O Same Day Delivery e quais negócios podem oferecer essa modalidade de entrega

por Anderson Cruz Terça-feira, 04 de agosto de 2015

Você sabe o que é o Same Day Delivery? Sabia que esse modelo tem ganhado cada vez mais espaço em mercados como a União Europeia e os EUA?

Bom, para explicar melhor esse conceito que também começa a ganhar espaço no Brasil, vamos desenvolver uma série de textos nas próximas semanas para apresentar esse modelo de entrega. Para iniciar a série vamos falar do que se trata o Same Day Delivery e quais negócios podem usufruir dessa modalidade.

Same Day Delivery: o furacão ressuscitado pelo e-commerce dos EUA

Entregar produtos ou serviços no mesmo dia não é mais privilégio apenas das pizzarias ou fast foods de comida chinesa! Depois de um tempo caído no esquecimento, o sistema de entrega expressa (chamado também de Same Day Delivery) retornou com força total nos EUA, impulsionado por gigantes do e-commerce, como Amazon, Macys, Target e eBay.

Para se ter uma ideia do quanto esse fenômeno vem mudando a economia norte-americana, um estudo feito pelo Business Insider’s BI Intelligence research apontou que o mercado de entrega rápida (menos de 24 h) deve crescer de US$ 0.10 bilhões em 2014, para impressionantes US$ 4.3 bilhões, em 2018, o que representa uma taxa de crescimento anual de 150%.

Chegada desse formato logístico coloca “em xeque” e-commerces que não se adaptarem à entrega no mesmo dia

Em um momento de crise, não basta rever preços, negociar com fornecedores e outras ações comuns nesses cenários. É necessário trabalhar para não perder os clientes que já foram conquistados e as lojas precisam oferecer condições que favoreçam uma possível volta desse consumidor. Uma das ações é cumprir prazos de entrega, além claro do produto não ser entregue danificado.

Depois da onda de entrega “a jato” que vem mudando o conceito de comércio eletrônico nos EUA, a tendência chegou ao Brasil trazida por gigantes de diversos segmentos.

Uma pesquisa feita em 2014 pela Cognizant — consultoria especializada em negócios digitais — mostrou que o tempo de entrega se encontra em nível 4 de criticidade (em uma escala de 1 a 5 no que se refere à importância na tomada de decisão de compra do consumidor), o que não deixa dúvidas que o comércio eletrônico precisa se adaptar a essa nova demanda de mercado.

Segmentos que já oferecem a modalidade Same Day Delivery

Depois das lanchonetes, o setor de bebidas também começa a adotar esse sistema.

Existem e-commerces especializados em venda de bebidas alcoólicas que fecharam parcerias com lojas físicas e é através dessa estrutura logística que elas conseguem entregar os produtos dos clientes no mesmo dia.

No setor supermercadista, gigantes como Extra, Pão de Açúcar e Walmart passaram a adotar essa estratégia, com resultados surpreendentes, especialmente em grandes cidades nas quais os clientes costumam não ter tempo a perder, procurando produtos em dezenas de gôndolas e esperando por longos minutos na fila do caixa.

Seguindo essa tendência, supermercados menores passaram a adotar essa estratégia, montando sites que oferecem a entrega expressa para clientes das imediações da loja. Aqui temos o trabalho híbrido entre loja física e online.

Além dos 2 setores citados, poderíamos citar diversos outros que vem adotando esse sistema. Floriculturas online (como é comum namorados se lembrarem em cima da hora do aniversário de namoro e se dirigirem, desesperados, a sites de comércio eletrônico de flores — o Same Day Delivery pode salvar relacionamentos! —; lojas de moda (como a Netshoes e a Track & Field), além de lojas de presentes e bomboniere.

Por fim, as livrarias online também já trabalham há alguns anos com entrega no mesmo dia, como a Saraiva. Nesse caso, a logística funciona da seguinte maneira: o cliente pode fazer seu pedido até às 15 h para receber seus produtos até às 22h do mesmo dia. Se não receber no prazo citado, o cliente não paga pelo pedido.

Esse sistema só vale para compras feitas no cartão de crédito faturadas na 1ª tentativa. Para dar conta da demanda, a empresa possui pequenos centros de distribuição espalhados pela grande SP.

Como implementar o serviço de entrega no mesmo dia em meu e-commerce?

A implementação desse serviço de entrega significa praticamente produzir e transportar no mesmo dia. Isso implica na necessidade de descentralizar os centros de distribuição, assim como posicioná-los em pontos estratégicos da área que se quer atingir.

Para quem pretende atuar em São Paulo, por exemplo, ter ao menos um pequeno centro de distribuição em cada região da cidade seria uma alternativa para consolidar o sistema, mas claro tudo depende da operação e do volume praticado por cada  loja.

Essa redução da distância armazenamento-consumidor é uma tendência mundial. De acordo com a startup britânica Shutl (adquirida recentemente pelo eBay), 75% do comércio ocorre em uma distância de até 24 km da residência do consumidor, o que mostra a necessidade de remodelar o fluxo logístico, principalmente, das lojas online, que tem nos altos prazos de entrega um ponto fraco a ser corrigido, o dito “gargalo”.

E você, está pensando em implementar a entrega no mesmo dia em sua loja virtual? Compartilhe com a gente sua experiência.

Acompanhe os próximos textos da série e saiba mais sobre esse assunto. Na próxima semana vamos mostrar como o same day delivery pode ser implementado por e-commerces do segmento de moda.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER