Redação E-Commerce Brasil

WeClever inova com plataforma de venda humanizada

Quinta-feira, 12 de agosto de 2021   Tempo de leitura: 7 minutos

O relacionamento entre marcas e clientes será cada vez mais determinante para o sucesso das empresas. Isso porque o comportamento dos consumidores mudou, além de qualidade e preço, eles buscam atendimentos personalizados, acolhedores e que estabeleçam vínculos. É nesse ponto que a WeClever atua, ajudando pessoas que, em suas jornadas de compra, mostraram-se inclinadas a fechar com a marca, mas que, por alguma razão, abandonam o carrinho durante o processo.

A startup nasceu de uma reflexão do empresário Rodolfo Reis: qual o motivo da Leiturinha, lançada por ele, ter se tornado o maior clube de assinaturas da América Latina? “Percebi que o diferencial foi o elemento humano, sobretudo no processo de aquisição e retenção de clientes, e que isso é muito pouco executado pelas empresas B2C com presença digital, seja porque ainda é um segmento que opera muito
baseado na velha economia, como os call centers, ou porque é muito custoso criar uma operação eficiente”, afirma.

Tendo como inspiração o conceito de “Human Experience”, a WeClever surgiu com a proposta de ajudar as empresas a venderem mais e melhor. Para isso, ampara-se na sua área de tecnologia que, através de algoritmos proprietários e inteligência artificial, identificam a propensão de compra e o comportamento do cliente. O próximo passo é feito por outro time, os consultores, que estudam cada detalhe sobre a empresa e seu público, para assim, criar estratégias de abordagens únicas aos potenciais clientes. Estas estratégias vão desde a elaboração de discursos personalizados até a escolha do melhor canal para estabelecer uma conversa com o cliente (voz, WhatsApp, SMS, Click2Call, Click2Chat).

De acordo com a última pesquisa realizada pelo E-commerce Brasil, apenas 3% do tráfego de um site ou app é convertido; 97% restante é perdido. “A empresa já pagou por esse tráfego e não consegue converter, este é o sweet spot do trabalho realizado pela WeClever. No último mês de abril, atingimos uma taxa de conversão média de 35% para os nossos clientes, muito acima de qualquer canal de aquisição existente no mercado”, ressalta Rodolfo.

Relação ganha-ganha

Com clientes como as marcas do Grupo Soma (FARM, Animale e outras), Wine e Banco BV, a WeClever atua com um modelo 100% success fee, ou seja, ganha apenas sobre comissões das vendas realizadas. Isso a torna não uma fornecedora, mas sim uma parceira de negócio! Além disso, elimina um dos maiores problemas para as empresas, o de criar e manter internamente uma estrutura voltada para abordar de forma humanizada e que atenda a expectativa dos seus clientes.

Assim que estabelece uma parceria com um novo cliente, a WeClever cuida da estruturação da operação. Todo o processo de onboarding é feito cuidadosamente por uma equipe dedicada em entender tudo sobre a marca e sobre seus clientes, rapidamente se especializando no produto, nas necessidades e dúvidas dos compradores. Assim, os consultores que vão se relacionar com o cliente final ficam preparados para estreitar a comunicação pelo canal mais indicado e na linguagem mais apropriada, sempre de forma humanizada e proporcionando as melhores experiências.

“Nós acreditamos tanto na nossa metodologia que só ganhamos quando o cliente ganha também, ou seja, na efetivação de uma venda. Neste modelo de parceria, a empresa representada pela WeClever terá uma equipe dedicada na operação a um custo fixo zero, sendo totalmente atrelado à performance, explica Rodolfo.

Sem medo do NPS

Os números falam por si e precedem o trabalho da WeClever. Depois do primeiro ano de operação, a startup vem crescendo dois dígitos mês a mês e prevê um avanço ainda maior para os próximos anos. Atualmente são mais de 100 mil atendimentos feitos por mês, com o objetivo de transformar a jornada de compra em um momento de acolhimento e este número tem crescido exponencialmente.

Embora todos os dados apresentados sejam positivos, a WeClever apresenta outro número ainda mais expressivo: a métrica mais respeitada pelo mercado e usada para medir a satisfação do cliente na internet, o Net Promoter Score (NPS). Qualquer nota acima de 70, já demonstra uma grande satisfação do cliente. Um best case no Brasil é do NuBank, que divulgou recentemente uma nota de 87 pontos.

“Dentre os mais de 100 de mil atendimentos realizados em junho, a WeClever obteve quase 40% de taxa de resposta em relação ao NPS e a nossa nota foi de 94, uma das mais altas se comparada às empresas que publicam o indicador”, afirma Rodolfo.

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER