Como promover uma estratégia de marketing de influenciadores eficaz no e-commerce?

por Marina Coelho Terça-feira, 24 de março de 2020   Tempo de leitura: 6 minutos

Um estudo do Instituto QualiBest aponta que 76% dos consumidores já compraram um produto após conhecê-lo por meio de influenciadores digitais. Isso demonstra o poder de alcance e de repercussão dessas pessoas e abre portas para que o marketing de influenciadores seja usado por marcas de vários portes e segmentos.

Num passado não tão distante, uma das principais maneiras utilizadas pelas empresas para anunciar seus produtos era por meio de comerciais de TV com celebridades. Hoje, embora a televisão continue importante, é a internet o canal de contato mais relevante entre diversas empresas e suas personas. Com isso, a distância entre as duas partes foi reduzida significativamente e é possível falar diretamente com o público, sem nenhum intermediário.

Leia também: Os impactos do coronavírus no e-commerce

Houve uma grande transformação na maneira como as empresas se comunicam com seus consumidores. Para negócios naturalmente digitais, como o ecommerce, o marketing de influência é essencial para esse contato com o público alvo. Aproveitar uma figura já conhecida é uma estratégia interessante para quem busca gerar engajamento.

Mas, afinal, como trabalhar com o marketing de influência e torná-lo um ativo para o negócio?

  1. Tenha objetivos claros

Como em qualquer tipo de campanha, o primeiro passo para trabalhar com marketing de influência é fazer o planejamento, definindo, antes de tudo, os objetivos da estratégia. Eles podem ser diversos, como gerar mais leads, aumentar a visibilidade da sua marca ou gerar vendas. O importante é que as metas e as métricas de acompanhamento estejam bem estabelecidas.

Depois, é hora de pensar no conteúdo e no tipo de parceria. Ela pode ter apenas inserções pontuais, como o envio de um produto para o influenciador ou a presença dele em um evento; pode ser uma campanha mais longínqua, com diversas publicações do influenciador; ou pode ser uma estratégia realmente em longo prazo, em que o digital influencer se torna um tipo de embaixador da marca. Também devem ser definidas as plataformas nas quais o marketing de influência vai atuar, como Instagram, YouTube, Twitter, etc.

O relacionamento entre marca e influenciador digital pode ocorrer de diversas formas no marketing de influência. Existem empresas que apenas mandam seus produtos para os digital influencers, que os recebem e mostram ao público. Porém, firmar uma estratégia mais sólida com os influenciadores para que eles utilizem as mercadorias no dia a dia ou falem sobre elas costuma ter mais sucesso.

  1. Escolha influenciadores que tenham fit com sua empresa

De modo geral, não há uma receita pronta para escolher os digital influencers. É preciso pesquisar e ver o que mais se enquadra à sua estratégia. Também é preciso garantir que os influenciadores tenham fit com a empresa. Para uma loja de maquiagens, por exemplo, o ideal é buscar alguém que tenha como foco a área de beleza. Se sua empresa tem como valor o respeito ao meio-ambiente, é preciso ter um influenciador que possua esse mesmo ideal. Contar com agências que gerem a relação entre marcas e influenciadores também é uma boa alternativa.

O marketing de influenciadores transmite confiança e credibilidade, já que é feito por alguém que, ao mesmo tempo em que tem fama, também é muito próximo dos seus seguidores. Por isso, ele precisa traduzir e representar os valores de uma marca.

  1. Valorize influenciadores autênticos

O marketing de influência pode ser feito por pessoas de todos os perfis, basta que elas tenham certo poder de repercussão na internet. Isto é, as celebridades continuam sendo influenciadoras, mas hoje é possível que qualquer outra pessoa também faça esse papel, até mesmo gente como a gente, que cria um canal no YouTube ou tem muitos seguidores nas redes sociais.

O importante nisso tudo é que o consumidor tenha a percepção de que o influenciador é uma pessoa real que usa e gosta do produto em questão, e que não é apenas mais uma marca fazendo propaganda do próprio artigo que comercializa. Aliás, segundo dados do Google, 3 em cada 4 pessoas acham importante que o YouTube tenha pessoas reais, autênticas ou parecidas com elas, por exemplo.

  1. Acompanhe as métricas

É fundamental analisar quantos seguidores o digital influencer tem, já que isso representa seu poder de influência, mas também é preciso ter atenção ao quanto essa pessoa tem em comum com o seu público ou responde às necessidades dele. Não há dúvidas de que uma cantora é mais famosa do que umae influenciadora da sua região, por exemplo, mas ela pode não ter o mesmo impacto com a sua persona.

O marketing de influenciadores tem um grande poder de persuasão e impacta na decisão de compra pelo consumidor. Por isso, é importante estudar essa estratégia e colocá-la em prática para otimizar ainda mais seus resultados.


Gostou desse artigo? Não esqueça de aviá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.