Projeto mantido por:

Black Friday 2022: como se preparar para aumentar seus resultados

By Cláudio Dias Thursday, 23 de June de 2022   Read time: 19 minutes

A Black Friday é uma data que existe há anos e que começou nos Estados Unidos. Porém, atualmente, lojas ao redor do mundo participam desse período que oferece descontos altos para seus consumidores e que se baseiam em gerar faturamento através do alto volume de vendas.

Neste artigo, você encontrará práticas essenciais para o lojista se preparar desde já para a Black Friday de 2022. Além disso, encontrará formas de utilizar a data para escalar o seu negócio e conquistar clientes que confiem em sua loja e que voltarão a comprar com você.

Black Friday nos últimos anos: resultados e o que mudou?

O período da Black Friday teve um grande impacto no faturamento das empresas brasileiras nos últimos dois anos. Em 2021, a NielsenIQ Ebit divulgou dados de que no período houve a totalização de R$4,2 bilhões em vendas, um crescimento de 5% em relação a 2020.

Ao voltar para 2020, os dados – também divulgados pela NielsenIQ Ebit – mostram que houve um total de R$4,02 bilhões em vendas, um crescimento de 25,1% em relação a 2019, no período pré-pandemia.

Esse crescimento ocorreu principalmente no comércio eletrônico, que criou força por conta da pandemia e enfraqueceu as vendas das lojas físicas, mudando os hábitos de compra do consumidor.

Contudo, apesar de o valor total de vendas de 2021 ser maior do que o de 2020, o número de pedidos diminuiu em relação ao ano anterior.

Nos últimos anos, os consumidores ficaram mais atentos ao se preparem para a Black Friday e também se programaram para aproveitar as ofertas do período.

As lojas virtuais, tanto nos marketplaces como em sites de e-commerce, também precisam se programar para atender a essa demanda e deixar os consumidores contentes com suas compras. Afinal, o período pode aumentar o faturamento do lojista e ter a possibilidade de conquistar novos clientes.

Mas e você? Já começou a se preparar para a Black Friday 2022?

Como se preparar para a Black Friday 2022

Apesar de a perspectiva para a Black Friday 2022 ser cercada por consumidores inseguros a gastar mais por conta do aumento do preço de produtos e serviços básicos como alimentos, luz e água, além de o dólar estar com uma projeção alta, é fundamental estar preparado para oferecer boas ofertas e benefícios a seus clientes e que não darão prejuízo a seu negócio.

Portfólio de produtos: saiba quais escolher

Uma das primeiras ações que todo lojista deve tomar para se preparar para a Black Friday é analisar seu portfólio de produtos e ver quais mercadorias têm melhor margem para aplicar descontos sem gerar prejuízo para seu negócio.

Se você já esteve presente em outras Black Friday de anos anteriores, este é o momento para verificar se suas escolhas passadas aumentaram seu faturamento e se houve a entrada de novos clientes.

Produtos que estão parados no estoque há mais tempo também são boas alternativas para aplicar descontos e movimentar seu estoque. Na estratégia chamada curva ABC, essas mercadorias se encontram na curva C e, basicamente, não estão vendendo tanto quantos as outras.

Dar descontos maiores em itens com menor custo pode se tornar uma isca para conquistar novos clientes que voltarão à sua loja para compras mais complexas. Usar cross selling também é uma forma de vender produtos complementares e aumentar seu ticket médio.

Mas não se esqueça de que, além de ter uma análise de quais produtos ficaram na vitrine de sua loja para a Black Friday, é essencial ter controle sobre seu estoque e alinhá-lo às suas previsões de demanda.

Outro ponto importante a se destacar é que o conceito de Black Friday está mudando e, em vez de somente utilizar a sexta-feira, os vendedores estão cada vez mais expandindo suas ofertas para a semana ou até mesmo o mês inteiro de novembro com termos como “Black November” e “Black Week”.

Adaptar-se a essas novas práticas de venda dependerá da sua loja e de quão preparado o seu negócio está para dar descontos ao longo do mês.

Negocie com seus fornecedores o quanto antes

No período da Black Friday, além de ter uma escolha estratégica de seu portfólio de produtos, é imprescindível manter um bom relacionamento com seus fornecedores. Afinal, você precisará de estoque para efetuar suas vendas.

Antecipar-se e negociar seu estoque de produtos meses antes da Black Friday são ações que lhe darão menos espaço para erros, como a falta de mercadoria e a indisponibilidade de poder vender mais.

Então, converse com seus fornecedores ao menos em setembro, pois com a alta demanda do período de novembro há chances de ocorrerem atrasos com suas entregas, e isso fará seu processo logístico ser prejudicado, irá resultar em menos vendas e em mais cancelamentos por parte de seus consumidores.

Boas práticas conquistam clientes

Conquistar clientes novos e manter o relacionamento com os que sua loja já possui são essenciais para a Black Friday 2022. Mas, com um aumento da demanda, atendê-los pode se tornar uma tarefa complicada.

Precisamos lembrar que nesse período você terá mais pessoas para atender, mais pedidos para expedir e acompanhar, e ainda fazer um bom pós-venda.

Ter multicanais de atendimento, nas redes sociais, em marketplaces ou por WhatsApp, fará as pessoas interessadas em comprar em seu negócio terem mais confiança em sua loja, o que é essencial na Black Friday, já que é nessa época que há maior quantidade de fraude em vendas online e, como consequência, maior medo do público.

Ter prazos honestos de entrega e ofertas reais são essenciais, pois nada é mais frustrante do que ter um prazo de até sete dias úteis para chegar a encomenda e ser enganado ao chegar após um mês de compra, ou saber que há poucos meses uma loja praticava o mesmo – ou até menor 0 preço do que na Black Friday.

Possuir um planejamento para atender seus clientes em vez de simplesmente querer vender seus produtos deve ser uma das prioridades do lojista. Afinal, um atendimento humanizado conquista e fideliza.

Você deve ter em mente que talvez seu horário de trabalho será maior e mais corrido. Então, alinhe sua equipe para diminuir erros e ter espaço para tais práticas.

Pense além de seu concorrente

Na Black Friday, o que não irá faltar são outras lojas oferecendo muitos produtos com descontos e até mais baratos do que os seus.

É importante fazer uma análise da concorrência sobre:

  • Quais ações estão tomando durante o período até a Black Friday, incluindo nas redes sociais;
  • Em quais marketplaces e canais de vendas estão;
  • Seus produtos e preços.

Com essas informações, será possível ter uma visão do mercado e como seus produtos devem ser vendidos, quais canais são mais viáveis para seu nicho e potencializar seus ganhos durante o período da Black Friday.

Todavia, além dessa análise, faça com que seus produtos e serviços sejam diferentes dos de seus concorrentes. Em marketplaces, por exemplo, ter boas descrições de seus produtos e utilizar técnicas de copywriting ajudam a persuadir os clientes a comprar em sua loja.

Pense em estratégias para aumentar a imagem de sua marca e ganhar espaço na mente do seu público, como fazer kits, dar brindes, oferecer bônus para aqueles que te marcarem nas redes sociais, fortalecer seu pós-venda, entre outras alternativas viáveis a seu negócio.

Lembre-se: dar desconto é o princípio da Black Friday. Porém, ele não é a única forma de conquistar clientes fiéis à sua marca.

Seja criativo e vá além de seu concorrente, investindo em métodos como o unboxing, que está ganhando mais força nas redes sociais por trazer o elemento surpresa e fortalecer sua marca.

Use as redes sociais a seu favor

Podemos ver que os consumidores estão acompanhando cada vez mais empresas nas redes sociais. De acordo com uma pesquisa de 2020 da Boston Digital, nos EUA, 65% dos consumidores estão mais propensos a comprar de marcas que já acompanham há mais de um mês.

Porém, além de atrair pessoas para suas redes sociais, é importante que o lojista ofereça benefícios e conteúdo para que ele interaja e, assim, compre.

Você pode oferecer cupons de desconto limitados nas redes sociais, fazer lives mostrando seus produtos e outras estratégias que possam aumentar a consciência de sua marca e suas vendas na Black Friday.

A tecnologia é sua aliada para escalar vendas

Diariamente, temos mais ferramentas que podem auxiliar os comerciantes em seus processos operacionais. Empresas de tecnologia oferecem constantemente novas formas de automação para deixar a vida de lojistas mais simples e com um melhor tempo para pensar no futuro de suas empresas.

Na Black Friday, pode se tornar uma tarefa complicada ter que administrar tantas etapas, desde o fornecedor até a etapa da entrega do seu produto ao cliente e ainda o pós-venda.

Mas vamos primeiro pensar em como o seu potencial cliente pode te encontrar. Se você estiver em um marketplace, não terá muitos problemas com a parte de TI ou o design responsivo, já que muitas das plataformas já possuem suporte e uma boa navegação ao se mexer no site.

Esse ponto é essencial em uma Black Friday, pois o usuário não vai esperar a página carregar para finalizar seu pedido. Pelo contrário, ele sairá e vai partir para um outro site e comprar no concorrente. Portanto, caso você também possua um site próprio de sua loja, certifique-se de que a velocidade e a navegação proporcionam uma boa experiência.

Além de pensarmos na navegação, caso você queira utilizar recursos como envio de e-mails, é importante usar ferramentas de automação para os enviar para sua base de leads. Até porque não é viável mandar e-mails manualmente em um período em que as vendas acontecem tão rapidamente.

Por último, mas não menos importante, para gerenciar seu estoque e ter meios de automatizar mais seus processos, utilizar ERPs e hubs de integração é uma maneira de priorizar seu tempo e ter melhor controle de seus pedidos para então investir em mais formas de aumentar suas vendas e produtividade através dos marketplaces.

A tecnologia é aliada para os vendedores, principalmente no meio virtual. Então não deixe de explorar as ferramentas disponíveis no mercado que auxiliarão seu negócio a crescer.

Analise seus resultados desde agora

Para toda fase de preparação e vendas, devemos ter em mente que, após o mês de novembro passar, será necessário fazer uma análise de resultados de suas vendas, de suas bases de clientes e outros indicativos que se adequem ao seu negócio.

Com essas informações em mãos, será possível desenvolver as suas próximas ações no restante do ano, como no período de Natal, férias e Carnaval.

Mas antes de antecipar essa análise que será feita após a Black Friday, vale ressaltar que é importante você analisar frequentemente suas vendas, a reputação de sua empresa, seus produtos e o mercado de seu negócio diariamente, semanalmente e mensalmente, para, assim, preparar-se corretamente.

Ter conhecimento sobre o seu nicho de mercado, a região em que sua loja atua e quem é seu público – incluindo idade, renda, região, entre outras características – é fundamental para prever seus resultados.

Black Friday: por que é importante minha loja participar?

A Black Friday não é mais só uma data, mas um evento que pega o mês inteiro e que se estende até a Cyber Monday. É um período importante para ganhar mais reconhecimento para sua loja e adquirir mais clientes.

Ao trazer excelência em seu atendimento, oferecer produtos de qualidade e um controle sobre seus processos, você terá benefícios ao participar e já abrir um leque de estratégias para os próximos anos

Contudo, nem toda loja pode se adequar às práticas de desconto da Black Friday, e é importante saber se a análise prévia irá compensar para o negócio ou se irá causar prejuízos. Nesses casos, é melhor se preparar com mais antecedência para o próximo ano do que ter perdas no faturamento.

Agora você entende como é importante se preparar para a Black Friday meses antes da data? Espero que essas informações tenham sido úteis ao seu negócio e que possam lhe dar oportunidades de pensar em estratégias para aumentar suas vendas e escalar sua loja.

Leia também: Preparação tecnológica para a Black Friday deve começar meses antes

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Leave your comment

0 comments

Comments

Your email address will not be published.

Commenting as Anonymous

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER