lembrar daquela parcela dos consumidores que topam pagar um pouco mais para receber os produtos mais rapidamente — que pode chegar a mais de 60%, segundo uma pesquisa da PwC.

Ou seja, a sua loja virtual deve oferecer, no mínimo, duas opções de entregas na estratégia de frete:

  • Frete econômico – Menor preço, maior prazo de entrega;
  • Frete expresso – Custo mais alto, menor prazo de entrega.

4 – Campanhas promocionais devem ser bem planejadas

Como eu disse antes, o frete faz parte de toda a experiência do consumidor na loja online, inclusive na decisão de compra. Sendo assim, é normal que lojistas apostem em campanhas de frete promocional buscando aumentar as vendas.

Realmente, essa pode ser uma excelente estratégia. Contudo, é importante que haja um planejamento detalhado das ações. Lembre-se que não existe “frete grátis”, já que alguém sempre vai precisar arcar com os custos da entrega.

Isso não significa que esse poderoso gatilho das vendas online deva ficar de fora da sua estratégia de frete! O segredo, aqui, é o planejamento.

Em resumo, uma ação de frete promocional deve se adequar às possibilidades do negócio, respeitando as limitações do faturamento ou do ticket médio, por exemplo. Afinal, ninguém quer sair no prejuízo, certo?

5 – Lembre-se que a estratégia de frete vai além do transporte

Muita gente esquece que o transporte da encomenda é apenas uma das etapas da estratégia de frete.

Antes de chegar ao veículo de entregas, aquele produto já passou pela confirmação do pedido, separação, empacotamento, emissão de documentos, cotação de frete e contratação dos serviços na transportadora, certo?

Ou seja, antes de ser postada, a encomenda precisa passar por uma série de processos internos na loja virtual. E a organização nessa etapa é essencial para uma estratégia de frete bem sucedida.

Estabeleça as rotinas internas do e-commerce, desde a confirmação do pedido até o rastreamento da encomenda após a postagem (já vamos falar mais sobre isso). Quanto mais rápido e eficiente for esse processo, menor vai ser o prazo de entrega. Isso sem falar na redução das chances de erros de logística!

Ah, e não esqueça de acrescentar o período entre a confirmação do pagamento e a postagem do objeto ao prazo informado pela transportadora! Para o seu comprador, esse tempo também conta como espera pelo produto.

6 – Acompanhe o rastreio da encomenda

No e-commerce, a venda só deve ser considerada finalizada com a chegada do produto na casa do cliente, em perfeitas condições e do jeito que ele pediu.

Por isso é tão importante ficar atento ao rastreamento da encomenda, um serviço oferecido pelas transportadoras desde a postagem até a entrega.

Ao acompanhar o transporte, o lojista pode identificar situações atípicas, como um atraso na entrega, e se antecipar na busca por soluções antes mesmo de receber uma reclamação do consumidor.

Aliás, é interessante que esse processo seja sempre transparente: compartilhe o código de rastreio com o cliente e, caso identifique algum problema, entre em contato e deixe claro que você já está buscando uma solução.

7 – Trabalhe com mais de uma transportadora

Ficar refém de um único fornecedor nunca é uma boa ideia para os negócios, já que assim é muito mais difícil contornar um imprevisto.

Isso também vale para a estratégia de frete para e-commerce. Por mais que você esteja acostumado a trabalhar com uma transportadora, é interessante que tenha acesso aos serviços de outras empresas. Dessa forma, além de garantir mais alternativas aos clientes, o lojista tem sempre uma carta na manga para garantir a entrega eficiente dos pedidos!

Para não perder tempo realizando a cotação ou negociando contratos com diferentes empresas, uma solução é o uso de uma plataforma de fretes. Essas ferramentas permitem a cotação de preços, prazos e condições em diferentes transportadoras em uma única consulta, além de simplificar processos de contratação dos serviços e até o rastreio das encomendas enviadas, tudo em um só lugar.

Uma boa estratégia de frete para e-commerce é um dos caminhos mais eficientes para garantir a competitividade da loja virtual e uma boa experiência do consumidor. Por isso, tire um tempinho para definir o passo a passo das entregas e garantir que o frete seja um ponto forte do seu negócio.

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER