Logo E-Commerce Brasil

Lançamento de Business Game para treinamento de varejistas online

Por: Vivianne Vilela

Diretora de Conteúdo do E-Commerce Brasil

Vivianne Vilela atua como Diretora de Conteúdo, do E-Commerce Brasil há mais de 11 anos. É responsável pela curadoria dos eventos, dentre eles o Fórum E-Commerce Brasil (maior evento de <nowrap>e-commerce</nowrap> das Américas). Passou mais de 7 anos trabalhando em projetos nacionais para promover a inclusão, transformação e expansão no uso da tecnologia dos pequenos negócios no Brasil pelo Sebrae Nacional.

Apoiado pelo crescimento exponencial do e-commerce no Brasil, a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico – ABComm – traz em parceria com a Ecommerce School e GS&MD Gouvêa de Souza, o Business Game de E-Commerce. Desenvolvido para as turmas de Gerentes de E-Commerce da Ecommerce School, o lançamento é um simulador que funciona como um sistema de apoio a decisões dos negócios que envolvem o comércio eletrônico.

Para o uso do software, os professores dividem os alunos em grupos, com cada um desses núcleos representando uma empresa de e-commerce. A partir de então, o programa passa a simular situações que exigem que a turma realize determinadas decisões. Ao final de cada rodada, o sistema pontua a equipe de acordo com as respostas para cada circunstância, comparadas com outras equipes e critérios de mercado.

Com os resultados em mãos, os professores discutem com as equipes e sugerem mudanças e, sendo assim, a cada nova rodada os grupos passam a ter conhecimento dos impactos e decisões tomadas em diversas áreas do e-commerce, como logística, compras, gestão de pessoas, marketing etc.

De acordo com Mauricio Salvador, presidente da ABComm, o simulador é uma forma divertida de trabalhar as situações que surgem no mercado, dando possibilidades para que os profissionais tenham ideias sólidas, decisivas e assertivas neste meio. “Todo mercado maduro tem pelo menos um simulador que ajuda os profissionais a se formarem com mais qualidade. Muitos impactos de decisões gerenciais e os erros graves podem ser evitados pelos gestores. Além disso, os simuladores, ou business games, são uma forma divertida de se aprender, ajudando a fixar lições que saem da teoria para a prática”, explica Salvador.

Para avaliação das respostas, são usadas 1,2 mil variáveis, comparadas com as decisões dos grupos em cada uma das áreas. Elas pontuam cada equipe num ranking com mais de oito milhões de combinações possíveis. Com a iniciativa, a ABComm espera estruturar o aprendizado sobre o desenvolvimento das lojas virtuais, inclusive para área operacional, a fim também de colaborar nas contratações, trazendo para o mercado pessoas mais qualificadas e menos suscetíveis a erros na gestão.

Lançado inicialmente e com exclusividade para as turmas de gerente de e-commerce da Ecommerce School, detentora do maior investimento financeiro e intelectual, o simulador já atraiu empresas americanas e europeias para a produção de um software com versões em inglês e espanhol.

“O Business Game de E-Commerce será usado durante algum tempo com exclusividade pela Ecommerce School, mas a ideia é estender a universidades e MBAs por todo o Brasil, pensando inclusive em âmbito internacional, afinal esse game é o segundo no mundo e o único desenvolvido unicamente para empresas de varejo digital”, afirma Salvador.