Senso de urgência um dos segredos do sucesso no varejo

por Pedro Koiffman Quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Uma das chaves do sucesso do varejo é o senso de urgência. Há uma série de maneiras de se fazer isso, mas provavelmente o maior exemplo é Black Friday, onde os descontos agressivos são válidos por apenas 24hs.

Atualmente há empresas que trabalham variações como Semana Black, mas a criação do senso de urgência é a mesma: ou se aproveita no agora ou “perde” a oportunidade.

Ao criar um senso de urgência na mente dos consumidores, os varejistas geram uma “correria” às compras e os clientes, que talvez não fossem comprar, aproveitam a oportunidade.

Criar o senso de urgência é uma tática já muito tempo conhecida pelo varejo tradicional e que se encaixa como uma luva para o varejo online. O objetivo principal é fazer o consumidor tomar a decisão de compra na hora, assim evitando que ele vá buscar outras ofertas em outros e-commerces ou desista da compra.

A boa notícia é que podemos criar em outras ações o mesmo senso de urgência, que irá ajudar a aumentar a conversão durante o ano todo.
Abaixo segue alguns exemplos de como criar o senso de urgência fora da época do Black Friday.

1) Contagem regressiva para finalizar a oferta

Muito comum ver essa estratégia nos sites de compras coletivas. Ao lado de cada cupom oferecido, sempre tem um cronômetro contando os minutos para o fim daquela oferta. Outra loja que trabalha muito bem a tática da contagem regressiva é a WestWing onde as suas campanhas possuem data e hora para acabar.

2) Estoque acabando

Ao avisar o cliente que o estoque está chegando ao fim, além de ser visto como uma forma de ajudar o cliente, é uma forma eficiente de acelerar o processo de decisão de compra. Quem utiliza muito bem essa ferramenta é a Booking.com que informa quantos quartos ainda estão disponíveis para a data.

3) Produtos indisponíveis

Nessa tática, o senso de urgência é criado quando o cliente percebe que está acabando as cores e/ou tamanhos disponíveis. Tática utilizada, principalmente, por lojas de vestuário como Netshoes, Dafiti, etc. É uma informação muito útil para os consumidores, e por isso se encaixa na categoria de ajudar o cliente, em vez de apenas usar uma tática de vendas.

Essas são apenas 3 maneiras de se despertar o senso de urgência nos visitantes. Existem várias outras e é muito comum e vantajoso combinar várias delas.  O senso de urgência é uma ótima ferramenta, mas tem que ser usado corretamente. Se tudo for urgente, em pouco tempo as pessoas vão parar de prestar atenção nos “avisos” e a ação perderá eficácia. Para a ferramenta gerar resultados também a médio prazo, deve ser utilizada com critério e com informações realmente úteis e verdadeiras.

Crie o senso de urgência da maneira correta e terá ótimos resultados em sua taxa de conversão.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.