Projeto mantido por:

Como escapar da antecipação do cartão de crédito

por Henrique Weaver Quinta-feira, 28 de abril de 2022   Tempo de leitura: 5 minutos

Quando os lojistas precisam ter acesso ao dinheiro antes da data programada, eles optam pela antecipação de recebíveis no cartão de crédito. Entretanto, a antecipação só acontece mediante o pagamento de uma taxa, o que pode representar uma desvantagem para o varejista, seja ele pequeno, médio ou grande. No final do dia, quem ganha mais com essa antecipação são os bancos e as adquirentes, que cobram essas taxas.

Então, deixo aqui o questionamento: será que essa antecipação do cartão de crédito é realmente a melhor saída para você, lojista?

Saiba se a antecipação de cartão de crédito é uma boa para o seu negócio.

Entenda como funciona a antecipação de cartão de crédito

Essa antecipação consiste em um recurso que é comumente usado como uma saída simplificada a curto prazo para aqueles lojistas que precisam de capital de giro, que precisam com urgência melhorar o fluxo de caixa sem necessariamente recorrer a um empréstimo bancário. Além disso, os varejistas que recorrem à antecipação também buscam:

  • Ter dinheiro para compra de estoque;
  • Fazer investimentos na empresa;
  • Realizar melhorias em pontos de venda;
  • Ter caixa para dar conta da folha de pagamento.

A antecipação de cartão de crédito geralmente é baseada nas vendas realizadas a prazo. Ela possibilita que os lojistas antecipem o valor total da venda um dia após a realização da compra e já recebam o dinheiro naquele mesmo dia.

Parece tudo muito bom, não é mesmo? Será que não há desvantagens?

Pois bem, para que essa antecipação aconteça, são cobradas taxas específicas e, muitas vezes, mais altas. Como é uma solução rápida e que realmente faz a diferença no momento de urgência do lojista, essa conta pode dar dor de cabeça mais para frente. E, com isso, o empreendedor pode concluir que solicitar a antecipação não foi um negócio tão bom assim.

Por isso, é preciso se planejar, pensar muito bem e ver se seu comércio realmente precisa de uma antecipação de crédito. Afinal de contas, é preciso lembrar que, ao aderir a essa saída, você está apenas antecipando um recurso que no futuro NÃO estará no caixa da sua empresa.

Há outras opções no mercado?

Claro que sim! Quando se trata de inovações para o e-commerce e o comércio de modo geral, novas formas de pagamento estão ganhando espaço no mercado e beneficiando não apenas consumidores e grandes (e tradicionais) instituições financeiras, mas também (e principalmente) lojistas.

Há hoje no mercado soluções em opção de pagamento que oferecem:

  • Parcelamento da compra via Pix, sem cartão de crédito e sem boleto (o verdadeiro buy now pay later);
  • Assumir todo o risco de crédito, ao contrário do que acontece com cartões, em que o risco é todo do empresário;
  • Análise de crédito rápida, eficiente e com alta taxa de aprovação (seis em cada dez pessoas);
  • E claro, repasse do pagamento para o lojista em D+1 (útil) do total valor da venda, descontando apenas taxa de serviço e não os juros que a antecipação do cartão de crédito cobra.

O mercado não para de mudar e avançar nas opções que beneficiam lojistas. Por isso, não deixe de pesquisar, analisar e investir no que, verdadeiramente, será lucrativo para o seu negócio a médio e longo prazo.

Leia também: Parcelamento: como o pagamento sem juros pode aumentar o ticket médio

 

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER