Publicidade: Banner
Logo E-Commerce Brasil

O que tem de novo no uso do reconhecimento facial em e-commerces?

Por: Ricardo Garrido

Responsável pela condução dos negócios do marketplace no Brasil, incluindo: recrutamento de vendedores, melhoria da experiência de seleção, precificação e entrega, e programas de atendimento como Fulfillment by Amazon (FBA).

Antes limitado apenas a governos, polícia, cientistas e profissionais de segurança, o uso do reconhecimento facial tem se tornado cada vez mais presente no cotidiano e vem transformando a relação das pessoas com produtos e empresas.

Graças a ela, já é possível desbloquear seu smartphone, marcar amigos nas redes sociais e até pagar uma compra por meio de uma fotografia, algo que os clientes da MasterCard em 122 países podem fazer com o recurso selfie pay, disponível no aplicativo MasterCard Identity Check.

Confira alguns exemplos que comprovam por que o reconhecimento facial já pode ser incorporado ao seu e-commerce.

Essa tecnologia – que até pouco tempo parecia muito futurista – também já é realidade em muitas áreas do varejo online, permitindo que as lojas consigam identificar seus consumidores em poucos segundos, por exemplo.

Quando bem utilizada, a inclusão do reconhecimento facial no e-commerce pode se transformar em uma ferramenta poderosa para impulsionar a margem de vendas, otimizar a experiência do consumidor durante a jornada de compra e garantir mais segurança durante os pagamentos.

Continue a leitura, descubra como funciona o reconhecimento facial, o impacto e os benefícios que essa tecnologia tem trazido para as vendas online.

O que é reconhecimento facial?

Essa tecnologia é um método biométrico que permite a verificação e a autenticação automática da identidade de uma pessoa, baseando-se nas características faciais exclusivas e específicas desse indivíduo, como espaçamento dos olhos, ponta do nariz, contorno dos lábios, tamanho da orelha ou do queixo, por exemplo.

Como funciona essa tecnologia?

Em questão de milissegundos, o reconhecimento facial captura, analisa e compara padrões com base nos detalhes faciais de uma pessoa. Tudo começa com a detecção e a localização da face, capturando a imagem facial via um sensor 2D e 3D.

Em seguida, a ferramenta transforma essa informação analógica (o rosto) em um conjunto de informações digitais. O processo de correspondência do rosto é feito a partir da comparação entre a imagem criada e o banco de dados da ferramenta.

Qual é a relação entre reconhecimento facial e e-commerce?

A pandemia do coronavírus acabou acelerando a migração de alternativas de transações e pagamentos para o meio digital. Segundo o relatório da Neotrust, só no primeiro trimestre de 2021 os brasileiros realizaram 78,5 milhões de compras, o que gerou um aumento de 72,2% de faturamento para o setor em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Esse novo contexto também permitiu que tanto os varejistas quanto os consumidores percebessem as vantagens do reconhecimento facial, além da praticidade e da segurança. De acordo com os especialistas, a tendência é de que o uso dessa ferramenta cresça ainda mais nos próximos anos, impactando a lucratividade e o sucesso das lojas virtuais.

Uma pesquisa realizada pela Juniper Research, empresa especialista em análise de mercado e business intelligence, identificou que o uso de tecnologias de reconhecimento facial vão aumentar em até 120% até o ano de 2025, gerando um faturamento superior a US$ 4 bilhões. Até lá, segundo o estudo, o número de usuários dessa tecnologia em todo o mundo deve ultrapassar 1,4 bilhão de pessoas.

Selecionamos alguns exemplos que comprovam por que o reconhecimento facial já pode ser incorporado ao seu e-commerce.

Está cada vez mais acessível

Outro fator facilitador da difusão do reconhecimento facial para as compras online é que esse recurso já é encontrado nos smartphones mais recentes. Até 2025, a biometria facial estará disponível em 93% dos aparelhos, ainda de acordo com o estudo da Juniper Research.

Traz melhorias para a jornada de compra do usuário

Os marketplaces começaram a se preparar para a inclusão do reconhecimento facial na jornada de compra do consumidor. O Alibaba disponibilizou em 300 cidades chinesas a opção Smile to Pay. A Amazon, pioneira na criação de uma solução para agilizar a conclusão de um pedido com um “1-Click”, já testa soluções para o uso do reconhecimento facial melhorando a experiência do usuário nessa etapa da jornada de compra.

Além da captura da imagem do rosto, a empresa tem testado outra camada de segurança para evitar fraudes. As vendas físicas realizadas nas unidades da Amazon Go já adotaram o reconhecimento facial. O cliente chega à loja física, escaneia um código na entrada, pega a mercadoria desejada e vai embora. A cobrança é realizada automaticamente a partir dos dados informados na conta do usuário após confirmar o reconhecimento facial daquele comprador.

As ferramentas de pagamentos de serviços digitais como Apple Pay e PayPal são exemplos de empresas que também têm investido no desenvolvimento da inclusão do reconhecimento facial para evitar fraudes durante o uso de suas plataformas.

