Fulfillment da Amazon: como fazer a escolha certa para o seu negócio

por Schmuli Goldberg Terça-feira, 07 de abril de 2015

Deixar a Amazon gerenciar o fulfillment tem grandes vantagens, incluindo a possibilidade de os seus produtos serem selecionados para as entregas do Prime. Mas também existem pontos negativos de ser um vendedor da Amazon que você deve considerar antes de se comprometer com o FBA (Fulfillment By Amazon).

Provavelmente, um dos fatores mais influentes para um terço dos vendedores correrem para otimizar seu negócio com a estratégia da Amazon é: o programa Fulfillment by Amazon, ou FBA, abreviando. O FBA cresceu 65% em relação ao ano anterior e oferece uma consistente proposta de valor que pode economizar drasticamente o tempo e dinheiro para o varejista certo vender os produtos certos.

O FBA é um programa onde um terço dos vendedores podem alavancar a expansão da Amazon e a eficiente infraestrutura de fulfillment de armazenamento de itens, embalagem e entrega de pedidos para os consumidores e oferecer serviço ao consumidor para esses pedidos.

No entanto, a decisão de adotar esse serviço da Amazon não pode ser tomada por capricho. Os vendedores devem avaliar diferentes fatores, o que é certo para um vendedor pode não ser para outro. Os varejistas também devem decidir se compensa usar o FBA para alguns de seus produtos e não para outros.

Aqui vão alguns prós e contras que podem ajudar os varejistas a decidir se o FBA é a escolha certa para o seu negócio:

Prós:

Conveniência: o FBA livra o varejista de uma grande dor de cabeça. Além de estocarem os produtos do varejista, os centros de fulfillment da Amazon fazem todo o trabalho pesado para eles. Quando um pedido é recebido, os funcionários da Amazon selecionam, embalam e despacham os produtos, além de negociarem direto com o consumidor a respeito dos serviços e devoluções.

Possibilidade de integrar o Prime e o Super Saver Shipping: apenas os varejistas do FBA podem participar do Amazon Prime e do Super Saver Shipping, concedendo acesso aos clientes da Amazon que historicamente pagam valores mais altos e com mais frequência.

Possibilidade de integrar o Buy Box: com o FBA, os produtos dos varejistas estão mais propícios a integrarem o Buy Box, que garante quase 100% mais exposição e vendas (especialmente para os consumidores mobile, em amplo crescimento demográfico). Um bom reprecificador tira vantagem do seu status FBA para aumentar os seus preços de 15 a 20% enquanto ainda assegura que você vença o Buy Box.

Reputação da Amazon: muitos acreditam que os consumidores estão mais propensos a comprar de um varejista que está afiliado à Amazon, devido ao seu alto nível de confiança inspirado pela companhia. Se alguma coisa sai errado, as pessoas sabem que a Amazon vai resolver. Eles também sabem que a Amazon tem domínio do processo de distribuição e vai enviar os pedidos de forma rápida.

Performance de vendas: também  existe o argumento de que os varejistas FBA economizam dinheiro se utilizarem o serviço de fulfillment da Amazon. Por exemplo, vamos dizer que o varejista tenha 10 caixas de café e está vendendo esses produtos a $42 + $8 de frete. Sem o FBA, ele teria que ir até a agência transportadora mais próxima, pagar pelo frete de cada caixa individualmente e ainda pagar pela embalagem. Mas usando o FBA, ele poderia enviar todas as caixas direto para Amazon em uma única viagem e então listá-las com o preço de $50 cada com frete grátis. O custo para o consumidor seria o mesmo, mas para o varejista FBA, seria mais lucrativo.

Contras:

Taxas: usar o FBA pode ser extremamente custoso, principalmente para quem vende produtos grandes e com baixa rotatividade. Lembre-se que quando usar o FBA, o varejista está alugando um “espaço na prateleira”, por isso itens que ocupem muito espaço ou que fiquem na prateleira por muito tempo podem se tornar caros. Existem também custos extras como taxas de devolução, envio de volta para o fornecedor ou mesmo a destruição de itens. Porém, usar o FBA não significa necessariamente que o vendedor tenha mais gastos, já que as taxas do FBA substituem as taxas normais de operação e custos de fulfillment, que são sempre necessárias para vender produtos através do marketplace da Amazon.

Compromisso: quando usam a FBA, muitos vendedores não catalogam todo o inventário de produtos que mandam para os centros de fulfillment da Amazon, já que este é um processo complexo e consome tempo. Ao invés disso, enviam seus itens para a Amazon sem as etiquetas de inventário. A Amazon se “compromete” com o seu inventário, fazendo o mix dos seus produtos em sua grande “piscina” junto com itens semelhantes de outros varejistas. Isso pode ser problemático se algum desses outros varejistas colocarem produtos “fake” no mix, que podem então ser enviados para o consumidor, aparentemente vindo do primeiro varejista. O comprometimento é perigoso para os varejistas FBA porque enviar produtos fake pode criar um feedback negativo, gerar custos extras de devolução e até mesmo causar a suspensão da conta do varejista na Amazon.

O fator “depende de”: no final da história o conjunto de riscos que o varejista corre ao usar o FBA são estritamente individuais. Os seus itens tem baixa rotatividade? A taxa cobrada pelo armazenamento a longo prazo nos centros de fulfillment da Amazon, principalmente no quarto trimestre pode matar o seu lucro. Se os seus itens são mais altos em volume e menores em custo, isso também pode atingir você já que os fatores de peso da Amazon entram em muitas das taxas do FBA.

Por outro lado, o alto volume de varejistas que se esforçam em obter espaço de armazenamento em curto prazo, em uma base regular pode beneficiar-se do espaço oferecido pelo FBA, apesar das taxas envolvidas. O FBA também poderia ser benéfico para o crescimento dos varejistas uma vez que o FBA poderia diminuir a carga de trabalho significantemente, liberando recursos e tempo para focar no crescimento do seu negócio.

O FBA também pode ser muito útil para o varejista que tem falta de mão de obra para lidar com superabundância de pedidos. Manusear um item você mesmo envolve ir até a transportadora ou conversar com uma empresa que faz esse tipo de serviço e com as pessoas esperando entregas rápidas, um varejista também precisar estar pronto para executar/entregar pedidos em um dia ou dois.

Contar com funcionários extras pode envolver a gestão de um time de empregados, o que o varejista pode não querer. Também pode ser difícil, às vezes, definir quando haverá um grande fluxo de pedidos, e portanto é necessário preparar a equipe para estar em vantagem. Esta é outra situação na qual o FBA poderia ser muito benéfico ao varejista.

A resposta: a resposta é que o varejista realmente precisa conhecer o seu negócio. Eles precisam ter um conhecimento profundo de seu inventário de padrões de venda capazes de avaliar estrategicamente quais listagens fazem sentido.

Traduzido com autorização do autor. Publicado originalmente em: https://www.internetretailer.com/commentary/2015/03/10/fulfillment-amazon-making-right-choice-your-business

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER