Logo E-Commerce Brasil

Assinaturas movem empresa de café em mais de 23% das vendas online

Por: Giuliano Gonçalves

Jornalista e editor do portal E-Commerce Brasil, possui formação em Produção Multimídia pelo SENAC e especialização em técnicas de SEO. Sua missão é espalhar conteúdos inspiradores.

Até o fim de 2024, estima-se que o Brasil produza por volta de 58,7 milhões de sacas de café, o que significa uma recuperação de 5,5% em relação ao ano passado. Dentro desse mercado, a empresa mineira Coffee++ tem se destacado na venda de café no e-commerce com uma receita já conhecida: a assinatura.

Imagem de palestrante sobre o palco de evento
“Toda a nossa jornada dentro do negócio é pensada na assinatura. Por isso, esse consumidor sempre será abastecido com novidades”, Tiago Alvisi, diretor de e-commerce da Coffee++, à esquerda / Foto: Lucas Kina

Para ter uma noção da força dessa estratégia, 23% dos pedidos do site da empresa são via assinaturas. “Nossa aposta nessa estratégia faz bastante sentido, uma vez que o LTV (valor do tempo de vida do cliente) dos assinantes é 8 vezes maior do que o cliente que compra de forma avulsa”, diz Tiago Alvisi, Diretor de E-commerce da Coffee++.

Trabalho árduo por trás da assinatura

Engana-se quem pensa que a venda por assinatura é algo simples. Na Conferência MG, Alvisi lembrou que a empresa deve ter autoridade no café quando a intenção é promover aquisição e retenção de clientes por meio dessa estratégia. Uma forma para a retenção, de acordo com ele, é investir pesado na produção de conteúdos, inclusive nas redes sociais.

Para ele, não investir continuamente em novidades é sinônimo de saída de clientes da assinatura. “Precisamos lançar coisas novas mensalmente, seja em produtos, parcerias ou qualquer outra coisa que mantenha o assinante interessado”.

Desafios da assinatura

Entre as principais dificuldades de um plano de assinaturas, segundo Alvisi, é o churn (métrica utilizada para mostrar o número de clientes que cancelam serviço em um determinado período de tempo). “É um indicador com muitas respostas e traz muita complexidade de compreensão”.

Além do churn, promover experiência para um cliente do café é um ponto de muita dificuldade. Para compensar essa demanda, o executivo reforça a necessidade de trazer uma abordagem diferenciada ao consumidor recorrente, seja em conteúdo ou uma embalagem distinta e especial.

“Toda a nossa jornada dentro do negócio é pensada na assinatura. Por isso, esse consumidor sempre será abastecido com novidades”, finaliza.


Perdeu alguma palestra? A cobertura completa da Conferência MG está disponível no E-Commerce Brasil.