Logo E-Commerce Brasil

Newtail apresenta o potencial de Retail Media no Fórum E-commerce Brasil 2023

Por: Redação E-Commerce Brasil

Equipe de jornalismo E-Commerce Brasil

Nos dias 25, 26 e 27 de julho, ocorre o Fórum 23 E-commerce Brasil, maior evento de e-commerce na América Latina. Entre as presenças confirmadas está pela primeira vez como patrocinadora a Newtail, startup de Retail Media, que contará com estande nos três dias.

(Foto: Divulgação)

Com apenas dois anos de mercado, a retailtech já atendeu 20 varejistas e 70 indústrias, conquistando gigantes como Ambev, Red Bull, Mondelez, além de varejistas como Zona Sul, Dia e Super Nosso. A plataforma da empresa permite que o varejo venda seus ativos de publicidade diretamente para a indústria, possibilitando que as marcas criem campanhas de de mídia de forma segmentada e mensuradas de ponta a ponta. 

De acordo com Gabriel Monteiro, CEO e cofundador da Newtail, a expectativa da startup no evento é construir relevância no setor: estreitando relacionamentos e crescendo portfólio, além de estar perto de clientes e parceiros. “O Fórum E-commerce Brasil 2023 será uma oportunidade única para os participantes conhecerem as últimas tendências e estratégias em e-commerce, abrindo espaço para o Retail Media, que está redefinindo a forma como as marcas se comunicam e impulsionam suas vendas no cenário do comércio eletrônico e já é uma das principais estratégias para rentabilidade do varejo online”, conta.

O Retail Media já levou empresas como Amazon, Walmart e Target a investirem milhões de euros na estratégia. Segundo a empresa norte-americana Statista, a previsão é de que o Retail Media já movimente US$ 168 bilhões globalmente e que deva crescer 22% ao ano. No Brasil, o canal ainda está tomando seus primeiros passos, mas o exemplo de outros mercados demonstra que o crescimento no país não deve demorar e a tendência é que a estratégia continue em alta nos próximos anos. Pesquisa da eMarketer mostra que, em relação ao tempo que diferentes canais digitais levaram para sair de U$1 bilhão para US$30 bilhões de faturamento nos Estados Unidos, o Retail Media levou cinco anos, enquanto Social e Search tiveram um período de 11 e 14 anos, respectivamente. 

A estratégia, considerada a terceira onda da publicidade, ocorre por meio dos dados extremamente detalhados que o consumidor gera ao varejista ao realizar uma compra, como performance e hábitos de consumo. Com a principal solução da startup, os varejistas compartilham diretamente esses dados na plataforma e a retailtech traz inteligência granular na análise dos dados, permitindo que as marcas construam ofertas e campanhas voltadas a atender às necessidades específicas de cada cliente, reduzindo a quantidade de tempo que eles precisam para encontrar e comprar um determinado produto. A tecnologia ainda oferece recursos de previsão de demanda, permitindo que as empresas antecipem as tendências do mercado e ajustem seus estoques e produção de acordo.

Essa abordagem permite que indústrias como a Yorgus, de iogurtes proteicos, dobrem seu market share com ações de publicidade. Por meio de uma combinação de soluções de Retail Media, junto à Newtail, e uma estratégia de degustação inovadora no ponto de venda, em conjunto com os supermercados Zona Sul, a marca teve um aumento de 4.5pp na sua participação no mercado de janeiro até abril, com as lojas ativadas vendendo quase 40% a mais do que as que não tiveram ações.