Logo E-Commerce Brasil

Empresas de turismo foram as que mais avançaram na satisfação de clientes

Por: Alice Wakai

Jornalista, atuou como repórter no interior de São Paulo, redatora na Wirecard, editora do Portal E-Commerce Brasil e copywriter na HostGator. Atualmente é Analista de Marketing Sênior na B2W Marketplace.

O índice de satisfação do cliente atingiu 94,94% no segundo trimestre de 2015, uma ligeira queda de 0,06 ponto percentual em relação ao primeiro trimestre do ano. Apesar da retração, a satisfação do cliente permanece em alta em comparação ao registrado no segundo trimestre do ano passado, de 83%. Entre os setores com os maiores ganhos de performance, o principal destaque ficou para as empresas de turismo, que avançaram 3,1 pontos percentuais em um único trimestre – saindo de 89,1% de satisfação nos primeiros três meses de 2015 para 92,2% no segundo trimestre.

Os dados fazem parte do Benchmark da Zendesk, monitoramento que leva em conta a avaliação dos consumidores, o tempo de resposta e a resolução efetiva de conflitos nas empresas que utilizam a Zendesk como ferramenta de relacionamento com seus clientes. Eles também ajudam as empresas a entender quais setores e países atravessam momentos de melhor performance ou maior desafio em relação à gestão de relacionamentos.

Entre os 36 países participantes do Benchmark, o Brasil aparece na 23ª posição, com 91,7% de satisfação dos consumidores. A média nacional teve queda de 1,1 ponto percentual em relação ao primeiro semestre deste ano.

Além do Turismo, os setores que mais avançaram foram Propaganda & Marketing (de 93,7% de satisfação para 95%) e Mídia & Telecomunicações (de 90,5% para 91,8%). Do outro lado, as maiores quedas de desempenho foram identificadas nas empresas dos segmentos de Mídias Sociais (de 85,6% para 84,6%), Fabricação de Hardware (94,8% para 93,9%) e Imobiliário (94,7% para 93,9%).

Já na comparação entre países, Turquia (70,4% para 73,8%), Tailândia (86,5% para 89,5%) e Chile (84,5% para 87,5%) registraram proporcionalmente os maiores avanços enquanto Indonésia (83,8% para 80,0%), Vietnã (86% para 83,4%) e Índia (85,7% para 83,4%) ficaram com as maiores perdas de performance.

Para ter acesso ao relatório (em inglês), entre nzYGDtmoig7A2g3uQlGH2N-2FC4wJmYzF8DIsqUSc3gwtX3ng0QZStI1-2FiN3S9oTCR9ctf6u6j7Q00zxgZRgBC221O8Wqxb4Y84-2Frsog8yRtjHRyNgXx90rXOjyLobniQLGSlxl4oR8mzBuiaWMcVqG0nz-2Fv-2FY32pAAzTHZxHYLjvAwKsg3e6irmLb7G0OTLALJiMnuOwfHcdcgICXHTVIva2RlFzBmn3gJedj-2F9VAtV-2B6vth4k2nPVtX0xhvgn4zDHYvohunWmJQBiPljw6iS9mXZpc0iNEcbFeb3aVk5jr05-2FvSCdAGa0fq4lhA6tSrPAM3PUcRQC8WLkHVTs7ryC4CQcejgCLkDoRUC0d9f9TiC3O0RWn-2BEaPKr8DP9GahVoj3FBt1S7EHYDr-2Bs4luxTc6O-2Bf9byllT9lIP-2FZmfbANxJ9JBguTrTAEJLge72qQKDX1mxeat0XPNTdoBRmFXeKmJQJm4Qe-2BpMji-2BlhUcG-2B6Lrspj2ybw-2B5LLObSkjE2NwyAPE09w-3D-3D" target="_blank" rel="noopener">neste link. Para acessar a página do Zendesk Benchmark Q2, entre no endereço www.zendesk.com/resources/customer-service-benchmark/.