Pode ser incorporada em qualquer nicho de mercado

A boa notícia é que essa tecnologia pode ser adotada nos mais variados segmentos de mercado. Em 2019, a rede de pet shop brasileira Petz lançou o Pet-Commerce, que combina o uso do reconhecimento facial para identificar o interesse e a reação do animal aos produtos apresentados na tela, por exemplo.

Pode ser utilizada no gerenciamento interno do negócio

O reconhecimento facial também é uma alternativa para a criação de soluções que podem ajudar você a gerenciar sua loja. Com ele, é possível melhorar o controle de acesso ao seu espaço físico.

O uso dessa tecnologia para o controle da entrada e saída de pessoas pode ser interessante para reforçar a segurança, especialmente quando seu negócio utiliza serviços terceirizados, por exemplo.

Quais as vantagens do uso dessa tecnologia em sua loja virtual?

Ameaça à segurança das informações pessoais, atraso no processamento de pagamentos online e a relutância em inserir novamente os detalhes do pagamento durante a finalização da compra são algumas das principais causas do não fechamento de uma venda nos e-commerces.

O reconhecimento facial pode ser a solução ideal para resolver esses problemas e destacar seu e-commerce da concorrência. Confira a seguir cinco vantagens que comprovam o sucesso da utilização dessa tecnologia.

1. Redução da taxa de abandono de carrinho

De acordo com a Statista, cerca de 40% das compras online são realizadas por impulso. Por outro lado, qualquer interrupção nessa jornada pode fazer com que o comprador em potencial repense sua decisão de compra. Só no Brasil, a taxa média de abandono de carrinho é de 61%, e a dificuldade de cadastro ou a falta de um checkout transparente despontam como as justificativas mais comuns para essa desistência.

O uso do reconhecimento facial em etapas consideradas incômodas durante a jornada do consumidor agiliza o processo de compra do cliente, o que pode contribuir para a redução do número de compras abandonadas.

2. Maior confidencialidade no processo de pagamento

Os riscos de fraudes e golpes de pagamento online são muito altos no e-commerce. Apesar de um reforço nas soluções de pagamento seguro nas lojas virtuais, golpistas acabam encontrando brechas para fraudar o sistema de alguma forma.

O recurso de pagamento via tecnologia facial é focado na confidencialidade e na criptografia dos dados, evitando transtornos tanto para os usuários quanto para o e-commerce. Além disso, a verificação da identidade do usuário em tempo real pode ser útil para impedir que menores de idades comprem produtos sem autorização dos pais, evitando um cancelamento daquele pedido no futuro, por exemplo.

3. Mais agilidade e segurança no acesso ao e-commerce

O reconhecimento facial pode ser uma alternativa para o acesso à área pessoal do cliente sem que ele precise inserir uma senha ou confirmar as informações de pagamento.

A tecnologia também pode ser utilizada para reforçar ainda mais a segurança dos clientes. Além do procedimento padrão para a validação de login, é possível incluir a etapa de reconhecimento facial.

4. Melhora o relacionamento com o cliente

Uma pesquisa realizada pela Visa, em parceria com a AYTM Market Research, revelou que 90% dos entrevistados brasileiros preferem o uso de biometria utilizando a impressão digital ou o reconhecimento facial.

Adotar esse recurso no e-commerce indica que seu negócio está ciente da demanda desses consumidores por uma interação mais ágil e segura durante as compras online. Com isso, sua marca conquista o reconhecimento desse público consumidor, o que pode atrair novos clientes.

Esse interesse e confiança dos consumidores em relação à biometria facial também pode ser utilizado nas ações de finalização, oferecendo uma experiência cada vez mais personalizada ao usuário, com base no histórico de pesquisa e pedidos anteriores. Apresentar recomendações antes que o consumidor feche o pedido pode incentivá-lo a adicionar outros itens ao pedido.

5. Permite a personalização das ações de marketing

Alguns softwares de reconhecimento facial são capazes de capturar as reações do consumidor, como o tempo gasto olhando um determinado produto, em qual página da loja ele passou mais tempo, as expressões faciais diante de um produto e até os níveis gerais de satisfação ou insatisfação durante o checkout.

Ao compreender as reações desses compradores, avaliando suas respostas emocionais, os varejistas podem descobrir os fatores que mais influenciam as decisões de compra desses clientes, como layout da página e as promoções em tempo real.

Em pouco tempo, o reconhecimento fácil se tornará um recurso indispensável no varejo online. Inspire-se nas tendências que já têm sido adotadas e no interesse dos consumidores por essa tecnologia para colocar o seu e-commerce frente à concorrência.

Aproveite e compartilhe este artigo em suas redes sociais e veja o que os seus contatos pensam sobre esse recurso.

Leia também: Mastercard anuncia tecnologia que permite pagamento com face ou mãos

Publicidade: Banner