Logo E-Commerce Brasil

Enjoei divulga resultados do segundo trimestre de 2021 que interessam ao mercado de moda

Por: Júlia Rondinelli

Editora-chefe da redação do E-Commerce Brasil

Jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero e especialização em arte, literatura e filosofia pela PUC-RS. Atua no mercado de <nowrap>e-commerce</nowrap> desde 2018 com produção técnica de conteúdo e fomento à educação profissional do setor. Além do portal, é editora-chefe da revista E-Commerce Brasil.

O brechó online Enjoei (ENJU3) divulgou na última sexta-feira, 13, os resultados financeiros do segundo trimestre deste ano. É a terceira vez que a empresa divulga os resultados de desempenho desde a abertura de capital, em novembro de 2020.

Os resultados ajudam a antever o futuro para o e-commerce de moda nos próximos meses. A empresa registrou no primeiro trimestre um aumento de 107% em novos compradores e 20% em recorrência. Para o Enjoei, este dado é um indicador relevante de fidelização em um momento em que as lojas físicas voltam a abrir.

O inventário de produtos da Enjoei também mostrou aumento, totalizando em 3,8 milhões de itens.

“Confirmamos que nosso crescimento se dá por aumento de base de clientes e recorrência, onde os dois principais ingredientes da nossa receita são: vendedores e inventário”, disse a empresa, em comunicado. “É nesta direção que estamos empenhando nossos esforços e investimentos”.

Aplicativo e GMV

O aplicativo do Enjoei foi baixado 5,7 milhões de vezes nos três primeiros meses de 2021, cinco vezes o número de downloads no mesmo período de 2020.

Além disso, o volume bruto de mercadoria (GMV) dobrou para R$172 milhões. A marca tem se posicionado cada vez mais como uma opção de marketplace até mesmo de produtos novos. Desde sua integração com outras plataformas,  35 novas marcas começaram a vender dentro do Enjoei.

Fonte: Exame.

Leia também: Após 2020 difícil, viagens e emissão de passagens voltam a impulsionar o e-commerce.