4 formas de aumentar as vendas no seu e-commerce

por Galleger Ilhe Segunda-feira, 10 de maio de 2021   Tempo de leitura: 14 minutos

O ano de 2020 foi muito importante para as vendas digitais. Esse modelo de negócio se mostrou essencial como estratégia de vendas, principalmente em um momento com distanciamento social. No acumulado do ano, no Brasil, o setor cresceu mais de 73%, como registrou o índice MCC-ENET.

O repentino aumento pegou muitos empresários de surpresa, que viram seu faturamento subir rapidamente. Dessa forma, o ecossistema do e-commerce foi acelerado e revelou o potencial de crescimento de muitas lojas virtuais, que perceberam a oportunidade de aumentar o número de pedidos.

Para alcançar índices tão bons quanto os que ocorreram durante o fechamento do comércio de rua, uma pergunta vem ecoando na mente de muitos empreendedores digitais: “como continuar aumentando as vendas do meu e-commerce?”.

Para responder esse questionamento, confira quatro dicas que irão te ajudar a impulsionar as vendas e melhorar expressivamente o seu faturamento.

1.  Invista em marketing digital

Essa dica pode parecer óbvia, mas é possível que você ainda não explore todas as possibilidades que esse investimento pode oferecer.

Tráfego pago

A primeira dica é o investimento em tráfego pago. Ou seja, anúncios patrocinados em redes sociais, como Facebook e Instagram. Você pode também veicular campanhas em outras mídias se elas fizerem sentido para o seu tipo de negócio, como o TikTok e Pinterest, por exemplo. Nessas plataformas, é possível anunciar os produtos da sua loja online para pessoas que têm o perfil de compra que você procura.

Além das redes sociais, o Google também pode aumentar as vendas do seu e-commerce. O Google Shopping é hoje uma das principais ferramentas utilizadas pelas lojas virtuais para vender mais. Nele, os clientes visualizam o produto direto no buscador e é um ótimo comparativo de preço.

Remarketing e lookalike

Mais do que os anúncios tradicionais, o investimento nas redes sociais e no Google traz outras possibilidades bem interessantes.

Você poderá, por exemplo, monitorar todos os visitantes do seu e-commerce e criar um remarketing ou retargeting para esses consumidores. Nesse tipo de anúncio, a pessoa que já visualizou um produto na sua loja, mas não comprou, verá a oferta nas redes sociais ou em outros sites que ele visitar.

Outra possibilidade do Facebook é o lookalike, um anúncio criado para pessoas semelhantes aos compradores recorrentes do seu e-commerce. A ferramenta exibe os anúncios para os usuários que têm perfil parecido com seus clientes, direcionando de forma mais assertiva a sua campanha para o seu público-alvo.

Venda orgânica

Mais do que investir em anúncios, o marketing digital pode te ajudar a conquistar vendas de forma orgânica, ou seja, sem pagar por anúncios. O Instagram, por exemplo, já possibilita que o cliente faça a compra praticamente sem sair do aplicativo.

Para isso, é preciso integrar sua página na rede social à sua loja virtual e começar a usar o Instagram Shopping. Assim, você conseguirá marcar o produto nas fotos que publicar. Ao clicar no produto, o cliente é direcionado para o e-commerce e pode efetivar a compra.

O e-mail marketing também traz bons resultados e pode ser um canal de comunicação direto com seus clientes. Lembre-se que o relacionamento também é importante para fidelizar e garantir engajamento dos consumidores a longo prazo.

2.  Ofereça oportunidades

Até chegar no checkout do seu e-commerce, o cliente passou por uma jornada de compra que o levou à decisão de finalizar o pedido. Nesse sentido, atrair um novo cliente pode levar tempo e investimento, porém, vender para um cliente que já foi conquistado é mais fácil, rápido e barato. Portanto, o foco no aumento de vendas deve mirar também os clientes que já conhecem e compram da sua loja.

Cross-sell

Essa é uma ótima estratégia para aumentar as vendas e o ticket médio do seu e-commerce. Ela consiste em oferecer produtos complementares ao carrinho do consumidor. Se a loja virtual vende roupas, por exemplo, e o cliente se interessou por uma calça, vale ofertar para ele uma peça que combine com aquela que ele está comprando.

Uma boa dica é oferecer uma condição especial, como preços mais atrativos, caso ele finalize o pedido com as duas peças.

Upsell

Já no upsell, o objetivo é fazer com o que o cliente que está prestes a fechar uma compra escolha um produto com algum atributo superior no checkout.

Se o e-commerce vende eletrônicos, por exemplo, pode incentivar o cliente a trocar o notebook que está comprando por uma máquina que tenha um processador mais potente, apenas adicionando um valor a mais na compra.

3.  Esteja presente nos marketplaces

O marketplace pode ser a vitrine que sua loja virtual precisa para crescer. Mesmo com as taxas cobradas nesse tipo de venda, sua operação digital pode aumentar o número de pedidos, ao alcançar uma quantidade maior de consumidores, especialmente se você atua em um nicho pouco explorado.

Investimento Menor

Uma das vantagens do marketplace é que as plataformas farão a publicidade para você, ou seja, não é preciso investir em marketing para os produtos cadastrados. E pode ficar tranquilo porque eles estarão nos principais meios de comunicação.

Os seus produtos cadastrados também poderão ganhar um anúncio sem que você precise pagar, já que as empresas também costumam utilizar o Google Shopping, por exemplo.

Segurança e praticidade

Essas grandes plataformas estão consolidadas no mercado, transmitem confiança aos consumidores e por isso recebem um número alto de visitantes buscando diferentes produtos. Para o lojista, a segurança também é um ponto forte, isso porque todo o processo de pagamento fica por conta do marketplace.

Além disso, não é necessário se preocupar com o desenvolvimento da plataforma, pois o marketplace irá resolver tudo.

Contudo, é preciso ter um bom controle da operação do seu negócio. Se ele apresentar um bom planejamento estratégico, é possível multiplicar suas vendas no marketplace e faturar muito mais.

Fulfillment

O order fulfillment diz respeito a toda a cadeia logística que garante o recebimento e preparação do pedido de um cliente, assim como a sua expedição até o destino final. O processo de entrega nas operações digitais é hoje um grande diferencial, além de ser fundamental para proporcionar aos clientes uma boa experiência de compra.

Pensando nisso, algumas plataformas de marketplace já oferecem essa estrutura aos lojistas que operam em sua plataforma como um serviço extra. Dessa maneira, esses grandes canais digitais ficam responsáveis pela operação logística, conferindo mais praticidade na gestão do seu negócio.

4.  Fique atento às novidades

O comércio eletrônico evoluiu e, com o tempo, vão surgindo novidades na forma de vender online. Por isso, é fundamental acompanhar essas mudanças e se adequar ao momento. Essas novidades vão desde uma nova forma de pagamento até um novo canal de venda; e podem ser um ótimo diferencial competitivo, contribuindo para a decisão de compra dos clientes.

Venda por WhatsApp

As mensagens instantâneas se tornaram muito populares no país e, de olho nesse comportamento, alguns e-commerces já vêm utilizando o WhatsApp visando aumentar as vendas nas lojas virtuais. A ferramenta tem uma versão comercial e pode auxiliar na comunicação com clientes, bem como ser um novo canal de vendas para os produtos do seu e-commerce.

Leia também: Vendedor pelo WhatsApp: o brasileiro adotou mas é preciso estratégia

Você pode disparar mensagens exclusivas para os contatos da loja com promoções direcionadas e links dos produtos. Outros recursos, como o status, também podem ser usados para divulgar novidades da loja virtual.

Para os clientes que procuram praticidade, você pode ofertar a compra direto pela ferramenta. O WhatsApp, aliás, divulgou recentemente o serviço WhatsApp Pay, no qual será possível efetuar envio de dinheiro diretamente pelo aplicativo.

Após esbarrar na suspensão do Banco Central, a empresa conseguiu a liberação e está preparando o lançamento do serviço para todos os usuários. Por enquanto, será possível o cadastramento do cartão de débito para efetuar o envio do dinheiro, mas a expectativa é que em breve o WhatsApp aceite também outros métodos para fazer essa transferência.

Novas formas de pagamento

Essas novas formas de pagamento vão muito além da novidade no aplicativo de mensagens. Nos últimos anos surgiram diversos métodos de pagamento, que estão conquistando cada vez mais usuários pela praticidade que oferecem.

Portanto, para um e-commerce que pretende aumentar as vendas, é essencial garantir variedade nas formas de pagamento para que os clientes tenham liberdade de escolher aquele que mais o agrada.

As carteiras digitais, como o PicPay e Mercado Pago, abrangem um público diferente que podem ser consumidores do seu e-commerce. Outra novidade recente é o PIX, que facilitou pagamentos e transferências bancárias.

Esses são alguns exemplos que podem ser boas opções para o seu negócio e que garantem praticidade para consumidores e empresários. O mais importante é estudar o que faz sentido para o seu segmento e oferecer possibilidades aos visitantes, a fim de conquistar novos clientes e aumentar as vendas do seu e-commerce.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.