Projeto mantido por:

Qual a relação entre nome da loja e o segmento do e-commerce?

por Thiago Sarraf Sexta-feira, 06 de maio de 2022   Tempo de leitura: 7 minutos

O melhor nome para um e-commerce, ou qualquer que seja a loja, nem sempre é o nome mais criativo, bem elaborado ou com trocadilhos. Isso porque nem sempre o seu consumidor irá fazer a relação do nome de loja com produtos ou segmento.

Quando fazemos análises de lojas para a consultoria, o nome é a primeira coisa que observamos. Esse detalhe que pode passar batido para o consumidor usual, porém traz um impacto nas vendas online.

Entender sobre a relação entre nome de loja e segmento do e-commerce.

E mesmo para lojas que já tenham histórico de atuação, não é tarde para repensar no nome do endereço.

Então, vamos entender um pouco sobre a relação entre nome de loja e segmento do e-commerce.

Relação nome x segmento

O nome da sua loja ou marca precisa ter alguma relação com o que você vende.

Claro que não é uma regra, mas ajuda muito na hora de o consumidor fixar o nome ou mesmo fazer a busca orgânica.

E mesmo quando faz-se o uso de outros elementos no nome da marca, como trocadilhos, referências ou outras línguas, é preciso pensar no seu consumidor. Isso porque não adianta colocar um nome de loja em inglês, se o seu público historicamente não fala a língua.

A dificuldade em lembrar o nome da marca, fazer a busca no Google ou ainda em redes sociais se torna grande, e a venda é perdida.

Basta ver os resultados de pesquisa para produtos como “Airfryer”. E quem nunca parou para pensar como se escreve?

Como definir ou redefinir o nome do e-commerce?

Para quem está com o projeto em andamento e pretende lançar a loja, vale a pena gastar um tempo nessa pesquisa e entender se o nome escolhido é adequado.

Para quem já está com a loja em andamento, não aconselhamos mudar o nome do negócio da água para o vinho. Porém, pequenas mudanças podem ajudar nas vendas e expansão do negócio.

  • Nome de fácil lembrança e entendimento

É muito mais fácil para o consumidor se lembrar do nome ou mesmo encontrar organicamente a sua loja se ela possuir o item que vende no nome.

Com um bom SEO, a busca por “roupa de bebe” ou “joias em prata” facilita a recomendação da loja que possui os termos “bebê” ou “joias” em seu nome.

  • Sem termos em outras línguas

Sabemos que o nome da loja parece ser muito mais refinado e descolado em inglês. Mas a grande pergunta é: e o consumidor sabe o que significa?

A margem para erro de digitação no nome, ou simplesmente não lembrar por não ser em português, é enorme. Além de, em muitos casos, não haver a associação do termo com os produtos vendidos.

Seu público sabe que “clothes” são roupas? Ou que o “off white” é o termo para a roupa “bege”? Se não, para que usar?

  • Nome parecido

Outro cuidado necessário, especialmente para nichos de grande competitividade, são os nomes parecidos.

Quando uma marca nova dentro do ambiente online possui um nome parecido, seja na escrita ou na sonoridade, com uma marca já consolidada, pode estar levando seus possíveis consumidores para outro site.

Seja pelo tempo de existência, quantidade de acessos ou produtos, o SEO dá preferência à marca que já existe há um tempo e acaba por encontrar seu concorrente principal antes da sua loja.

Registro de marca

E, por último, não se esqueça de fazer o registro de marca e verificar se existe outra marca com esse nome.

Na consultoria, já tive casos em que o nome da loja era perfeito e criativo. Mas, pela demora para fazer o registro, alguém acabou fazendo primeiro, e o nome foi perdido.

Não é algo indispensável quando você faz a abertura da loja, mas é um detalhe que pode evitar dores de cabeça futuras, especialmente quando o nome dado pode ser comum ou ainda uma sacada genial.

E para as lojas que já existem, vale a pena mudar o nome?

Cada caso é um caso.

Pequenas alterações não devem causar grande alvoroço nos consumidores, e não devem causar mudanças em aspectos de SEO, mas ainda é necessário redirecionamento.

Detalhes como retirar o nome do estado/cidade da marca, retirar a palavra loja da URL do site ou ainda adicionar o termo relacionado com o segmento são mudanças positivas que facilitam a indexação do e-commerce no buscador.

Assim como migração de plataforma, fazer a alteração em nome ou identidade é uma questão que precisa ser bem planejada, ou o trabalho para arrumar será dobrado.

Leia também: Reino Unido: veja tendências que impulsionam sites de varejo

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER