Projeto mantido por:

Skate Shop: como as Olimpíadas impulsionaram as vendas do setor

por Galleger Ilhe Segunda-feira, 13 de dezembro de 2021   Tempo de leitura: 7 minutos

O mundo todo parou para acompanhar as Olimpíadas de 2020, e tamanha comoção impactou o comércio eletrônico de diferentes formas. No Brasil, esse efeito foi bastante sentido no segmento de Skate Shop.

Com o crescimento do interesse nesse mercado, diversos e-commerces já estão colhendo os frutos dessa nova tendência, que tende a permanecer intensa durante os próximos tempos.

Neste artigo, vou abordar diferentes aspectos relacionados a esse nicho, compartilhando informações relevantes e dicas para quem deseja entrar de vez no mercado do Skate Shop. 

A relação das Olimpíadas com o consumidor

Se você acompanhou os jogos Olímpicos, muito provavelmente teve contato com nomes como Rayssa Leal (conhecida também como a “Fadinha do Skate”), Ítalo Ferreira, Gabriel Medina, Pedro Barros e Kelvin Hoefler.

Estamos falando dos atletas responsáveis pelos ótimos desempenhos nas modalidades de Skate e Surf. As competições, que tiveram estreia nas Olimpíadas deste ano, chamaram a atenção do público e conquistaram pontos de audiência muito elevados (chegando aos 3,6 milhões de espectadores).

Para se ter uma ideia, as buscas no Google para o termo “skate” cresceram 44% durante o período. Ou seja, estamos falando de um estilo que virou uma verdadeira tendência e ganhou o país.

O crescimento do Skate Shop no e-commerce

Alguns grandes players do mercado relataram aumentos realmente expressivos relacionados ao segmento do Skate Shop. 

A Centauro, e-commerce de artigos esportivos, obteve um crescimento de cerca de 400% na busca de itens do mundo do skate. Além do mais, a loja virtual também conquistou uma evolução de 100% no segmento de surf.

Ao mesmo tempo, o Mercado Livre, uma das gigantes do marketplace na América Latina, compartilhou informações que mostram um aumento de 50% nas vendas de skates.

Outra grande referência do mercado, a Netshoes, também registrou resultados realmente impressionantes, chegando a uma expansão de 79,7% em compras no segmento de Skate Shop.

Esse aumento constante de interesse atingiu não apenas as lojas, como também serviços online variados que, de alguma forma, contam com produtos relacionados a esse universo.

A plataforma Get Ninjas, por exemplo, recebeu um aumento de 165% no interesse por aulas de skate durante o período olímpico.

Isso ilustra o tamanho da influência que um evento desse porte pode causar no comportamento geral do consumidor, potencializando um nicho e garantindo mais faturamento para muitas lojas virtuais.

Com isso em mente, no próximo tópico, vou te mostrar como aproveitar esse hype para conquistar ótimos resultados no segmento.

Como ter sucesso na área de Skate Shop  

Entenda o seu público

Antes de qualquer coisa, é necessário ter em mente informações sobre o perfil médio do praticante de skate no Brasil.

Segundo dados apresentados pelo Sponsorlink, há no país cerca de 5,2 milhões de praticantes do esporte. Destes, 57% são jovens de 18 a 29 anos, contemplando tanto a geração Z quanto os millennials.

O mesmo estudo aponta que 41% desse público é composto por mulheres. Esse número deve aumentar durante os próximos tempos, graças a  influência da já citada Rayssa Leal, atleta jovem que conquistou milhões de seguidores nas redes sociais durante esse período.

Por meio dessas informações, você será capaz de entender as características presentes no seu público-alvo. Assim, você poderá estabelecer sua persona e definir a linguagem da sua marca. 

Entre de cabeça no universo do skate

Para lidar com um público tão específico, é preciso estudar e compreender as nuances do Skate Shop. Afinal, como lojista, você terá que estar por dentro de tudo que envolve esse universo:

  • Descubra a função e a importância de cada peça;
  • Entenda as diferenças dos modelos;
  • Saiba quais são as marcas mais relevantes e procuradas do mercado;
  • Acompanhe campeonatos e atletas;
  • Esteja por dentro das tendências;
  • Faça uma imersão no mundo do Skate Shop.

Assim, você terá em mãos tudo o que precisa para compreender as expectativas e os costumes desse tipo de consumidor, possibilitando o desenvolvimento de um e-commerce capaz de oferecer uma experiência de usuário mais sólida e otimizada.

Não se esqueça dos acessórios

O Skate Shop não se limita apenas aos itens de montagem de um equipamento, como shape, rodas, rolamentos, amortecedores e etc. 

Estamos falando de um segmento que também pode ser considerado um estilo de vida. Ou seja, acessórios como blusas, bonés, camisetas, tênis, mochilas, posters e kits de proteção também podem ser contemplados. Afinal, são elementos que caracterizam o estilo dos skatistas. 

O público que vem consumindo este tipo de conteúdo não necessariamente anda de skate, mas estão seguindo esta tendência. Por isso, investir em itens além dos equipamentos, como roupas e acessórios, poderá aumentar o ticket médio da sua loja virtual.

Skate Shop: um nicho que chegou para ficar

É fácil afirmar que as Olimpíadas foram as principais responsáveis pelo crescimento do Skate Shop nos últimos meses. No entanto, estamos falando de um estilo que começou nos anos 70 e voltou com tudo.

Agora que essa bolha estourou, podemos esperar um mercado estável e muito representativo, capaz de se destacar e se solidificar durante a retomada esperada para 2022.

Gostou deste artigo? Então continue acompanhando para entender mais sobre o universo do e-commerce.

Leia também: Vendas de Natal: aposte no varejo omnichannel

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER