Como melhorar o desempenho do e-commerce com o Google Analytics

por Diego Andrade Terça-feira, 15 de setembro de 2020   Tempo de leitura: 8 minutos

O processo de otimização de vendas de um e-commerce envolve o bom uso dos dados disponíveis para o gestor da loja. Ele é especialmente útil agora, quando o mercado de vendas online deverá atingir R$ 100 bi de faturamento. Nesse sentido, uma das ferramentas mais importantes para esse trabalho é o Google Analytics.

O Analytics é uma ferramenta gratuita do Google que registra todas as movimentações dos clientes no seu e-commerce. Com o seu uso, é possível rastrear de onde vieram os consumidores, o que eles fizeram e até mesmo ver um mapa de calor com a movimentação do mouse dos clientes na sua página.

Caso você não tenha o Google Analytics ainda, vale a pena entrar em contato com a sua hospedagem de sites e solicitar que o recurso esteja disponível. Antes disso, você precisará se registrar no site oficial do recurso para receber o código que será adicionado na sua loja.

Portanto, saber como utilizar o Google Analytics e interpretar bem os dados da ferramenta é essencial para otimizar o seu desempenho e vender mais. Quer aprender como usar o recurso a seu favor? Então siga a leitura do artigo abaixo!

Analise a jornada de compra do cliente com o Google Analytics

Um dos grandes recursos que o Analytics oferece para o dono de um e-commerce é a visualização do processo de compras do seu cliente. Basicamente, a ferramenta permite que o gestor da loja virtual possa ver exatamente qual foi o passo-a-passo dos consumidores até eles converterem na sua página.

Além de poder entender os muitos caminhos disponíveis, esse recurso também mostra quais são os principais gargalos de produtividade que seu e-commerce apresenta. Isso permite que você possa tomar ações para corrigir o problema e aumentar seu fluxo de clientes.

Para ter acesso a esses dados, você precisará ir ao Fluxo de Comportamento na plataforma do Analytics. Essa informação está dentro do menu “Comportamento”, na lateral esquerda da plataforma. Caso o seu Google Analytics esteja em inglês, os termos são “Behavior” e “Behavior Flow” no site.

Quando clicar na opção, você verá um relatório que mostrará todo o fluxo que os seus clientes fazem dentro do seu site. Você poderá ver de onde os consumidores vêm para o seu e-commerce, por onde entram e para onde vão na 1ª ou 2ª interações. Um dado muito interessante é a taxa de abandono de cada página. É normal que algumas páginas tenham algum abandono no seu e-commerce, mas um número acima da sua média pode significar uma dificuldade maior de conversão naquele espaço e, portanto, você deverá fazer algo para melhorar a situação.

Além disso, entender a jornada de compra do seu cliente permite que você possa otimizar os processos, focar mais recursos em determinadas origens de tráfego e conhecer melhor os seus consumidores.

Use o mapa de calor do Google Analytics

Antigamente, o Google Analytics tinha uma função embutida de mapa de calor. Esse recurso mostrava ao dono do site por onde o mouse dos usuários passava dentro da página. Assim, era possível ver quais botões estavam mais acessíveis ou não, o que mais chamava a atenção dos visitantes e outros insights interessantes.

No momento, esse recurso não é mais nativo do Analytics, mas pode ser usado por uma extensão oficial do Google chamada Page Analytics. Ao instalar essa extensão, você passa a rastrear a relação dos visitantes com uma página específica (ou mais de uma, caso queira). Basta fazer uma breve configuração para poder analisar o mapa de calor com base nos cliques feitos pelos usuários.

Dessa forma, é possível visualizar elementos importantes para um e-commerce, como o posicionamento e a cor dos botões de compra, posicionamento de informações importantes para os clientes e até mesmo a galeria de fotos do produto.

Entenda quais os interesses do seu público

O Google registra uma série de informações sobre os usuários. É claro que, com a nova Lei Geral de Proteção de Dados, essas informações devem ser anônimas. Ainda assim, é possível entender os interesses dos clientes com base nas informações captadas pelo Google.

No Analytics, a empresa fornece um relatório chamado Categorias de Afinidade. Para encontrá-lo, vá até Público-Alvo, depois Interesses e, por fim, Categoria de Afinidade. Esse tipo de relatório divide o seu público com base nos seus interesses pessoas. Por exemplo, um e-commerce de videogames pode ter um público com interesse em Filmes, Séries de TV, Quadrinhos, Ficção-Científica, RPG e outros elementos do tipo.

Ver quais são as áreas de interesse do seu público é essencial para criar conteúdo para a sua estratégia de Marketing de Conteúdo, mas também fazer posts nas redes sociais e até mesmo selecionar o público-alvo de anúncios. Afinal, se você cruzar os dados desse relatório com as informações sobre suas conversões, será possível identificar qual é o público perfeito para comprar cada produto e criar anúncios altamente específicos.

Analise o tamanho do caminho para o lead converter

Quem tem um e-commerce há bastante tempo sabe que a estrutura de um funil de vendas montado no conceito de atração, consideração e conversão é mais teórica do que prática. Na vida real, o consumidor migra entre esses três estágios livremente e tem uma jornada de compras mais complexa do que isso.

No Analytics, é possível analisar o Tamanho do Caminho feito pelo seu cliente. Para isso, vá no menu Conversões, depois em Funis Multicanal e, por fim, em Tamanho do Caminho. O recurso só funciona, entretanto, quando você tiver campanhas de marketing atreladas ao seu e-commerce. O Google analisará o percurso de cada lead convertido e você verá quais os caminhos mais eficientes para poder aumentar as suas vendas.

Pronto. Essas são as principais dicas para você otimizar seu e-commerce usando os dados disponibilizados pelo Google Analytics. Lembre-se de acompanhar os dados de acordo com a sazonalidade da sua loja virtual, mas também leve em conta o período analisado. Dados muito antigos podem não ser úteis para você.

Se você gostou da análise e aprendeu mais sobre como gerenciar sua loja virtual, deixe um comentário a seguir!

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.