Logo E-Commerce Brasil

Tendências e curiosidades do varejo eletrônico sob o olhar do operador logístico

Por: Giuliano Gonçalves

Jornalista e editor do portal E-Commerce Brasil, possui formação em Produção Multimídia pelo SENAC e especialização em técnicas de SEO. Sua missão é espalhar conteúdos inspiradores.

Um dos destaques da Conferência MG 2024 foi Ismael Becker Fuentes, Gerente Comercial da Total Express. No evento, ele trouxe sua experiência no mercado e as expectativas para o que há por vir. “Estou nesse negócio desde a época que se entregava livro, CD’s e DVD’s. Hoje fazemos mais de 1 milhão de entregas por dia”, destacou.

Foto de palestrante sobre o palco
“O prazo médio de entrega no Brasil é de 2,3 dias. Em eventos expressivos como a Black Friday, esse tempo pode quadruplicar, especialmente em cidades como Belo Horizonte” – Ismael Becker Fuentes / Foto: Lucas Kina

Segundo ele, o que diferencia os operadores logísticos atualmente é o tipo de flexibilidade operacional oferecidos ao longo da jornada. Isso, segundo ele, envolve também (e principalmente) o contexto de comunicação com os clientes.

Mudanças no e-commerce brasileiro

O especialista contou que o mercado de e-commerce mudará muito nos próximos anos, e é preciso se antecipar a isso. “No Brasil, há mais de 10 grandes empresas de e-commerce, e muita mudança de liderança desde a pandemia. No fim de 2023, o share dos grandes players mudou bastante, com a menor participação da Americanas e crescimento da Amazon, por exemplo. Portanto, já se percebe uma migração natural dos sellers dentro dos marketplaces”.

Ele também lembro do Programa Remessa Conforme, implementado em agosto do ano passado. Para ele, a iniciativa gerou impactos significativos no cenário do comércio eletrônico. “Para aqueles envolvidos nesse setor, os custos, especialmente os relacionados ao frete, representam uma parcela considerável, variando entre 6% e 7% do valor do tíquete médio”.

Logística e suas características no país

O prazo médio de entrega no Brasil é de 2,3 dias. “Em eventos expressivos como a Black Friday, esse tempo pode quadruplicar, especialmente em cidades como Belo Horizonte”. Dentro desse ínterim, Fuentes destacou os desafios da logística reversa. “O processo é uma pedra no sapato do e-commerce. Ainda assim, temos que enaltecer que aqui ela ocorre em somente 6% das operações online, um impacto negativo ainda pequeno. Nos Estados Unidos, por exemplo, esse número chega a 16%”.

Além disso, as redes sociais e as novas formas de venda online têm desempenhado um papel fundamental no panorama do comércio eletrônico. Um levantamento realizado em maio de 2023 revelou que o Mercado Livre registrou 330 milhões de acessos, enquanto a Amazon contou com 187 milhões. O TikTok, por sua vez, superou a marca impressionante de 1 bilhão de visitantes, destacando a crescente relevância dessa plataforma como um canal de vendas online.

“Essas estatísticas evidenciam a importância de os varejistas explorarem ativamente as oportunidades oferecidas pelas redes sociais e plataformas inovadoras para expandir sua presença no mercado digital.


Perdeu alguma palestra? A cobertura completa da Conferência MG está disponível no portal de notícias do E-Commerce Brasil.