Logo E-Commerce Brasil

MundiPagg recupera 20% das transações online não autorizadas

Por: Vivianne Vilela

Diretora de Conteúdo do E-Commerce Brasil

Vivianne Vilela atua como Diretora de Conteúdo, do E-Commerce Brasil há mais de 11 anos. É responsável pela curadoria dos eventos, dentre eles o Fórum E-Commerce Brasil (maior evento de <nowrap>e-commerce</nowrap> das Américas). Passou mais de 7 anos trabalhando em projetos nacionais para promover a inclusão, transformação e expansão no uso da tecnologia dos pequenos negócios no Brasil pelo Sebrae Nacional.

Não há nada mais frustrante para o consumidor do que realizar uma compra pela internet e se deparar com a mensagem: “transação não autorizada”. Na maioria das vezes, o motivo é um cartão com limite estourado, ou até mesmo bloqueado. Contudo, em muitos casos, o erro não acontece devido a problemas com o cartão, mas por indisponibilidade momentânea dos meios de pagamentos, que no momento da transação não conseguem finalizar o pedido com sucesso. “Uma transação não autorizada pode representar não somente a perda de uma venda, mas também de um cliente, que dificilmente retornará ao site após uma experiência negativa”, explica Verena Stukart, co-fundadora da MundiPagg – empresa que oferece soluções em pagamentos online.

A equipe da MundiPagg, que tem mais de 7 anos de experiência no mercado de pagamento online, desenvolveu uma plataforma com um recurso exclusivo no mercado. Quando uma transação não é autorizada, ao invés de recusar o pedido, o sistema realiza uma retentativa automática e instantânea junto a mesma ou diferente operadora. Este processo já recuperou mais de 20% das transações não autorizadas, aumentando significativamente o volume de vendas das lojas. Aos olhos do consumidor, a retentativa da transação é imperceptível, pois acontece em poucos segundos, e esse sai satisfeito com sua compra realizada com sucesso. O recurso da retentativa já vem sendo utilizado pelos mais de 70 clientes da MundiPagg, dentre os quais se destacam grandes players do e-commerce brasileiro.