Projeto mantido por:

Clube de assinatura: mercado de inovação e crescimento

por Eduardo Oliveira Sexta-feira, 31 de dezembro de 2021   Tempo de leitura: 3 minutos

Dados indicam que os clubes de assinatura cresceram 32% no Brasil apenas no primeiro trimestre de 2021 em relação ao mesmo período do ano anterior. Consolidando essa conta, são 350 novos negócios criados apenas nos três primeiros meses do ano.

Mas, o que faz com que esse modelo de negócios resista às crises e se fortaleça cada vez mais? Bom, algumas respostas podem ser eficientes para essa pergunta. Uma delas, claro, é a transformação do perfil do consumidor, que se tornou mais exigente e disposto a buscar o melhor serviço/produto.

Ademais, esse consumidor da atualidade compra mais pela internet e as muitas facilidades que esses clubes de assinatura oferecem são ingredientes ideais para o sucesso dos canais. Praticidade e modernização dos meios de pagamento também lideram essa lista.

A fidelização de clientes é o grande segredo para a manutenção de qualquer plano de assinatura. Posso dizer que uma das maiores semelhanças entre e-commerce e clube de assinaturas é que os dois devem ser focados em experiências. Ademais, todas as áreas podem contar com esse modelo de negócios. Além dos livros — que correspondem por 27% das compras —, cafés, vinhos, produtos para pets, cosméticos, games e até gastronomia são passíveis de se tornarem grandes projetos nesse setor.

Vale ressaltar que, de acordo com uma pesquisa do Ebit|Nielsen, 95% dos brasileiros afirmam que pretendem continuar comprando online após o fim total da pandemia. O Panorama do Comércio Móvel no Brasil, realizado pelo Mobile Time e Opinion Box, sugere que entre as categorias que ganharão destaque estão: refeições (49%), roupas (43%), alimentos (42%), eletrônicos (33%) e remédios (30%).

Por ser um modelo bastante personalizável, com bons cases de customização da experiência do cliente, o Brasil vem se tornando líder nesse mercado. Comodidade e também a busca por hobbies ajudaram a manter esse segmento em ascensão. Outro ponto positivo dos clubes de assinatura é possuir mais controle e visibilidade de quando precisará programar reposições e acionar seus fornecedores.

Está deixando de ser uma questão de aproximação com o cliente para se tornar uma resposta às demandas. Por estar relacionado a um produto central, os itens dos clubes de assinaturas são de qualidade maior, além de abrirem margem para que brindes, panfletos e outras estratégias de marketing sejam utilizadas, movimentando ainda mais o setor.

Reforço ainda que o aumento de mercado para este tipo de negócio já vinha acontecendo antes da pandemia. A crise sanitária apenas acelerou esse processo. A garantia da recorrência mensal faz com que as estratégias de descontos e produtos selecionados garantem a melhor experiência aos assinantes — e isso é exatamente isso que faz a máquina girar.

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER