Foco em 2021 – o que fazer para alinhar o e-commerce esse ano

por Cristiana Aguiar Quarta-feira, 13 de janeiro de 2021   Tempo de leitura: 4 minutos

Após um ano tão diferente e desafiador para muitos, com qual espírito entramos em 2021? Início de um novo calendário é tempo de reflexões, de rever conceitos, redefinir a agenda, desenhar novas possibilidades.

O que devemos priorizar? Estamos despendendo tempo com o que realmente importa? A lista de relevâncias, embora por vezes seja subjetiva, requer de nós extrema atenção e cuidado. Com tantas imprevisibilidades, ansiedades e pressões, nossa resposta tem sido resiliência, flexibilizações e pressa.

É tempo de se reinventar

No mundo atual, a pressa (conhecida como inimiga da perfeição) é amiga da eficiência. É preciso se adaptar, se reinventar, reconquistar, retomar… E tudo isso com rapidez para não perder o timing e correr o risco de ficar para trás.

O mundo deixou de ser VUCA — acrônimo em inglês criado no final da década de 80, para expressar as circunstâncias vivenciadas na época, como por exemplo a queda do muro de Berlim — e passou a ser chamado de BANI. Neste caso, trata-se de um acrônimo (também em inglês) para as palavras brettle, anxious, non linear e incomprehensible. Traduzido para o português, seria frágil, ansioso, não linear e incompreensível.

Cuide do caixa da sua empresa

Estamos em uma realidade onde encontramos um vírus atingindo fortemente o mercado; onde comportamentos não são lineares, desprezando algumas vezes excelentes pesquisas de mercado; onde as constantes mudanças são muitas vezes incompreensíveis. Então, quais seriam as principais ações a serem tomadas nesse início de um novo ciclo? Aqui vão algumas sugestões.

Em tempos de fragilidade, o caixa é rei. Logo, cuide da liquidez da sua empresa. As empresas maiores tiveram vantagens sobre as de médio e pequeno porte para se alavancarem. Afinal, tiveram a possibilidade de obter recursos com a oferta de ações na bolsa de valores — o ano de 2020 foi recorde em volume de ofertas de ações —, além de mais facilidade de acesso ao crédito.

Já as empresas menores, que empregam mais de 50% da força de trabalho no país, para se alavancar precisam: diminuir o índice de endividamento negociando suas dívidas; otimizar operações para reduzir desperdícios; e melhorar seus investimentos.

Encoraje seus colaboradores

A segunda sugestão é ampliar a capacidade estratégica da sua empresa. Isso se dá com investimentos contínuos em tecnologia, logística e em pessoas. Não fique fora do fluxo. O mercado caminha a passos largos — ou melhor, voa no sentido das inovações, digitalizações, e-commerce e muito mais. A regra é acompanhar as novidades de perto e fazer adaptações ao tamanho do seu negócio.

Preocupe-se com a logística. No mundo com e pós-pandemia, áreas como tecnologia da informação, facilities e logística conquistaram um protagonismo. Consequentemente, as entregas são superiores quando essas áreas funcionam muito bem e seus clientes sabem disso.

Capacite, engaje e encoraje seus colaboradores. Em meio a tantos desafios é natural as pessoas se sentirem inseguras, temerosas, exaustas. O Brasil é o segundo país no ranking mundial com mais casos de burnout. Recentemente, uma renomada empresa contratou uma diretora de saúde mental para fazer parte do quadro de diretores. Foi uma excelente iniciativa! É muito importante apontar caminhos, construir alternativas, apresentar a direção, demonstrar empatia e valorização. Lembrando sempre da boa comunicação. Afinal, empresas que se comunicam bem trazem retornos 47% mais altos.

Foque em vencer o jogo

A trajetória não promete facilidades, e encontrar prazer no caminho para a construção de um futuro melhor fará toda diferença. O atleta não se distrai nos treinos e se esforça para melhorar seu condicionamento para o dia da competição. No caso das empresas não é diferente. Trata-se de um esforço diário, focado e quase obstinado para melhorar cada vez mais a sua entrega — e no que depender delas, vencer o jogo.

Que esse ano seja um tempo de muitas conquistas e realizações, regadas com perseverança, profissionalismo e dedicação. Historicamente, em períodos de pós-guerra e pós-pandemia há um aumento significativo de demanda. Portanto, estejamos preparados para os bons ventos, fazendo as melhores escolhas, utilizando tempo e recursos com sabedoria.

Feliz 2021!

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.