Logo E-Commerce Brasil

11% dos pagamentos online para e-commerce falharam no último ano, declara pesquisa

Por: Helena Canhoni

Jornalista

Bacharel em Comunicação Social pela ESPM. Experiência em tráfego pago, cobertura de eventos, planejamento de marketing e mídias sociais.

Mulher frustrada com pagamentos online

Segundo pesquisa realizada pela PYMNTS, falsas recusas – compras legítimas, mas declinadas pelo cartão de crédito – colocaram em risco US$ 157 bilhões, somente nos Estados Unidos, em 2023. A perda total estimada fica na casa de US$ 81 bilhões.

De maneira geral, 1 em cada 10 transações online falharam nos últimos 12 meses, afirma a pesquisa. 

O estudo “Gerenciamento de fraudes, falsas recusas e lucratividade melhorada” (“Fraud Management, False Declines and Improved Profitability”, em inglês), examina o cenário de pagamentos malsucedidos dentro do e-commerce e conta com a participação de 300 executivos de empresas com receita acima de 100 milhões de dólares. 

Impacto das rupturas de pagamento para empresas

Uma média de 11% das transações processadas pelas organizações de comércio eletrônico falharam no ano passado. Ainda sim, poucos empreendedores possuem clareza sobre os motivos da recusa. 

De acordo com o estudo, 80% afirmaram que um dos grandes desafios enfrentados são as dificuldades em apontar as causas da falha e, aproximadamente, 64% escolhem este como principal desafio. 1 em cada 5 empresas detalha que as falhas de pagamento impactam diretamente na percepção de valor do cliente. 

Outros problemas enfrentados incluem a dificuldade de keting" data-type="ecbr-news" data-id="133251" target="_blank" rel="noreferrer noopener">recuperação dos clientes afetados pelos pagamentos declinados (67%) e preocupações sobre comprometer a reputação da marca (63%). Além disso, 60% reportaram aumento na carga de trabalho dos colaboradores e 56% detalharam altos custos para acompanhar e resolver as recusas. 

Gráfico da PYMNTS sobre falhas nos pagamentos em e-commerce
Imagem: reprodução

Retomando à boa experiência

Detalhando algumas soluções, o estudo recomenda que as empresas colaborem com provedores de serviços de pagamento (PSPs), otimizem o mecanismo de triagem de fraudes ou ainda terceirizem algumas das soluções para recuperação do pagamento. 

O investimento em tecnologia e aumento na eficiência da companhia é essencial para aumento no número de transações bem sucedidas, justifica a matéria. Entender as razões específicas, que levaram aos erros na compra, possibilita que as organizações tomem medidas assertivas e garantam uma boa experiência para o consumidor.

Fonte: PYMNTS