Logo E-Commerce Brasil

Janeiro de 2022 fecha com melhor faturamento dos últimos anos para e-commerce, com destaque para saúde

Por: Giuliano Gonçalves

Jornalista e editor do portal E-Commerce Brasil, possui formação em Produção Multimídia pelo SENAC e especialização em técnicas de SEO. Sua missão é espalhar conteúdos inspiradores.

O mês de janeiro registrou faturamento recorde para o e-commerce no período, totalizando mais de R$ 13,8 bilhões. Trata-se de um crescimento de 21% em comparação a janeiro de 2021, quando atingiu R$ 11,5 milhões. O número total de compras online também aumentou, atingindo 31,1 milhões em janeiro deste ano (ou seja, 22% a mais do que os 25,5 milhões de pedidos feitos em janeiro do ano passado). Os dados são da Neotrust, empresa responsável pelo monitoramento de mais de 85% do e-commerce brasileiro e que faz parte do T.group.

Imagem de uma mulher recebendo uma caixa de produtos de farmácia

Valor do faturamento da categoria de Saúde foi 109% maior que os R$ 86,7 milhões faturados em janeiro de 2020.

Um dos destaques são as compras online realizadas na categoria saúde. Em janeiro de 2022, o faturamento deste segmento foi de R$ 297,2 milhões, 64% mais do que os R$ 181,2 milhões de janeiro de 2021. Esse valor foi 109% maior que os R$ 86,7 milhões faturados em janeiro de 2020”, destaca Paulina Dias, Head de Inteligência da Neotrust.

Leia também: Vendas pela internet têm alta de 17,22% no Sudeste em janeiro de 2022, revela MCC-ENET

Remédios, inaladores e nebulizadores

Os remédios vêm sendo cada vez mais procurados no e-commerce. Em janeiro de 2022 as vendas de remédios geraram faturamento de R$ 171,7 milhões, 91% a mais do que os R$ 90,1 milhões de janeiro de 2021. Quando comparado aos R$ 43,6 milhões de janeiro de 2020, o faturamento foi 107% maior.

Leia também: PMEs registram 20% de alta no e-commerce; Pix já representa 14,5% dos pedidos pagos online

Já as vendas online de inaladores e nebulizadores cresceram exponencialmente em janeiro de 2022, atingindo faturamento de R$ 2,6 milhões. Esse valor foi 178% maior que os R$ 949,9 mil de janeiro de 2021 — e, de quebra, 16% maior do que os R$ 819,7 mil faturados em janeiro de 2020.

“Foi surpreendente o aumento das compras online de inaladores e nebulizadores em janeiro deste ano. O faturamento foi maior do que a soma dos meses de janeiro dos últimos três anos, período marcado pelo início da pandemia no Brasil. Além disso, hoje a região Sudeste concentra 76% dos pedidos e 74% do faturamento para esta categoria”, ressalta Paulina Dias, Head de Inteligência da Neotrust.

Categorias que mais cresceram

Outras categorias de destaque são ar-condicionado e ventilação (faturamento cresceu 50% em janeiro de 2022 em comparação a janeiro de 2021), assim como pet shops (aumento de 57%).

Em relação ao aumento no número de pedidos, se destaca a categoria de alimentos e bebidas, que teve 94% mais pedidos em janeiro de 2022 do que em janeiro de 2021. Na sequência estão as categorias de saúde e pet shop, com aumento no número de pedidos de 61% e 48%, respectivamente.

Leia também: Na América Latina, vendas no e-commerce mostram hipercrescimento