Cinco dicas para iniciar o seu e-commerce em tempos de pandemia

por Francisco Sales D'Almeida Sexta-feira, 15 de maio de 2020   Tempo de leitura: 7 minutos

Os números do e-commerce no Brasil são superlativos. E isso atrai cada vez mais novos empreendedores. Com a pandemia da Covid-19, as vendas cresceram ainda mais e muitas empresas estão buscando o comércio eletrônico como forma de salvar o seu negócio.

Dados da 41ª Edição do Webshoppers, amplo relatório sobre e-commerce do país elaborado semestralmente pela Ebit/Nielsen, mostra que o faturamento ultrapassou a marca de R$ 60 bilhões e atingiu 148 milhões de pedidos em 2020.

Entre os dias 17 de março e 27 de abril de 2020, quando se acentuaram as políticas de isolamento social devido ao enfrentamento da pandemia do novo coronavírus com restrições de circulação, o comércio online brasileiro chegou a R$ 8,4 bilhões em faturamento — variação de 48,3% sobre o período de 19 de março a 29 de abril de 2019, ou R$ 5,7 bilhões. Dos consumidores que realizaram compras em autosserviço nas últimas semanas, 31% afirmaram que compraram pela primeira vez no meio digital, contra 16% em mesmo período do ano passado.

Todo grande negócio começa com uma grande ideia, mas mesmo as melhores ideias não alcançarão o sucesso sem um detalhado planejamento. Por isso, antes de colocar o seu dinheiro em um novo projeto é bom avaliar os riscos e determinar os objetivos para obter o retorno desejado. Detalharei aqui cinco dicas para iniciar o seu e-commerce:

Grandes nomes não são necessariamente a melhor opção

Muitos empreendedores acreditam que para ter sucesso basta se associar a uma grande marca ou um grande marketplace. Nomes como Amazon, Americanas, Mercado Livre, Shoptime, Ebay, Magazine Luiza vem à mente. Nem sempre esse pode ser o melhor caminho. É preciso avaliar com cuidado os contratos, pois em muitos casos essas marcas cobram uma taxa alta sobre tudo o que você vender e nem sempre investem no marketing da forma como você necessita. Você será mais um nome em um catálogo gigantesco de marcas.

Para uma empresa jovem e desconhecida, não aparecer de forma relevante dentro de um grande marketplace pode ser um grande problema. Afinal, fará com que você tenha dificuldades em ser encontrado por clientes em potencial.

Em alguns casos, contar com uma plataforma já existente com toda a infraestrutura provida por uma grande marca realmente pode fazer sentido. Mas avalie antes se é o que melhor encaixa em seu negócio. Existem muitas formas de construir o seu negócio online utilizando plataformas de software de baixo custo ou totalmente gratuitas no mercado.

A grande vantagem de ter o controle da plataforma é que você poderá potencializar o seu lucro e terá o domínio sobre o marketing da sua marca.

Busque a diferenciação

Diferenciação é a chave do negócio. O que faz o seu produto ser diferente da concorrência? É importante pensar fora da caixa e criar um diferencial competitivo para não ser mais um entre tantas opções que já estão online. Uma boa forma de criar um negócio de nicho é conhecer bem o cliente que você deseja alcançar. O que ele mais deseja? Como tornar isso realidade? São algumas perguntas que você pode se fazer para construir algo realmente novo.

Marketing e criatividade

Mesmo que você tenha uma grande ideia e um bom diferencial, ninguém comprará o seu produto ou serviço se não souber que você existe. Em tempos de crise, é importante ser criativo para multiplicar o alcance do seu marketing. Invista em ações para que o seu próprio cliente compartilhe a sua marca com amigos e familiares.

Aprenda mais sobre o seu cliente. Quais são os seus hábitos digitais? Que redes sociais que ele mais usa? Quais os seus principais interesses?

Oferecer conteúdo relevante tanto sobre o seu produto quanto sobre os principais interesses do seu público alvo fará com que mais pessoas falem e escrevam sobre a sua marca.

Escalabilidade

Mesmo que você produza todo o seu produto é importante ter controle da cadeia de produção como um todo, desde fornecedores até a logística e meios de pagamento.

Considere que o seu negócio irá crescer e o site precisará estar pronto tanto para suportar um aumento do número de acessos quanto para atender clientes do outro lado do mundo.

Planeje para que o seu site tenha condições de ser escalável, permitindo acompanhar o crescimento da demanda de acessos e novas necessidades — como receber pagamentos internacionais, taxas e impostos.

Crie uma experiência

O consumidor atual não compara apenas o seu produto com o da concorrência. Ele avalia todo o processo:

  • facilidade de navegação no site;
  • tempo de resposta;
  • informações claras sobre o produto;
  • prazo de entrega;
  • facilidade de pagamento;
  • recebimento do produto;
  • pós venda.

Novamente, busque a inovação. Que tal oferecer um cartão de boas vindas na primeira compra, com um agradecimento e um cupom de desconto? Invista em uma embalagem garanta não somente a integridade do produto, protegendo-o no transporte, mas que crie uma experiência sensorial ao abrir. Inclua folhetos com outros produtos da sua marca. Informações sobre suas redes sociais e como buscar ajuda caso precise trocar ou obter algum suporte em relação a compra realizada.

Envie uma pesquisa de satisfação. As pessoas em geral não gostam de responder longos questionários. Faça perguntas simples e objetivas e motive o consumidor a responder com um desconto em uma compra futura. Isso ajudará a fidelizá-lo e criará uma imagem de que a sua marca vai além de apenas entregar um produto.

O E-commerce sem dúvidas oferece muitas oportunidades para novos empreendedores, especialmente num momento de isolamento social que não sabemos quanto tempo irá durar.

A única certeza é que mesmo depois que tudo passar muitos hábitos irão mudar. E vários dos consumidores que agora estão realizando a sua primeira compra no mundo digital irão criar uma nova forma de consumo. Eles buscarão cada vez mais o conforto e a praticidade de realizar suas compras no online.

Com um pequeno capital você rapidamente pode colocar o seu negócio no ar. Invista um tempo no planejamento do seu novo modelo de negócios. Busque os parceiros certos, consultoria e fornecedores que te suportem na realização do seu sonho e evite cair em modismos.

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.